Conheça as equipes semifinalistas do Brasileiro CBDE de Handebol

Por: Jesus Filho

Foto: Paulo Pestana

Brasília – Com o fim da fase classificatória, a maior competição de handebol já realizada no Brasil chega às semifinais. Durante essa terça-feira (8) ensolarada na capital federal, vinte e sete jogos foram disputados pelas quartas de finais do torneio. Difícil era segurar a ansiedade e controlar o nervosismo, fatores que não apagaram o brilho das equipes que entraram em quadra protagonizando jogos de altíssimo nível.

No ginásio de Esportes do Cruzeiro, foram seis jogos válidos pela “Série Ouro” da competição. O primeiro deles, foi entre Colégio Amorim (SP) e Colégio Marista (DF-1), confronto que recebeu um bom público. A torcida compareceu para torcer pelas donas da casa, mas nem mesmo os incentivos que vinham da arquibancada conseguiram deter o ataque da equipe de São Paulo que venceu o jogo por 25 a 12, garantindo assim, a vaga para a semifinal.

Em seguida foi a vez do Colégio Caic Balduíno (PI), que pela frente pegou o Colégio Darwin (CE). Mesmo apertando a marcação, a equipe cearense errou passes e não soube explorar os contra-ataques deixando o caminho do gol aberto para os piauienses que não tinham bolas perdidas. Com o placar de 26 a 18, o atual time tetracampeão do Brasil foi melhor e, com o resultado, avança na competição.

Superação. Não há palavra que melhor traduza o que se viu no terceiro jogo válido pelas quartas de finais do Brasileiro CBDE de Handebol, entre Santa Catarina e Maranhão. Mesmo com a vitória por 25 a 17, as alunas catarinenses da Escola João Goulart, reconheceram a qualidade do time da Escola Barbosa de Godóis, mas não esconderam a emoção pela classificação para a semifinal do torneio. Aguerrido, o grupo jogou e encantou, acertando passes e não desperdiçando gols.

Entre os confrontos mais esperados das quartas, o Castro Alves (ES) teve pela frente a duríssima equipe do Colégio Nacional (MG). Sem dar espaços para que o time capixaba pudesse criar durante o jogo, o time masculino representante de Minas Gerais venceu o duelo por 33 a 18, vantagem que se acentuou no 2º tempo, quando o fator físico falou mais alto. Com isso, Minas segue na competição lutando pelo título nacional motivada para a semifinal do torneio.

Foto: Paulo Pestana

Mas a partida que contou com os aplausos dos torcedores que compareceram ao ginásio do Cruzeiro, foi entre Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Com lances ajustados e poucos erros, as equipes fizeram um jogo irretocável, justificando assim a campanha dos dois times no brasileiro. Destaque para a atleta carioca “Sukinho”, que conduziu a vitória feminina do Colégio Suzano Costa por 21 a 20, com um gol feito nos segundos finais do certame. Emocionadas, as estudantes do Colégio Gustavo Schreiber reconheceram a derrota e desejaram boa sorte para as cariocas na semifinal.

Outros jogos ainda pela “Série Ouro” aconteceram nesta terça-feira (8) esportiva na capital federal. O time feminino de Santa Catarina venceu o Maranhão por 31 a 15, semelhante ao que ocorreu, também com a equipe feminina, mas do Espírito Santo, que passou pelo Distrito Federal-2 com o placar de 27 a 09. Não diferente da vitória conquistada pela equipe masculina do Colégio Amorim (SP), contra os alunos do Colégio Objetivo (PR), pelo placar de 31 a 15.

Nesta quarta-feira, dia 9, você acompanha todas as semifinais das séries: ouro e prata, “ao vivo”, pela fanpage oficial da CBDE no facebook. Confira abaixo a agenda de transmissões, bem como o boletim 7 com todos os resultados da competição até aqui.

BOLETIM-7-HANDEBOL-2019-3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *