Brasil atropela a Eslováquia e conquista título inédito para o país

BELGRADO – Primavera fria em Belgrado mas, não para os meninos do Colégio Amorim de São Paulo que mais uma vez fizeram história defendendo o Brasil com a camisa verde e amarela da CBDE.

Numa campanha durante o Mundial Escolar de Futebol com apenas um empate na estreia contra o Líbano, os paulistas seguiram firme, sob o comando do professor Vinicius Moraes na busca pelo título inédito para o Brasil.

Num jogo com plateia lotada o Brasil mostrou toda a sua superioridade e favoritismo em campo. A Eslováquia, com um time de estatura alta, não conseguia avançar seu ataque e era sempre barrada pela zaga formada por Júlio, Carlos, Murilo e Arthur.

E quem abriu o placar no final do primeiro tempo foi Murilo que num cruzamento na área com direito a bate e rebate, girou e fez o gol com a perna direita

Na volta do intervalo o Brasil parecida estar ainda mais inspirado e não deu chance alguma para a Eslováquia que começou a se perder em campo e, com o grito da torcida que só chamava pelo Brasil.

O segundo gol veio de uma jogada bem trabalhada, numa inversão de bola da direita pra esquerda e finalização de fora da área do Marquinhos não dando chance alguma de defesa para o goleiro eslovaco. E, para colocar a vitória no campeonato numa jogada construída pelo lateral esquerdo, Arthur, veio o terceiro gol da partida e segundo de Marquinhos. Final: Brasil 3×0 Eslováquia.

Igor Borges, da equipe de fisioterapeutas do Brasil era um dos que mais vibrava com os garotos o título: “E CAMPEÃO….É CAMPEÃO. Feliz demais por estes meninos, por estar aqui e poder ter desenvolvido um trabalho com a delegação ao longo destes 10 dias. O título é nosso”, disse o fisioterapeuta em meio a gritos e euforia dos atletas.

Marquinhos, autor do último gol brasileiro agradeceu a Deus e ao Colégio Amorim pela oportunidade: “Essa conquista veio coroar todo o trabalho que nos fazemos no colégio, todo treino. Queria agradecer a Deus, ao Amorim e a CBDE pela oportunidade de representar o meu país aqui no mundial. Estou muito feliz com essa medalha que conquistamos”, disse Marcos.

Quem levou o bronze para a casa no masculino foi a equipe da Áustria.

Foi a segunda vez que o Amorim representou o Brasil num Mundial de Futebol. A primeira vez foi na República Tcheca em 2017 com a conquista do 4º lugar.

E o Brasil, além do título no masculino conquistou também o terceiro lugar no feminino, completando assim, a sua melhor participação em mundiais da modalidade.

As meninas da Escola Lourdes Lago de Chapecó, liderada pelo técnico João Romeu de Almeida Filho fizeram um jogo limpo e cercado de confraternização com a equipe da Áustria. Antes mesmo do início da partida, as atletas se reuniram na arquibancada para dançar, cantar e fazer muitas selfies, exatamente como deve ser o espírito de fair play de um campeonato escolar.

Em campo, o respeito prevaleceu com jogadas limpas e poucas faltas. O gol da vitória veio com Mariza, encerrando em Brasil 1×0 Áustria. Vale destacar que a campanha do Lourdes Lago foi de vitórias sucessivas tendo perdido apenas os jogos das semifinais para as vencedoras do mundial, Alemanha. Em segundo lugar no feminino ficou a França.

O Brasil agora lidera o ranking do futebol escolar no masculino, entre os 24 países participantes e, o terceiro no feminino entre 16 equipes, neste, que foi o mundial que reuniu o maior número de países da história de mundiais da ISF.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Texto e foto: Alexandra Alves
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *