CBDE propõe reedição dos JEB’s e apresenta plano estratégico pós-covid-19 ao Secretário Especial do Esporte

Por: Jesus Filho

Representantes da Secretaria Especial do Esporte e da CBDE em Brasília. Foto: Francisco Medeiros / Min. Cidadania

Brasília – A Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), apresentou na manhã desta quarta-feira (3), ao secretário especial do Esporte, Marcelo Magalhães, no ministério da Cidadania, em Brasília, um planejamento estratégico visando o “pós-covid-19”. O objetivo do encontro foi o de alinhar esforços para fortalecer a base do esporte brasileiro expandindo ações que possam beneficiar milhares de atletas escolares em todo país.

Dedicada ao desporto escolar, a proposta visa a sustentação de quatro pilares que são de fundamental importância para o crescimento do segmento, entre eles: o desenvolvimento da capacitação de profissionais e dos familiares dos atletas escolares tanto a distância, quanto presencialmente; a implementação de centros de referência de excelência do esporte escolar; a organização de competições esportivas; e a ampliação do atendimento de esporte em escolas públicas do Brasil.

Com a criação de oficinas escolares que funcionarão nos centros de referência e excelência do esporte escolar, previstos para funcionar a partir do próximo semestre em alguns estados, a ideia é utilizar esses espaços para a realização das capacitações e promover núcleos de iniciação esportiva com estudantes da rede pública de ensino. A ampliação do atendimento de esporte nas escolas passa pela implementação do Circuito do Esporte Escolar no Brasil. A proposta é sair com uma estrutura itinerante no país, visitando incialmente 48 cidades da Região Nordeste, de segunda a domingo, com a previsão de atender mais de 400 mil crianças em nossos programas de oficinas esportivas.

Um dos atrativos da ideia é a reedição dos Jogos Escolares Brasileiros, popularmente conhecidos como JEB’s, na faixa etária de 12 a 14 anos, sendo seletiva para os jogos sul-americanos escolares que serão realizados no Brasil, em dezembro de 2021. A parte técnica do evento seria organizada pelo Time CBDE, já sua coordenação, feita pela secretaria especial do Esporte, em parceria com secretários estaduais de esporte. A proposta inicial é a de realizar os jogos na cidade do Rio de Janeiro utilizando os instrumentos do legado Olímpico.

Ao lado de Robson Aguiar, vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), o presidente da CBDE, Antônio Hora Filho entregou ao secretário Marcelo Magalhães, e ao secretário adjunto, André Alves, um brinde da Confederação.
Foto: Francisco Medeiros / Min. Cidadania

Com um calendário diversificado e muitas ações esportivas no radar, há uma série de competições que pretendem aquecer o esporte escolar nacional e que foram apresentadas ao secretário. Além do Mundial Escolar de Voleibol, adiado para 2021 em razão da pandemia, a CBDE vai pleitear, junto à Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), além da realização de outros mundiais, como o de basquete, também, a organização da Gymnasiade em 2026. Trata-se da maior competição escolar do mundo que não só movimenta a economia, como propõe um intercâmbio multicultural esportivo do tamanho de sua importância.

“Esta gestão acredita que o desporto escolar deve ser a base imprescindível para o desenvolvimento do esporte no país e vamos trabalhar nesse sentido, dando todo o apoio que pudermos à CBDE para fomentar cada vez mais a prática de atividade física entre nossos estudantes”, disse Marcelo Magalhães.

“Gostamos muito do que nos foi apresentado pelo presidente Antônio Hora Filho e por sua equipe e, a partir de agora, vamos trabalhar para viabilizar esses projetos, porque eles são muito importantes e, com certeza, terão reflexos bastante positivos para nossa sociedade como um todo e para o esporte brasileiro, em particular”, afirmou o secretário.

O plano estratégico apresentado pela CBDE animou o secretário Marcelo Magalhães que ficou impressionado com o alcance dos programas propostos pela entidade. Com o aceno positivo da secretaria, órgão vinculado ao ministério da Cidadania, nos próximos dias poderá ser divulgada a confirmação da proposta que será implementada ‘pós-pandemia’, com o apoio da secretaria Especial do Esporte.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *