Presidente da CBDE participa de audiência pública no Senado Federal

Brasília – A Subcomissão Permanente sobre Esporte, Educação Física e Formação de Categorias de Base (CEEEFCB), promoveu, na tarde desta quarta-feira (10), no Senado Federal, uma audiência pública para discutir o Plano Nacional de Esporte. 

O evento contou com a participação do presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho; do vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), Robson Aguiar; e de Marcelo Ottoline, presidente da Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal e Entorno (FRDE-DF). A subcomissão funciona no âmbito da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

Essa foi a segunda audiência pública realizada pela Subcomissão. O encontro tratou sobre a necessidade da criação de um Plano Nacional para o Desporto, além de discutir a importância da prática de esporte nas escolas, oportunidade em que Antônio Hora Filho fez uma apresentação sobre os trabalhos realizados pela entidade. 

Ao receber a palavra da senadora Leila Barros (PSB-DF), que presidiu a sessão, o presidente agradeceu o convite de participar desta audiência que, segundo ele, é de fundamental importância para o desenvolvimento do esporte no Brasil. 

– Fico lisonjeado por ter sido convidado para participar dessa audiência pública que trata de um assunto que baseia a nossa existência. Essa satisfação foi ampliada no momento em que soube da presença do general Décio Brasil, que desde que chegou ao ministério, mostrou que veio para fazer diferente. Neste período, já reuniu entidades colocando a sua equipe técnica à disposição do esporte nacional. Disse. 

Na oportunidade, Hora Filho apresentou detalhes sobre o trabalho realizado pela CBDE mostrando os avanços do segmento no país. 

– Temos uma particularidade: o nosso conceito. Embora muitos falem sobre o alto rendimento, o escolar tem um papel fundamental na sociedade e no futuro do esporte brasileiro. Por isso, é necessário evitar a seletividade dando oportunidade para que todos tenham condições da prática esportiva no Brasil, sobretudo pela importância que ele tem na formação do cidadão. Revelou.

Durante os 15 minutos regulamentares a que teve direito, Antônio Hora apresentou o organograma de sua gestão demonstrando as exigências legais de boas práticas tendo em vista a necessidade de mostrar à sociedade que o dinheiro público investido no esporte educacional é tratado com responsabilidade. 

– É preciso desenvolver por ser educacional, a formação integral do indivíduo para o exercício da cidadania e a prática de lazer. Isso é basilar no Desporto Escolar. Por isso, a CBDE embora tenha pouco menos de 20 anos, conseguiu, a partir do acesso ao recurso oriundo da Lei Agnelo Piva, realizar uma reforma administrativa estabelecendo uma nova dinâmica de governança seguindo as diretrizes do Tribunal de Contas da União (TCU) e do próprio ministério da Cidadania”, revelou. 

Sabatinado pela senadora potiguar Zenaide Maia (PROS-RN), sobre o número de jovens que participam dos eventos escolares no Brasil realizados pela CBDE, e a origem deles, se de escolas públicas ou privadas, Hora foi taxativo. 

– A Confederação executa uma política para atingir as escolas públicas promovendo competições de modalidades que historicamente as escolas privadas ainda não despertaram o interesse, como o atletismo, por exemplo. Então, quando a CBDE realiza um brasileiro de atletismo, 70% dos participantes são oriundos da rede pública. Vale lembrar que em nossas competições os estudantes recebem passagens, alimentação, hospedagem, premiação e toda a estrutura para que eles possam competir. Contou. 

No fim da audiência, o presidente da CBDE se emocionou ao relembrar os colegas de escola durante sua infância e a importância que o esporte possui em sua vida. 

– Fico feliz quando vejo atletas que dificilmente chegarão ao ranking internacional de destaque sendo favorecidos pelos conceitos do esporte. É isso que vai transformar a vida do cidadão, como eu tive a minha transformada. Cada um aqui tem sua história de vida. Eu estudei numa escola pequena em Sergipe e perdi muitos colegas que seguiram outros caminhos. Foi o esporte que transformou a minha vida e esse também é meu objetivo enquanto gestor: o de transformar vidas no meu Brasil que ainda vai estar no lugar que merece”, contou. 

A Subcomissão Permanente sobre Esporte, Educação Física e Formação de Categorias de Base (CEEEFCB) é formada por cinco senadores e mais cinco suplentes. Os trabalhos são liderados pela senadora Leila Barros que tem como vice-presidente o senador capixaba Marcos do Val. 

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar 
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12 
Bloco F, Brasília – Distrito Federal


Assembleia Geral Ordinária da CBDE é realizada em Brasília

Brasília – Entidades representativas do Desporto Escolar Nacional se reuniram neste final de semana, em Brasília, para a Assembleia Geral Ordinária da CBDE, reunião que entre outras pautas tratou de temas importantes como a aprovação das contas da entidade no exercício de 2018 e também o bloco orçamentário para 2019.

Com base nos dados estatísticos e relatórios de uma auditoria externa contratada pela entidade para dar transparência ao seu novo método de governança, os presidentes puderam não só ter acesso aos números como também em um ambiente respeitoso e democrático, se manifestarem acerca desse novo ciclo que se inicia no Brasil.

A reunião foi conduzida pelo presidente da CBDE, Antônio Hora Filho que aproveitou a oportunidade para anunciar a política de gênero nas próximas competições, condicionando a obrigatoriedade de participação das mulheres para que o Estado atue nos brasileiros com o masculino.

Com a discrição que sempre lhe foi peculiar, o primeiro presidente da CBDE, Heleno Lima, também participou da assembleia. Emocionado com o que viu e, principalmente, ouviu, o ex-presidente não escondeu a satisfação de poder presenciar esse momento. “Quando começamos não tínhamos recursos para nada. Muitas vezes tivemos que colocar do próprio bolso para que o Brasil participasse dos mundiais. E hoje, graças ao trabalho que é realizado, tudo mudou. Estou feliz de ver a semente que plantamos dando frutos”, disse.

Com o propósito de desenvolver e fomentar o Brasil como uma potência mundial escolar, incentivando a prática esportiva nas escolas e propondo um modelo de governança por excelência que fortaleça as federações parceiras, durante o evento, o Conselho Administrativo anunciou a criação de um plano estratégico para que o Brasil possa abranger tudo isso. A proposta não só agradou os presidentes que a aprovaram, como gerou uma expectativa positiva ao segmento que passa por uma reformulação profissional.

O prestígio internacional da CBDE também foi tema durante a reunião. Além do vice-presidente Robson Aguiar, que no ano passado foi eleito 1º vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), outros quatro brasileiros também assumiram posição de destaque no órgão: Walter Thiessen, na Natação; Clesio Prado, no Voleibol; Jean Dummar, Futebol; e Luiz Delphino, no Futsal. Todos eles fazem parte dos comitês técnicos da entidade, algo que só ocorreu graças ao trabalho desenvolvido pela CBDE no Brasil.

Este ano três seletivas nacionais foram realizadas com recorde absoluto de participações. Em fevereiro, o Brasileiro Escolar de Futebol agitou os estados de Sergipe e Alagoas, que simultaneamente realizaram a competição. Em seguida foi a vez de Brasília promover a etapa nacional do Basquete, evento que assim como no futebol, recebeu atletas escolares de todas as partes do Brasil, semelhante ao que ocorreu na natação, semana passada, durante o brasileiro da modalidade que foi realizado no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

O novo momento vivido pelo Desporto Escolar do Brasil reforça o compromisso da CBDE pela lisura de suas ações, e também ao seu método transparente de gestão, condição que foi exposta aos presidentes que participaram da assembleia, em Brasília. Esse fator foi visto de maneira positiva pelas entidades representativas do Desporto Escolar Nacional que, com base no parecer do conselho fiscal, aprovaram por unanimidade as contas da entidade no exercício de 2018.

O orçamento de 2019 também foi amplamente discutido. Depois de um coerente entendimento de fatores e ideias, sobretudo com base no fortalecimento das federações que irão receber etapas nacionais ao longo do ano, o orçamento foi aprovado por unanimidade, dando legitimidade às ações protocolares da CBDE.

Com o orçamento aprovado, várias seletivas nacionais estão previstas em nosso calendário esportivo ainda este ano. A próxima será o Brasileiro Escolar de Atletismo, evento realizado pela CBDE, em parceria com a Federação Norte-rio-grandense do Desporto Escolar (FNDE), que será realizado entre os dias 11 e 14 de abril, em Natal, capital do Rio Grande do Norte.

Todos esses fatores comprovam o compromisso da entidade de não só atuar no crescimento e desenvolvimento do segmento no Brasil, como também o de continuar trabalhando para que a base do esporte escolar de hoje, seja o futuro olímpico de amanhã.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Foto: CBDE/divulgação
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Comitiva da CBDE prestigia eleição da nova Comissão de Esporte da Câmara

Brasília – Entidades representativas do Desporto Escolar estiveram presentes hoje na reunião que elegeu o deputado federal, Fábio Mitidieri (PSD-SE), como novo presidente da Comissão de Esporte da Câmara Federal. Na oportunidade, a comissão elegeu também seus três-vice presidentes: Danrlei de Deus Hinterholz (PSD-RS); Fabio Reis (MDB-SE); e Afonso Ham (PP-RS).

Além de modernizar as ações do órgão em benefício do esporte brasileiro, Mitidieri que é conhecido pelas ações em prol do fortalecimento do Desporto Escolar no Brasil, prometeu continuar atuando para que o esporte de base seja cada vez mais incentivado nas escolas.

Durante o pleito que elegeu o parlamentar sergipano com os 15 votos do colegiado, estiveram presentes: Robson Aguiar, vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) e da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE); José Medalha, representante da Federação Internacional de Escolas Católicas (FISEC); Gileno Souto, presidente da Federação Norte-rio-grandense do Desporto Escolar (FNDE); Marcelo Ottoline, presidente da Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal e Entorno (FRDE-DF); e José Reinaldo Azevedo, presidente da Federação Acreana do Desporto Escolar (FACDE).

Durante o discurso inaugural do novo presidente da Comissão de Esporte da Câmara, o deputado disse que vai promover debates importantes para tratar da lei de incentivo ao esporte; a atualização da Timemania; e a redivisão dos recursos das loterias para ampliar os recursos para o Desporto.

Papel da comissão

Criada em fevereiro de 2014, a Comissão do Esporte tem entre suas atribuições analisar matérias sobre o sistema desportivo nacional e sua organização, política e plano nacional de educação física e desportiva, normas gerais sobre desporto e justiça desportiva.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Foto: Paulo Pestana
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

CBDE inicia pregão eletrônico para as Seletivas Nacionais

Brasília – A Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), seguindo as normativas de sua nova governança, inicia um “pregão eletrônico” para a aquisição de camisas, água mineral sem gás e locação de ambulâncias.

As informações adicionais sobre prazos, exigências e demais especificações você confere clicando nos documentos abaixo.


Edital locação de ambulâncias
Edital aquisição de camisas
Edital de aquisição de água mineral sem gás
Manuais de compras


Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Foto: Rafael Brais/ME
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Michel Temer sanciona Lei que destina verbas das loterias para o esporte

Brasília – O presidente Michel Temer sancionou na tarde desta quarta-feira (12), durante cerimônia no Palácio do Planalto, a Lei que cria um fundo nacional para o esporte, cultura e segurança pública.

Com a participação de autoridades políticas e esportivas no evento, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) foi representada pelo presidente Antônio Hora Filho que agradeceu o empenho do ministro do Esporte, Leandro Cruz, nessa matéria.

A participação do ministro Cruz foi importantíssima para que este dia histórico se tornasse real. A sensibilidade do governo federal de fomentar o esporte nas mais diferentes áreas começando pela base que é onde nós atuamos é um incentivo para que continuemos firmes trabalhando em prol do desenvolvimento do Desporto Escolar no Brasil – revelou.

Além de Hora Filho, Francisco Braz, vice-presidente e Jorge Araújo Filho, membro do conselho fiscal da CBDE, também estiveram na cerimônia que contou ainda com a presença de José Medalha, representante da Federação Internacional de Esporte Escolar de Escolas Católicas (FISEC), Marcelo Ottoline, presidente da Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal e Entorno (FRDEDF) e Marco Maia, presidente da Federação Goiana do Desporto Escolar (FGDE).

Com a sanção da nova lei, o Desporto Escolar do Brasil passa a viver uma nova página de sua história tendo mais autonomia para poder continuar sendo vitrine de futuros medalhistas olímpicos.

Departamento de Comunicação da CBDE
Jornalista responsável: Jesus Filho
E-mail: imprensa@cbde.org.br
+ 55: 061 99136-0090 / + 55: 061 3967-7176
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal