Diretor-geral dos JEBs vistoria instalações esportivas no Rio de Janeiro

Por: Jesus Filho

Rio – A capital carioca vive a expectativa pelo retorno de um dos torneios escolares mais tradicionais do país. Popularmente conhecidos como JEBs, os Jogos Escolares Brasileiros serão realizados no Rio de Janeiro, em outubro do próximo ano, ocasião em que milhares de atletas escolares terão a chance de competir na cidade que em 2016, viveu todas as emoções de sediar uma Olimpíada.

Desde o anúncio feito pelo secretário especial do Esporte, Marcelo Magalhães, de que o torneio seria reexibido no país, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), entidade que realizará a competição em parceria com o governo federal, através da secretaria, órgão do ministério da Cidadania, começou a trabalhar em conjunto com suas federações filiadas, e com as secretarias de estado de Esporte, para que o evento possa atender as expectativas que de forma positiva foram criadas.

Ao longo desta semana, o presidente licenciado da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais (FEEMG), Everson Ciccarini, diretor-geral da competição, está no Rio de Janeiro percorrendo algumas instalações que poderão ser utilizadas durante o evento. Depois de uma atenciosa vistoria no Parque Olímpico, na Zona Oeste da Cidade, que possui toda a infraestrutura herdada como legado da Rio-2016, Ciccarini foi até o bairro da Sulacap, no subúrbio do Rio, conhecer de perto a Base Aérea dos Afonsos, batalhão militar onde funciona o CDA.

Recepcionado pelo Tenente-Coronel, Ricardo Miguel, o diretor-geral dos JEBs conheceu de perto as instalações militares da Aeronáutica e percorreu os 400 metros da pista de atletismo que foi utilizada como centro de treinamento para os atletas que participaram das Olimpíadas de 2016. Em seguida, Everson Ciccarini foi até a Avenida Brasil, rodovia que corta boa parte da capital fluminense conhecer o Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes, batalhão da Marinha localizado em uma área estratégica da cidade.

Com uma extensa área construída pelas forças armadas dedicada exclusivamente a realização de eventos esportivos, o centro conta com uma pista de atletismo profissional, onde está sendo construída uma ampla arquibancada, além de pelo menos dois ginásios poliesportivos e uma piscina Olímpica que é utilizada pelos militares. Recebido pela Tenente Bruna, Ciccarini vistoriou as instalações do CEFAN e aglutinou informações para o seu relatório final.

Além das vistorias, o diretor-geral dos Jogos Escolares Brasileiros – JEBs, se reuniu com Eduardo Domingues, presidente da Federação de Esportes Estudantis do Rio de Janeiro (FEERJ), para definir algumas estratégias operacionais na realização da competição, e foi recebido, também, na sede da secretaria estadual de Esporte, Lazer e Juventude, na Região Central do Rio, não só pelo secretário, Felipe Bornier, que fez questão de cumprimentá-lo, como por Priscilla Honório, coordenadora de jogos estudantis e universitários do órgão estadual.

Antes de retornar para Belo Horizonte, Everson se reunirá nesta sexta-feira (13), com representantes da Prefeitura do Rio, no Parque Olímpico, e na parte da tarde, ainda não confirmado, deve visitar o Estádio Olímpico João Havelange, para ver de perto as condições não só de sua pista de atletismo, como também, de toda a área estrutural do Engenhão.

Competição seletiva para os Jogos Escolares Sul-Americanos previstos para serem realizados na capital federal no próximo ano, o torneio será disputado entre atletas escolares de escolas públicas e privadas de todo país, entre 12 e 14 anos, nascidos em 2007, 2008 e 2009. O evento será realizado em 2021, no Rio de Janeiro e promete agitar a cidade maravilhosa.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *