Conselho Gestor da CBDE cria Comissão de Ética e define seus integrantes

Por: Jesus Filho

Brasília – Por iniciativa do presidente Antônio Hora Filho, seguindo as regras de compliance em conformidade com a legislação vigente no país, o Conselho de Administração da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), em sua última reunião ordinária, indicou três nomes para a criação do Conselho de Ética da entidade. Amparada no que determina seu estatuto e após realizar um rigoroso ‘Background Check’ dos indicados, a presidência tornou pública a portaria nº 09, de 21 de julho de 2020, que institui a criação da Comissão e define suas diretrizes.   

Funcionando de maneira independente, o órgão irá assessorar o Conselho de Administração atuando na deliberação de situações que envolvam questões relacionadas a ética de colaboradores, atletas, técnicos e dirigentes. Será também de competência da Comissão Disciplinar, instruir procedimentos administrativos Internos decorrentes de atos antiéticos que, porventura, ocorram na forma do Estatuto Social da CBDE.

Com o compromisso público de avigorar a gestão por excelência, utilizando todos os instrumentos para que a transparência e o respeito com a coisa pública continuem sendo colocados em prática, a criação de sua Comissão de Ética segue um novo modelo de governança que está sendo implementado pela CBDE no país. Para a consultora Vanessa Bulcão Schimidt, essa iniciativa comprova que o modelo de administração apresentado pela entidade, estimula a prática do bom exemplo.  

– A criação da Comissão de Ética da CBDE é a consolidação de todo o trabalho de modernização de governança, transparência e integridade que ela vem propondo nesses dois últimos anos. Esse novo órgão vai colocar em prática todas as regras, fazendo valer qualquer verificação em conformidade ao seu código de conduta e ética, garantindo assim a transparência no processo de gestão independente do cargo que você tenha assumido. A partir deste modelo, todos estarão sujeitos a essas boas práticas e a criação desta comissão irá garantir que o processo de verificação seja feito pelo colegiado e não de forma individual.

José Valmir dos Santos Filho é Analista Judiciário do Tribunal Superior do Trabalho (TST) | Foto: Arquivo pessoal

Entre seus membros eleitos estão o desportista e empresário José Glennyson Mendonça Cruz, que possui relevantes serviços prestados ao esporte nacional. Advogado entre os mais renomados do país, Breno Gonçalves de Oliveira Porto também integrará o órgão. Soma-se a eles o Analista Judiciário do Tribunal Superior do Trabalho (TST), José Valmir dos Santos Filho (foto), que falou sobre a importância de estimular a boa governança em uma entidade que é modelo de gestão no país.

– Vamos atuar em conformidade ao que determina o Código de Conduta da CBDE. Sabemos de nossa responsabilidade e não iremos medir esforços para que ela possa cada vez mais seguir as regras de boa governabilidade contribuindo para o fortalecimento do segmento na sociedade. Minha expectativa é grande, tendo em vista que as instituições brasileiras precisam mostrar bons trabalhos servindo de exemplo para a nossa juventude.

Semelhante ao que disse Breno Gonçalves de Oliveira Porto que garantiu atuar com imparcialidade e justiça na Comissão.

O advogado Breno Gonçalves de Oliveira Porto foi eleito membro do Conselho de Ética da CBDE

– Primeiramente gostaria de dizer que muito me honrou ter sido indicado e eleito membro deste importante Conselho. Trago para agregá-lo a imparcialidade, transparência e justiça, quesitos dos quais não abro mão. Garanto dedicação e cumprimento ao que determina o Conselho de Ética da CBDE, orientando e atuando em conformidade ao que me foi confiado.

Convicto de que terá uma missão desafiadora pela frente, José Glennyson Mendonça Cruz garantiu zelar pelas boas práticas buscando na lisura, seguir o modelo transparente de gestão implementado pela CBDE no país.

José Glennyson Mendonça Cruz é empresário e desportista | Foto: Arquivo pessoal

– A CBDE é uma das principais entidades esportivas do mundo, vide seus recentes resultados globais, especialmente ao que vimos nas últimas três edições da Gymnasiade. Por isso, agregado a tudo que foi dito pelos meus pares, em primeiro lugar sinto-me honrado de pertencer ao seu recém-criado Conselho de Ética e não medirei esforços para que o Brasil possa continuar sendo uma referência esportiva escolar tanto por quem compete, quanto por quem faz toda essa engrenagem acontecer.

CEO da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Luiz Delphino revelou que a entidade está cumprindo com as suas obrigações ao estabelecer como meta a referência de governança na gestão de recursos públicos. “Sabemos da nossa responsabilidade e estamos buscando atuar em conformidade com a legislação brasileira, para que a transparência continue sendo nossa principal aliada em um modelo de gestão que segue revolucionando o segmento no país”, disse.

Pouco depois de baixar a portaria que forma a nova Comissão de Ética da CBDE, o presidente Antônio Hora Filho agradeceu a disposição dos membros eleitos e garantiu continuar estimulando uma gestão por excelência.

– A criação da Comissão de Ética da CBDE, traduz o sentimento coletivo de que esse é mais um passo na gestão por excelência que realizamos priorizando sempre a boa governança, transparência e conformidade legal em nossas ações. Desejo boas-vindas aos membros deste novo órgão que terá um papel fundamental no dia a dia de nossa entidade e reitero a minha satisfação com os rumos que estamos seguindo.

Eleitos com o desafio de estimular a iniciação esportiva no país, dando cada vez mais lisura e transparência aos atos da CBDE, os três novos membros titulares da Comissão de Ética da entidade irão se reunir nas próximas semanas para traçar metas e organizar sua agenda de trabalho.   

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *