Inédito! Brasil conquista o direito de sediar os Jogos Mundiais Escolares Sub-15 em 2023

A candidatura do Brasil foi apresentada oficialmente nesta terça-feira (14.09) ao presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF, na sigla em inglês), Laurent Petrynka, pelo presidente da CBDE, Antônio Hora Filho, acompanhado do Secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, que está na Sérvia acompanhado pelo secretário adjunto da pasta, André Alves.

A reunião de apresentação da candidatura brasileira contou ainda com a presença do vice-presidente da CBDE e vice-presidente da ISF, Robson Aguiar; e do CEO da CBDE, Luis Delfino.

“Estamos muito felizes com o sucesso de nossa missão em Belgrado”, celebrou Marcelo Magalhães. Para o secretário, o anúncio tem conexão direta com uma das prioridades da atual gestão da Secretaria Especial do Esporte, que é inverter a pirâmide esportiva brasileira e valorizar o desporto escolar e o esporte de base.

“No dia 29 de outubro começam, no Rio de Janeiro, os Jogos Escolares Brasileiros. Desde o ano passado, quando oficializamos o apoio à CBDE para a retomada dos JEB’s, temos trabalhado para fazer desta edição a melhor de todos os tempos. O resgate dos JEB’s, após um hiato de 17 anos sem a realização do evento, é o primeiro passo para fortalecermos a prática esportiva entre nossos estudantes”, afirmou o secretário Especial do Esporte.

“Em 2022, teremos os Jogos Escolares Sul-Americanos no Brasil. Agora, com os Jogos Mundiais Sub-15 garantidos no Rio em 2023, tenho certeza de que nossas crianças e jovens terão ainda mais motivação para se dedicarem aos estudos e às atividades esportivas”, completou.

O presidente da CBDE agradeceu o apoio recebido pela Secretaria Especial do Esporte e a maneira como o Governo Federal tem apoiado o desporto escolar. “Nossa ideia é contribuir para a formação integral das nossas crianças e jovens. O esporte escolar se coloca como uma ferramenta fundamental nesse processo. Estamos todos de parabéns, pois outros países manifestaram o desejo de receber os Jogos Mundiais Escolares de 2023, mas o Brasil se posicionou bem na forma como defendeu a candidatura”, afirmou Antônio Hora Filho.  

Primeira edição

A primeira edição dos Jogos Mundiais Escolares Sub-15 reúne cerca de 2.500 participantes, de 36 países, que disputam provas em 14 modalidades: atletismo, badminton, basquete, basquete 3 x 3, xadrez, futebol, judô, caratê, orientação, natação, tênis de mesa, taekwondo, vôlei e wrestling. O evento teve início no sábado (11.09) e segue até domingo (19.09).

No total, 27 estudantes do Brasil estão em Belgrado para a competição, o primeiro evento internacional da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) desde o início da pandemia, em 2020. O país compete na Sérvia no futebol feminino e no wrestling, tanto no masculino quanto no feminino.

“É uma sensação única representar o meu país. Sensação melhor, impossível! Estou muito feliz”, declarou a paranaense Aline Bergmann, que compete em Belgrado com a seleção feminina de futebol. “Estou feliz por representar o país e por mostrar o futebol do Nordeste aqui na Sérvia”, completou a maranhense Livia Gabrielle, companheira de time de Aline.

Correspondentes esportivos em Belgrado:

Alexandra Alves, Airton Lima (Queridão) e Marcus Cicarini.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania

Francisco Braz, segundo vice-presidente da CBDE, recebe visita de representantes do Tocantins e de Roraima

Por: Wesley Soares

BrasíliaNa manhã desta terça-feira (14), o segundo vice-presidente da CBDE, Francisco Braz, recebeu a visita doSuperintendente de Esportes, Juventude e Lazer do Estado do Tocantins, Clay Rios e do Diretor do Instituto do desporto de Roraima, Dinaildo Barreto da silva.

Clay e Dinaildo conheceram a estrutura da entidade, e em seguida se reuniram com Braz e conversaram sobre o andamento e a importância da realização das seletivas para os JEBs em cada estado.

“Vamos trabalhar dialogando para ampliar as ações esportivas escolares em cada estado. Estou feliz por receber representantes dos estados do Tocantins e Roraima. Não mediremos esforços para que os nossos estudantes atletas possam continuar alcançando posições de destaque em todas as competições que participarem”, disse Braz.

Logo após a visita, Clay Rios e Dinaildo Barreto seguirampara outros compromissos em Brasília. Antes, porém, fizeramquestão de cumprimentar os colaboradores da CBDE conhecendo de perto cada setor. 

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE tem suas contas do exercício 2020 aprovadas por unanimidade

Por: Jesus Filho
 
Brasília – Entidades representativas do Desporto Escolar Nacional e Representantes dos Atletas se reuniram remotamente nesta sexta-feira (30), durante a Assembleia Geral promovida pela CBDE. O encontro contou com a presença do presidente Antônio Hora Filho que presidiu os trabalhos, e também de Robson Aguiar, vice-presidente da entidade. 
 
Seguindo as regras de compliance dando transparência as decisões que são tomadas visando difundir a prática esportiva nas escolas, a cada três meses a CBDE é submetida a uma rigorosa auditoria que visa dar à sociedade e aos órgãos de controle respostas sobre o que é feito com os recursos públicos que a entidade gere.
 
Durante a reunião, representantes dos atletas e os presidentes das federações filiadas, aprovaram por unanimidade as contas da CBDE do exercício de 2020, fator que comprova o compromisso da entidade com a lisura e respeito pela coisa pública.
 
Ainda durante o encontro, outros temas também foram discutidos, como: a aprovação e revisão do estatuto da entidade; aprovação do orçamento deste ano; validação do relatório de atividades do ano vigente; e, também, a apresentação e aprovação do plano estratégico quadrienal 2021 a 2024. 

Para a especialista em Governança e Processos da CBDE, Anne Affiune, os itens da pauta são temas tratados no Estatuto Social da Entidade, de competência exclusiva da Assembleia e cumprem o rito orientado pela legislação vigente. Affiune afirma ainda que as boas práticas de governança, que preveem que os órgãos coletivos das entidades, possuem o papel de participar da elaboração, execução e fiscalização das políticas esportivas e demais ações e aplicações financeiras promovidas pelas entidades. 

Com o objetivo de atuar com zelo na importante tarefa de fomento e administração do desporto escolar no país, a CBDE segue prezando pela ética, transparência e integridade em todos os seus atos.
 
Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar 

Com a presença do Presidente Antônio Hora, Bolsonaro assina decreto que cria o Programa Integra Brasil

Por: Jesus Filho

(Brasília – DF, 17/03/2021) Lançamento do Programa Integra Brasil. Foto: Isac Nóbrega/PR

Brasília – Na tarde desta quarta-feira (17.03), o presidente Jair Bolsonaro instituiu por meio de um decreto o ‘Programa Integra Brasil’ que visa sensibilizar, promover e enfrentar violações de direitos humanos, ampliar o acesso e o alcance da prática esportiva no país e prevenir o uso de álcool e outras drogas nos diversos espaços e ambientes esportivos. Agora, o Integra Brasil deixa de ser projeto ministerial para se tornar programa governamental, o que dá ainda mais força à iniciativa. Além disso, a ação ganhou mais dois parceiros: o Ministério da Educação e a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE).

“Para nós, que compomos a Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), é uma honra e um privilégio unir esforços com o Governo Federal e algumas entidades privadas no sentido de estabelecer uma política pública com pilares estratégicos bem definidos para proteger nossos jovens”, disse Antônio Hora Filho.

Além de Hora Filho, a cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília, contou com a presença do ministro da Cidadania, João Roma; da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves; do ministro da Educação, Milton Ribeiro; do presidente da CBF, Rogério Caboclo; além de secretários das pastas envolvidas, como Marcelo Magalhães, da Secretaria Especial do Esporte; e Ronaldo Lima, da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, ambos do Ministério da Cidadania.

“A proposta é muito nobre. Ele foi criado para tornar o futebol um aliado da luta por um país com mais direitos humanos, menos drogas, menos violência e mais educação e possibilidade de um futuro melhor para nossos jovens. Ele está totalmente alinhado com o pensamento do presidente Jair Bolsonaro e o decreto assinado hoje é a prova disso”, contou o secretário especial do Esporte, Marcelo Magalhães.

(Brasília – DF, 17/03/2021) Lançamento do Programa Integra Brasil. Foto: Isac Nóbrega/PR

A proposta foi lançada em 2019 e promulgada em 2020 como projeto da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Além do decreto, foram assinados dois Acordos de Cooperação Técnica entre o Ministério da Cidadania, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e o Ministério da Educação com a Confederação Brasileira de Futebol e a Confederação Brasileira de Desporto Escolar. Os acordos visam a implementação de ações conjuntas que promovam os direitos humanos e a defesa dos direitos do torcedor por meio de todas as modalidades do futebol.

“É um grande orgulho estar aqui representando o futebol do Brasil em um projeto de inclusão social que se relaciona com educação, com o afastamento dos jovens das drogas, entre outros”, contou Rogério Caboclo.

Com foco na promoção de ações que buscam prevenir à violência doméstica e nos estádios durante os jogos de futebol, o programa estimula o enfrentamento as violações dos direitos humanos. Além disso, pretende auxiliar na redução de violações de direitos das crianças e dos adolescentes, na redução da discriminação racial, na redução da violência contra a mulher, na promoção da igualdade de oportunidades e na promoção do esporte para pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade social.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE inova mais uma vez na elaboração do orçamento participativo 2021

Por: Wesley Soares

Brasília – Prezando sempre pela transparência e eficiência da gestão do desporto escolar nacional, a CBDE se reuniuontem (18/11), para definir e priorizar recursos referente ao orçamento participativo do ano de 2021. 

Para a condução dos trabalhos, a CBDE contou com o auxílio do renomado consultor, professor José Finocchio, que utilizou as mais modernas técnicas para o bom andamento das atividades.

Participaram dessa reunião o presidente Antônio Hora, o Vice-presidente Robson Aguiar, o CEO Luiz Delphino, oDiretor de Administrativo Financeiro José Maria Santucci, a especialista em governança processos, Anne Affiune e os representantes da Secretaria Especial de Esportes, Carlos Lombardi e Mario Vaz.

Ao final da reunião foram elencados os projetos que receberão prioritariamente os recursos no orçamento de 2021.

Remotamente também participaram, os membros da comissão de atletas, do conselho de administração e ospresidentes das federações.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE divulga calendário esportivo para 2021

Por: Jesus Filho

Brasília – A Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), divulgou nesta semana, o seu calendário esportivo para o próximo ano. Diversos estados do país foram contemplados com Seletivas Nacionais, entre eles, Santa Catarina, que terá a responsabilidade de sediar o Brasileiro CBDE de Futsal, evento classificatório para o Mundial ISF da modalidade que ocorre entre os dias 31/05 e 07/06, na cidade de Lyon, na França.

Mas o ano de 2021 será mais que especial por dois fatores importantes: o retorno dos Jogos Escolares Brasileiros – JEBs, que serão disputados no Rio de Janeiro, e a próxima edição da Gymnasíade, maior competição escolar do mundo que será realizada em Jinjiang, na China, entre os dias 16 e 23 também no mês de outubro. A escolha dos atletas escolares que irão compor a delegação brasileira no torneio será realizada através da maior seletiva já feita pela CBDE no Brasil. O evento será disputado na cidade de Aracaju, em Sergipe, nos meses de julho e agosto.

Outros dois mega eventos prometem agitar as escolas no próximo ano. O Brasileiro CBDE de Vôlei será realizado no Paraná, estado que sediará, também, o Mundial ISF da modalidade no mesmo ano, entre os dias 22 e 30 de maio. Antes, porém, a seletiva nacional formará a delegação que representará o Desporto Nacional na competição. Os confrontos começam no dia 25 de fevereiro na turística cidade de Foz do Iguaçu.

Muitas competições internacionais com participação do Brasil serão realizadas em 2021. Além do vôlei de praia, em Israel, a Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), também realizará o handebol e a Orientação, ambos na cidade de Belgrado, na Sérvia.

Confira abaixo o nosso calendário para 2021:

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE compõe Conselho Nacional do Esporte

Por: Wesley Soares

Brasília – Em mais uma demonstração de parceria, o Governo Federal divulgou na
última quinta-feira (05/11), a nova composição do Conselho Nacional do Esporte – CNE.

A CBDE, que antes alternava a titularidade com outra entidade, agora possui uma vaga definitiva e exclusiva para representar o desporto escolar nacional, um passo a mais na concepção de novas perspectivas para o futuro do esporte escolar no país.

“Uma promessa tão antiga que agora se tornou realidade. Felizmente o secretário
especial de Esporte, Marcelo Magalhães, sensível a causa desporto escolar nacional, proporcionou que a CBDE pudesse compor este órgão tão importante que é o CNE. Completou Antônio Hora, presidente da CBDE.

O CNE, é órgão colegiado de deliberação, normatização e assessoramento, além de ser parte integrante do Sistema Brasileiro de Desporto, e tem por objetivo buscar o
desenvolvimento de programas que promovam a massificação planejada da atividade física para toda a população, bem como a melhoria do padrão de organização, gestão, qualidade e transparência do esporte nacional.

Confira aqui a portaria.

Outubro Rosa – Combate e prevenção ao câncer de mama na CBDE

Por: Wesley Soares

Brasília – A CBDE promoveu uma série de ações em contribuição e apoio à prevenção ao câncer de mama. Entre elas, a distribuição de informativos sobre o tema e a participação de todos os colaboradores na palestra: Atividade física e a prevenção ao câncer de mama, com a Palestrante: Keity de Araujo Zago Marquesini, profissional de Educação Física e Fundadora da Kazm Saúde Corporativa.

Durante a palestra, realizada remotamente, no dia 27/10, foram abordados assuntos relacionados ao autoexame, a importância da mamografia e da realização dos exames clínicos uma vez ao ano. Além disso os funcionários receberam orientações e dicas sobre alimentação saudável e sobre os vários benefícios relacionados à prática regular de exercícios físicos. Como: a prevenção de doenças, aumento da concentração, diminuição do estresse e da ansiedade.

O presidente da CBDE, Antônio Hora, reforça sua preocupação em estabelecer um clima cada vez mais propício e favorável para se trabalhar, por isso, a CBDE busca implementar uma política de gestão pensando na satisfação do colaborador e no desenvolvimento humano. “É um projeto audacioso, de transformar gerações influenciando-as com as ferramentas do esporte educacional”.

Com o propósito de contribuir para o desenvolvimento de seus colaboradores, a CBDE, tem realizado um conjunto de ações de treinamento e desenvolvimento em consonância com a Política de Pessoas da Confederação. Foram três meses, de uma hora de treinamentos diários, abrangendo todas as áreas da Confederação.

Para a Coordenadora de Recursos Humanos da CBDE, Edlane Álvares, o foco no desenvolvimento humano contínuo, pode gerar bem estar e contribuir para um clima organizacional equilibrado. “As palestras e os treinamentos são muito importantes e são capazes de desenvolver, orientar e capacitar o funcionário”.

Nesse sentido, tendo como a prioridade a promoção das competências dos colaboradores para a melhoria da eficiência, eficácia e qualidade dos serviços prestados pela CBDE, o Cronograma de Treinamento contemplou as políticas e procedimentos da entidade, com destaque, entre outras, para as Políticas de Gestão de Pessoas, Cargos e Salários e Banco de Horas, Código de Conduta Ética, Política de Integridade e Anticorrupção, Treinamento para Prevenção de Assédio Sexual e Assédio Moral e a Política de Gestão de Riscos.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Giba (medalhista olímpico), Visita a sede da CBDE em Brasília

Texto: Wesley Soares

Brasília- Giba (padrinho da CBDE), esteve na manhã dessa quarta-feira (14/10), na sede da Confederação Brasileira do Desporto Escolar – CBDE.

Recepcionado pelo presidente Antônio Hora Filho, pelo vice-presidente Robson Aguiar e acompanhado pelo presidente da Federação do Desporto Escolar do Paraná, Clésio Prado, fizeram uma reunião técnica para discutir sobre a organizaçãodo Campeonato Mundial Escolar de Voleibol. Logo após a publicação do calendário de competições de 2021 pela International School Sport Federation – ISF, confirmando a realização dos campeonatos mundiais escolares. Dentre eles ocampeonato de voleibol, que será realizado em Foz do Iguaçu,no próximo ano.

Ainda em Brasília, durante sua visita, Giba foi convidado pelo Secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães, para ser o padrinho dos Jogos Escolares Brasileiros, JEBs 2021.  

O ex-jogador de vôlei, que já foi um atleta escolar, atuava na posição de atacante de ponta e conquistou os principais títulos pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base à principal, sendo oito vezes medalha de ouro na Liga Mundial, tricampeão mundial e ouro olímpico em 2004 e prata em 2008 e 2012. Em toda sua trajetória Giba leva como ensinamento o trabalho em equipe. “O Voleibol é um esporte individual e totalmente coletivo, precisamos viver em sociedade, é o que o esporte deu como premissa na minha vida.”

O presidente Hora afirma que Giba é a melhor escolha. Por toda sua trajetória, ele é exemplo para os nossos jovens que o tem como referência no mundo do esporte escolar. “O Giba foi descoberto em competições escolares, e dessas competições escolares surgiu esse grande atleta. Ele é um exemplo claro de que a massificação do esporte escolar além de contribuir para a formação integral do indivíduo e para o desenvolvimento humano, também possibilita o surgimento de atletas com potencial olímpico como no caso dele. A CBDE e o JEBs só têm a agregar a chegada do Giba como padrinho do evento.”

A retomada dos Jogos Escolares Brasileiros, que se tornaram referência nacional possibilitará que os atletas escolarestenham a oportunidade de vivenciar um intercâmbio esportivo nacional, colocar em prática os valores e o espírito esportivo. Entre os objetivos dos JEBs estão: fomentar a prática do esporte escolar com fins educativos, possibilitar a identificação de talentos esportivos nas escolas; contribuir para o desenvolvimento integral do aluno como ser social, autônomo, democrático e participante, estimulando o pleno exercício da cidadania por meio do esporte; e garantir o conhecimento do esporte de modo a oferecer mais oportunidade de acesso à prática do esporte estudantil.

Para Giba essa é uma experiência única e um feito muito importante. “É uma honra poder trabalhar ao lado do presidente da CBDE, Antônio Hora e do presidente da Federação do Desporto Escolar do Paraná – FDEPR, ClésioPrado, que juntos estão trazendo o mundial de vôlei para o Estado do Paraná. É um orgulho maior ainda ser o padrinho e estar junto nesse grande evento.” Sobre o retorno dos JEBs Giba acredita que é o melhor momento para descobrir novos talentos. “Estou feliz com a volta dos JEBs, suspensos desde 2004, é muito importante a realização dos Jogos para que sejam revelados novos talentos em todos os esportesbrasileiros.”

Giba deixa ainda, uma mensagem de motivação para os jovens atletas: nunca deixem de estudar, esportistas de sucesso não abandonam seus estudos e nunca desistam dos seus sonhos pois só você pode conquistá-los.

CBDE isenta escolas da rede pública de ensino do pagamento de taxas e anuidade para as suas seletivas

Por: Jesus Filho

Brasília – Visando estabelecer uma política esportiva que continue destinando recursos para ações prioritárias do Desporto Educacional, por determinação do presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antonio Hora Filho, buscando proteger e incentivar as manifestações desportivas de criação nacional, com ênfase no desenvolvimento da pessoa e seu preparo no exercício da cidadania, a partir de agora, as escolas da rede pública de ensino de todo país estão isentas das taxas e anuidades para que seus alunos possam participar das seletivas estaduais e nacionais promovidas pela CBDE ou suas federações filiadas.

A decisão do presidente beneficia milhares de escolas públicas que a partir de agora poderão fazer sua inscrição em nossos torneios sem nenhum custo. A ação contempla todas as competições estaduais e nacionais, buscando não só o incentivo à prática esportiva na escola pública, como também, o fortalecimento da base educacional de nosso país.

Clique AQUI e confira a portaria.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar