Brasil apresenta candidatura para sediar os Jogos Sul-Americanos Escolares em 2020

Por: Andrea Cordeiro / Ministério da Cidadania

Delegação brasileira no Sul-Americano Escolar de Assunção, Paraguai

Asseunção – O secretário especial adjunto do Esporte do Ministério da Cidadania, Marco Aurélio Araújo, apresentou, nesta segunda-feira (02.12), em Assunção, no Paraguai, a candidatura do Brasil para sediar a edição de 2020 dos Jogos Sul-Americanos Escolares. O anúncio foi realizado durante reunião entre a ministra da Secretaria Nacional de Esportes do Paraguai, Fatima Morales, e membros dos governos do Equador, Bonaire, Peru e Suriname.

A decisão final sobre a próxima sede será tomada durante a Assembleia do Conselho Sul-Americano de Esporte (Consude), em março de 2020. Atualmente, o Paraguai preside o conselho.

De acordo com o secretário, a intenção do governo é de que alguma cidade das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste sedie o evento. “Recebi o aval do ministro da Cidadania, Osmar Terra, para colocar o Brasil à disposição como próxima sede. Levar uma competição internacional contribui para o desenvolvimento do esporte escolar nessas regiões e com a economia local”, explicou. Araújo acrescenta que a ação integra a política do governo de municipalizar os investimentos.

A última vez que o Brasil sediou os jogos do continente foi em 2014, em Aracaju (SE). Naquela edição, 1.800 atletas de 11 países participaram das competições.

A candidatura do Brasil tem o apoio da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE). Segundo o presidente da entidade, Antônio Hora, por já ter sediado duas edições, em 2012 e 2014, o Brasil é reconhecido por sua capacidade de acolher bem os visitantes. “Os jovens sul-americanos têm o desejo de visitar o Brasil. Será mais uma oportunidade de promover o intercâmbio cultural e de apresentar nossa cultura”, avaliou.

Ascom – Ministério da Cidadania

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *