Com 55 medalhas, Brasil continua na briga pelo primeiro lugar na Gymnasiade

MARRAKESH – A maior delegação participante da Gymnasiade, mundial escolar que reúne os melhores atletas de 58 países entre 15 e 18 anos, o Brasil, atual campeão mundial, está na briga para conquistar o bicampeonato. Até agora, o país tem 55 medalhas, sendo 19 de ouros, 16 de prata e 20 de bronze.

No terceiro dia de competições em Marrakesh, teve estreia brasileira no taekwonndo. A equipe liderada pelos técnicos Erickson Souza, Edgar Guimarães e Daniel Melo fez bonito no tatame do ginásio Moulay Rachid conquistando sete medalhas só neste primeiro dia. O lugar mais alto do pódio foi ocupado por Vitor Porto. A atleta Larissa Nascimento conquistou a prata e, o bronze, foram para Rafael Magalhães, Vander Wolliver, Gabriel Fabre, Eduarda Camille e Giovanna Campos.

E teve medalha também na luta olímpica. A equipe conquistou uma prata com a lutadora Larissa Pereira (RN) e três bronzes com os lutadores Julia Oliveira (SP), Igor Queiroz (MT) e Ruthy Hellen (SP).

A tarde também foi movimentada no Marrocos. Na ginástica artística, os atletas paulistas Diogo Soares e Murilo Pontedura enfrentaram fortes adversários como França, Ucrânia e Espanha, mas garantiram o lugar no pódio com a prata e o bronze conquistado no aparelho cavalo.

O tempo nublado em Marrakesh parece ter ajudado os atletas brasileiros, que conquistaram mais cinco medalhas. O paranaense Vitor Motin ficou com o ouro no arremesso do disco, bem como o seu companheiro de modalidade Marcos Leal, ouro no 110m. Os outros ouros do dia vieram com os revezamentos Medley masculino e feminino. A atleta do Mato Grosso Nerisnelia dos Santos Souza levou a prata no salto triplo.

Ouros por equipe
Os grandes destaques do dia foram para o judô e para a ginástica rítmica, que conquistaram o ouro por equipes na tarde deste domingo (06).


O judô conquistou o bicampeonato do mundial com um rendimento de 99%. Dos 15 atletas que lutaram, 14 ganharam medalhas para o Brasil, sendo oito de ouro e seis de prata. A Rússia foi a segunda colocada com nove medalhas (três ouros e seis bronzes) e, em terceiro lugar, a França com cinco medalhas (dois ouros, duas pratas e um bronze).

E a ginástica rítmica liderada pelas treinadoras Valdenize Cunhago (conjunto) e Gizela Batista (individual) volta para casa com o título de campeã geral por equipe e terceiro lugar no conjunto cinco cordas com as ginastas escolares do Paraná: Ariane Pires, Leticia Lascoski , Nicole Silva, Maria Eduarda Azevedo e Rafaela Dudek. No individual: Ana Carolina Sandrini (SC), Geovanna Silva (ES), Eduarda de Carvalho (MG) e Samara Sibin (PR).

Casablanca – Na cidade de Casablanca, onde acontecem as disputas da natação, o Brasil conquistou mais quatro medalhas. Foram dois ouros com Alexia Assunção, nos 200m costas pelo tempo 2´15”04, e 50m livre com Lucas Souza com o tempo 23´08.

As medalhas de bronze foram conquistas por Vitor Baganha no 100m borboleta, com o tempo 54´82 e no revezamento 4x100m medley masculino formado por Lucas Souza, Vitor Baganha, Vitor Ângelo e Luiz Silva.

As medalhas de bronze foram conquistas por Vitor Baganha no 100m borboleta, com o tempo 54´82 e no revezamento 4x100m medley masculino formado por Lucas Souza, Vitor Baganha, Vitor Ângelo e Luiz Silva.

Walter Thiessen, delegado da modalidade natação, fez uma análise da participação brasileira neste terceiro dia da Gymnasiade: “Não estar com o restante da delegação em Marrakesh é algo que sentimos falta, mas a organização montou um sistema de transporte, alimentação e acomodação para justamente fazer com que todos os países aqui tenham contato. Então, vamos e voltamos para os locais de provas, sempre todos juntos, em média oito a nove ônibus e acompanhamos de perto também os resultados do restante das delegações e suas modalidades”, disse Walter.

O delegado fez questão de enfatizar o nível técnico do campeonato e as chances de medalhas do Brasil: “É importante frisar que a equipe de natação é bem jovem, os atletas têm entre 15 e 16 anos de idade, em sua maioria, e tem chances dobradas de participarem da próxima edição da Gymnasiade 2020. Grupo muito bom que já conquistou aqui quatro ouros em provas muito disputadas, nível técnico altíssimo. Nesta segunda, partimos para conquistar mais medalhas e mostrar toda a força da natação escolar brasileira”, destacou Thiessen. Nesta segunda-feira (07), a equipe do xadrez entrará na sétima rodada das nove que decidem o mundial e, o Brasil tem mais chances de ampliar seu número de medalhas com o enxadrista Guilherme de Borba, que jogará na mesa 1.

QUADRO DE MEDALHAS PARCIAL – GYMNASIADE 2018

OURO

1. Crislaine Alencar – judô – 40kg
2. Letícia Menino – judô – 44kg
3. Natação – Revezamento 4 x 100 livre masculino (Lucas Silva x Gustavo Saldo x Victor Rocha x Mateus Zacharias)
4. Lucas Silva – Natação – Ouro – 100 metros livre
5. Thayna de Oliveira Lemos – judô – 58kg
6. Thayane de Oliveira Lemos – judô – 57 kg
7. Nimai Caldas de Lima – kumite – 55kg
8. Gustavo Furuuti Fernandez – kumite – 61kg
9. Diogo Brajão Soares – 1.o Individual Geral (Ginástica Artística)
10. Marcos Paulo – 110m sobre barreiras
11. Equipe – Ginástica Rítmica (Ana Carolina Sandrini/Ariane Pires/Letícia Lascoski/Nicole Silva/Maria Eduarda Azevedo/Geovanna Silva/Rafaela Dudek/Eduarda de Carvalho/Samara Sibin)
12. Bruna Bereza – judô 63kg
13. Eduarda Rosa – judô – 70kg
14. Anna Carolina Belém dos Santos – judô – 70kg
15. Vitor Gabriel – Lançamento se discos
16. Alexia Assunção – Natação – 200m costas
17. Vitor Porto – Taekondo – 78kg
18. Atletismo – Medley masculino
19. Atletismo – Medlay feminino

TOTAL: 19

PRATA

1. Yuri dos Santos – judô – 50kg
2.Arthur Mesquita – judô – 60kg
3. Guilherme Soares – Atletismo – arremesso de dardo
4. Guilherme Barros de Arruda Porto – Greco Romano – 70kg
5. Fernanda Costa Rodrigues – judô – 48kg
6. Matheus Roberto Pereira – judô – 66kg
7. Bruno Silva Santos Ramos – judô – 73kg
8. Bárbara Chacon Hor Cruz – kumite – 53kg
9. João Victor Lima Barbosa – kumite +76kg
10. Brenda Steffany Garret – kata
11. Ginástica Artística – por equipe (Patrick Sampaio, Diogo Giusepe Paes/Diogo Brajão Soares/Murilo Miguel Sousa/Mateus Camilo Neves da Silva)
12. Vitor Hugo Gravehagen – judô – 90kg
13. Nerisnelia dos Santos Sousa – Salto triplo feminino
14. Larissa Nascimento – Taekondo – 52kg
15. Diogo Brajão Soares – Ginástica Artística Masculino – aparelho cavalo
16. Larissa Pereira – Luta Livre

Total: 16

BRONZE

1. José Augusto de Oliveira Neto – 76kg – kumite
2. Anna Laura Prezotti – kumite – 59kg
3. Marcos Paulo Barbosa da Silva – Greco Romano – 92kg
4. Nayara Neri de Paula – kata
5. Eduardo Kinji de Melo Inagaki – kata
6. Adrian Henrique Dias Vieira – Atletismo (salto em distância)
7. Ginástica Artística – Individual Geral (Murilo Miguel de Sousa)
8. Conjunto – Ginástica Artística
9. Conjunto de 5 cordas- Ginástica Rítmica (Ariane Pires/Letícia Lascoski/Nicole Silva/Maria Eduarda Azevedo/Rafaela Dudek)
10. Rafael Magalhães – Taekondo 51kg
11. Vander Wolliver – Taekondo – 45kg
12. Gabriel Fabre – Taekondo – 59kg
13. Eduarda Camila – Taekondo – 68kg
14. Giovana Campos – Taekondo – 59kg
15. Vitor Baganha – Natação – 100m borboleta
16. Natação – Revezamento 4 x 100 medley
17. Murilo Miguel – Ginástica Artística Masculino – aparelho cavalo
18. Júlia Oliveira – Luta Livre
19. Igor Queiroz – Luta Livre
20. Ruthy Hellen – Luta Livre

Total: 20

TOTAL GERAL: 56Você também pode acompanhar tudo o que acontece na Gymnasiade 2018 por meio das nossas mídias sociais: www.facebook.com/cbdeorg Instagram @cbdeoficial .

Departamento de Comunicação da CBDE
Jornalista responsável: Jesus Filho
Coordenação de Imprensa da Gymnasiade: Raquel Rampon
Texto:Alexandra Alves
Compilação dos resultados: Amauri Santos
E-mail: imprensa@cbde.org.br
+ 55: 061 99136-0090 / + 55: 061 3967-7176
Endereço sede: SCN Quadra 01 – Ed. Central Park, Sala 108
Brasília/DF – CEP 70711-903

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *