Brasil é campeão no futebol feminino nos Jogos Mundiais Escolares Sub-15 em Belgrado

 

A Seleção Escolar Brasileira conquistou, neste sábado (18.09), em Belgrado, na Sérvia, o título dos Jogos Mundiais Escolares Sub-15 no futebol feminino. A vitória sobre a Ucrânia na final, por 6 x 1, representou um resultado histórico para o país na modalidade, já que o Brasil nunca tinha sido campeão mundial em nenhuma categoria de base do futebol feminino.

A capitão da seleção brasileira, Carol Zacharias, da Escola Fundação Bradesco de São Paulo, comentou a vitória:

Muitas meninas nunca tinham saído do Brasil e tivemos uma competição fantástica. Conhecemos pessoas de outros países, fizemos amizades, e é muita emoção representar nossa família, nossos amigos e nosso país”

Antes da partida, ainda no hotel, as brasileiras receberam um apoio e um incentivo de peso, já que a rainha dos gramados Marta, seis vezes eleita a melhor jogadora do mundo, enviou um vídeo parabenizando as jogadoras pela campanha e desejando sucesso na final.

A decisão do torneio foi acompanhada pelopresidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho e seus convidados. O secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, osecretário adjunto da pasta, André Alves, embaixador do Brasil na Sérvia, Eduardo Barbosa, e sua esposa, Monique, que receberam parte da delegação em almoço na sexta (17.09) e fizeram questão de prestigiar a partida.

Além do futebol feminino, o Brasil competiu em Belgrado no wrestling e conquistou cinco medalhas com a equipe feminina. Destaque para a brasileira Rafaela da Luz, única técnica mulher de toda a competição.

“Esse é o meu primeiro mundial e, ter sido convocada pela CBDE como técnica da equipe de wrestling escolar para mim é uma grande honra. Estou extremamente feliz em poder vivenciar um momento como esse onde as mulheres no esporte têm o reconhecimento e incentivo em participar de competições em situações de igualdade de gênero. Acredito que a política da CBDE deve ser estendida a outras federações, não só no Brasil como no mundo. Ser a única técnica mulher do campeonato mundial de wrestling me faz acreditar que o Brasil, através do desporto escolar, saiu a frente dando um exemplo de equidade de gênero para o mundo”.

Vale destacar também que a CBDE optou por levar equipes de apenas duas modalidades à Sérvia em função da pandemia. No total, 28 atletas do país competiram nos Jogos Mundiais Escolares Sub-15. A competição termina neste domingo (19.09) e a delegação retorna na segunda-feira (20.09) para o Brasil.

Correspondentes esportivos em Belgrado:

Alexandra Alves, Airton Lima (Queridão) e Marcus Cicarini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *