Federação Internacional do Desporto Escolar adia Gymnasiade para 2021

Por: Jesus Filho

Brasília – A maior competição escolar do mundo prevista para acontecer este ano, na cidade de Jinjiang, na China, foi adiada para outubro do ano que vem. Seguindo as orientações das autoridades mundiais de saúde, a Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), tomou a decisão em conformidade ao que se era esperado, tendo em vista o aumento dos casos de coronavírus em diversos países.

Com a alteração em seu calendário esportivo em razão da pandemia, a CBDE também teve que se adaptar adiando para o próximo ano a seletiva que realizaria este ano para o mundial. O evento, que promete reunir milhares de atletas escolares que sonham com a vaga na Gymnasiade ocorrerá também em 2021.

Entre as principais potências esportivas do mundo, o Brasil segue fazendo bonito na Gymansiade. Em Brasília, os brasileiros subiram ao pódio conquistando a 3ª posição geral, em 2013. Na Turquia, em 2016, a delegação brasileira atingiu a primeira colocação geral conquistando 128 medalhas, entre elas: 57 de ouro, 32 de prata e 39 de bronze. Já no Marrocos, em 2018, o país ficou com a terceira colocação com 86 medalhas, sendo 27 ouros, 26 pratas e 33 bronzes. A primeira colocada da Gymnasiade 2018 foi a Ucrânia, com 104 medalhas, seguida pelo Marrocos, país-sede, com 87 medalhas.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *