CBDE tem contas aprovadas por unanimidade pelo Conselho Nacional do Esporte

Por: Jesus Filho

Foto: Francisco Medeiros / ministério da Cidadania

Brasília – A Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), teve suas contas do exercício 2019 aprovadas por unanimidade há pouco, durante reunião entre os membros do Conselho Nacional do Esporte (CNE). O encontro, realizado na capital federal, foi conduzido pelo secretário especial do Esporte, Marcelo Magalhães, que no início do ano deu um maior protagonismo ao desporto escolar com uma cadeira titular e exclusiva no conselho. 

Titular da Secretaria de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), a secretária Fabíola Molina, apresentou a análise do relatório de aplicação dos recursos da confederação e o conselho aprovou por unanimidade a prestação de contas da entidade. A análise se reporta ao mérito esportivo legal e segue os padrões exigidos pelos órgãos de controle. 

Foto: Francisco Medeiros / ministério da Cidadania

“O nosso compromisso sempre será com a transparência com que os recursos públicos são aplicados. Fortalecer a base esportiva do Brasil é um dos alicerces de nossa gestão à frente da CBDE”, disse o presidente Antônio Hora Filho que participou do encontro. 

Na conclusão do relatório apresentado pela secretária Molina, “a CBDE, diante do exposto, com fulcro do arcabouço legal citado ao longo do presente expediente, em consonância com os documentos apresentados, considera-se a aplicação dos recursos pela entidade em consonância com as políticas públicas do desporto educacional. 

Foto: Francisco Medeiros / ministério da Cidadania

Ainda no relatório, Fabíola Molina fez questão de enfatizar não ter encontrado nenhuma irregularidade, improbidade, ilegalidades ou vícios na utilização dos recursos por parte da entidade.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar 

Escola pública do Paraná vence desafio virtual da CBDE

Por: Jesus Filho

Foto: Arquivo pessoal da Escola / FDEPR

Brasília – Em tempos de distanciamento social, o auxílio da tecnologia passou a ser uma das principais ferramentas de comunicação no cotidiano das pessoas. E tanto no esporte, quanto na educação, não poderia ser diferente tendo em vista a necessidade de cuidarmos uns dos outros, para que esse momento de incertezas logo passe e a gente possa voltar à vida normal. 

Com o calendário suspenso em 2020, atendendo às orientações e exigências das autoridades brasileiras de saúde, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), realizou o seu primeiro desafio virtual entre escolas, dinâmica em que através do story no instagram, os estudantes votaram elegendo a sua instituição favorita. 

Ao longo de todo o desafio, escolas públicas e privadas de todo país, participaram da competição virtual que ao todo teve mais 100 mil votos, garantindo outras milhares de visualizações nas redes sociais da CBDE. Com o engajamento afinado, não só os estudantes, bem como, todo o corpo pedagógico e seus próprios familiares, fizeram a diferença em cada confronto. 

Foto: Arquivo pessoal da Escola / FDEPR

A Escola Bento Munhoz da Rocha Neto, indicada pela Federação do Desporto Escolar do Paraná (FDEPR), oriunda do município de Paranaguá, localizada no litoral do estado, foi a grande campeã. Com quase 13 mil votos no desafio final contra o Colégio da Polícia Militar, de Goiás, a escola não só venceu, como emocionou o diretor Éverton Borges. 

– Formamos uma corrente do bem que nos garantiu essa votação no desafio feito pela CBDE. Toda a comunidade escolar nos apoiou e eu fiquei surpreso e emocionado com o que vi. Foram muitas pessoas ajudando, se desdobrando pela madrugada pedindo votos nas redes sociais e todo esse esforço valeu a pena. Foi uma grande vitória neste ano atípico para a educação, mas também de superação e muita vontade de continuar contribuindo com o futuro do nosso país. A ‘Família Bento’, agradece a cada voto nesta conquista coletiva que nos enche de orgulho.

Foto: Arquivo pessoal da Escola / FDEPR

O desafio virtual promovido pela confederação agitou Paranaguá, que desde as primeiras horas da manhã de ontem, quando iniciou-se a final, já tinha uma força tarefa preparada que o tempo todo buscava a vitória. Feliz com o resultado, o professor Marçal Lombardi, vice-diretor da escola, não escondeu a satisfação de ver todo o esforço realizado, concretizado nessa vitória histórica para o seu estado. 

– O apoio de todos foi fundamental para que conseguíssemos vencer. Foi duro, divertido, mas muito cansativo, porém esse título para a nossa escola é importante não só pela vitória, bem como, pelo sentimento de união, de força, de grupo, que a cada dia mais nos estimula. 

Foto: Arquivo pessoal da Escola / FDEPR

Com o objetivo de fortalecer o Desporto Escolar Nacional dando ênfase ao trabalho que as escolas realizam na formação do cidadão, o desafio virtual da CBDE encheu de esperança a professora e pedagoga, Marlene Serafim, que revelou detalhes da votação. 

– Procurei fazer o máximo para ajudar. Pedi a amigos, familiares que pudessem nos auxiliar nesta votação que acabou tornando a nossa escola campeã. Estou muito feliz não só com a vitória, mas com toda a mobilização das pessoas que nos apoiaram neste desafio histórico para a nossa cidade e, principalmente, para a nossa escola. 

Entre as principais instituições de ensino público do país, a Escola Estadual Bento Munhoz da Rocha Neto, possui 630 alunos que cursam os ensinos fundamental e médio. Há anos fazendo a diferença na vida de muitas pessoas, a escola é conhecida pela qualidade profissional de sua equipe que desde sempre procurar buscar a excelência no plano de trabalho oferecido aos seus alunos.

Com todo esse retrospecto, a escolha de Clesio Prado, presidente da Federação Paranaense do Desporto Escolar (FDEPR), para que ela fosse uma das representantes do estado, no desafio da CBDE, não foi à toa. 

– A comunidade escolar esportiva do Paraná está em êxtase com essa vitória. A iniciativa do sistema CBDE, em parceria com as suas federações filiadas, e aqui faço uma saudação ao time guerreiro e valoroso da FDEPR, agitou o país valorizando as nossas instituições de ensino com uma gestão focada principalmente no fim, com o aluno, professor, diretor e a escola. Para a cidade de Paranaguá, conhecida por ser um polo econômico portuário, a vitória da Escola Bento Munhoz representa um marco tanto na educação, quanto no esporte estudantil do Paraná e nós estamos felizes em poder contribuir para que isso tenha se tornado realidade. 

Foto: Arquivo pessoal da Escola / FDEPR

O presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, agradeceu a participação de todos no desafio e fez questão de deixar uma mensagem à escola campeã. 

– Inicialmente quero agradecer e destacar a participação de todas as escolas, que através de nossas federações filiadas deram um verdadeiro show na realização do desafio. Além disso, deixo o meu abraço aos colaboradores e estudantes da Escola Bento Munhoz, do município de Paranaguá, no Paraná, pela conquista coletiva e aguerrida. Educação e esporte são ferramentas importantíssimas na formação do cidadão de bem. Por isso, trabalhamos e acreditamos que através destes pilares, o Brasil pode se tornar um país com menos desigualdade e mais oportunidades. 

Vencedora do “Desafio Virtual” da CBDE, a Escola Estadual Bento Munhoz da Rocha Neto, receberá um super prêmio pela conquista, passando ser a primeira instituição de ensino do país, a vencer um torneio virtual realizado por nossa entidade. 

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar 

Comitê Organizador dos JEBs faz primeira reunião de trabalho no Rio

Por: Jesus Filho

Rio de Janeiro – O Comitê Organizador dos Jogos Escolares Brasileiros – JEBs, se reuniu ao longo desta semana, na capital fluminense, para realizar a sua primeira reunião integrada de trabalho. Liderados pelo presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, o encontro contou com a presença de Robson Aguiar, vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), do CEO da entidade, Luiz Delphino, de José Maria Santucci, diretor-financeiro (CFO), e do diretor-geral dos jogos, Éverson Ciccarini. Além deles, diversos colaboradores que irão atuar na realização do evento puderam compartilhar ideias e experiências durante as ações que deram o pontapé inicial nas diretrizes que já estão sendo alinhadas para a execução da competição. 

Previsto para ser realizado no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no próximo ano, uma comissão formada por especialistas em grandes eventos esportivos aproveitou a ocasião para realizar uma semana intensa de imersão com o objetivo de planejar a finalização da elaboração do projeto. Construído para o alto rendimento, os estudantes que participarem das disputas dos JEBs, terão a oportunidade única de competir em equipamentos que grandes nomes do esporte mundial um dia utilizaram. 

Destinada a atletas escolares nascidos em 2007, 2008 e 2009, a próxima edição dos Jogos Escolares Brasileiros será realizada pelo time CBDE, em parceria com o ministério da Cidadania, através da secretaria Especial do Esporte, órgãos do governo federal, e também, com o apoio da Federação de Esportes Estudantis do Rio de Janeiro (FEERJ).

O evento será realizado entre os dias 29 de outubro e 05 de novembro de 2021. Seletiva para os Jogos Escolares Sul-Americanos do mesmo ano, disputados em Brasília, a competição promete marcar época entrando para a história do esporte nacional. 

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Lançada em Aracaju a Seletiva Nacional para a Gymnasíade 2021

Por: Jesus Filho

Aracaju – A capital sergipana começa hoje a contar os dias para mais um grande desafio esportivo em seu calendário escolar. Nos meses de julho e agosto do próximo ano, estudantes de escolas públicas e privadas de todas as partes do país, irão agitar a cidade buscando uma vaga na maior competição estudantil do mundo, a Gymnasíade que nesta edição, será disputada na China. 

Recepcionados pelo presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, e por Robson Aguiar, 1º vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), a cerimônia de lançamento da seletiva aconteceu na manhã desta terça-feira, 24, em Aracaju, na sede do governo sergipano.

O evento contou com a participação do medalhista Olímpico, Giba, padrinho da CBDE, além de autoridades acadêmicas, esportivas e políticas, como o deputado federal, Fábio Mitidieri (PSD-SE), presidente da Comissão Permanente de Esporte da Câmara Federal; Fabíola Molina, secretária Especial de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), pasta do ministério da Cidadania; Mariana Dantas, Superintendente Especial do Esporte, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Educação de Sergipe; vereadores; secretários; presidentes de confederações esportivas e de federações escolares, e com o bem humorado governador, Belivaldo Chagas, que não escondeu o entusiasmo pela realização do evento em seu estado. 

– Vamos trabalhar em conjunto para que a competição seja um sucesso. Tenho um carinho enorme pelo esporte estudantil e quero ver nosso país no pódio na próxima Gymnasíade, assim como aconteceu nas últimas edições que foram realizadas. Estamos preparados para mais essa missão. 

Durante a competição, ao todo serão 12 modalidades disputadas. O Brasil se organiza para chegar à China com a maior delegação participante da Gymnasíade, antes, porém, é preciso carimbar o passaporte conquistando a classificação para o mundial conseguindo o índice na seletiva de Aracaju, que assim como nas anteriores, promete um alto nível técnico. 

Para o presidente da Federação Sergipana do Desporto Escolar (FSDE), Walter Thiessen, conquistar a classificação para a China vai requerer muita disciplina e treinamento dos estudantes. 

– Se você observar o que aconteceu nas seletivas anteriores, vai notar que a disputa foi acirrada em todas as modalidades. Por isso, o Brasil sempre despontou entre as principais potências esportivas do mundo. Acredito que nesta edição não será diferente. Mas para chegar lá, o primeiro compromisso é aqui. Treinar e se dedicar desde agora pode ser fundamental para o êxito final. 

Ainda durante a cerimônia, algumas confederações que não haviam assinado o termo de cooperação técnica para a realização do evento, como a de Wrestling, Badminton e de Ginástica, assim o fizeram, o que para o presidente da Confederação Brasileira de Wrestling, Pedro Gama Filho, comprova o compromisso da CBDE de difundir o esporte nacional. 

-Fiz questão de prestigiar o evento por entender que esse momento é histórico em nosso país. Sei do esforço que o presidente Hora faz para fomentar o Wrestling no Brasil e espero que a nossa modalidade possa cada vez mais continuar fazendo a diferença na formação dos nossos jovens. 

Durante o seu discurso, muito emocionado, o presidente Antônio Hora Filho fez uma saudação inicial ao povo sergipano, agradeceu o apoio do governador Belivaldo Chagas, enfatizou o trabalho que as federações escolares filiadas à CBDE realizam em seus estados, destacou a presença de todos na cerimônia e garantiu se esforçar para realizar um evento que, segundo o presidente, “marcará época na história do esporte estudantil nacional”. 

Realizada pelo time CBDE, com apoio do Governo do Estado de Sergipe, da Prefeitura Municipal de Aracaju, e da Federação Sergipana do Desporto Escolar (FSDE), a seletiva nacional para a Gymnasíade promete reunir milhares de atletas escolares em Aracaju, em 2021, cidade que já sediou outras competições escolares importantes, como os mundiais de vôlei de praia, e de triathlon, além do campeonato sul-americano, e diversos brasileiros escolares. 

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar 

CBDE inova mais uma vez na elaboração do orçamento participativo 2021

Por: Wesley Soares

Brasília – Prezando sempre pela transparência e eficiência da gestão do desporto escolar nacional, a CBDE se reuniuontem (18/11), para definir e priorizar recursos referente ao orçamento participativo do ano de 2021. 

Para a condução dos trabalhos, a CBDE contou com o auxílio do renomado consultor, professor José Finocchio, que utilizou as mais modernas técnicas para o bom andamento das atividades.

Participaram dessa reunião o presidente Antônio Hora, o Vice-presidente Robson Aguiar, o CEO Luiz Delphino, oDiretor de Administrativo Financeiro José Maria Santucci, a especialista em governança processos, Anne Affiune e os representantes da Secretaria Especial de Esportes, Carlos Lombardi e Mario Vaz.

Ao final da reunião foram elencados os projetos que receberão prioritariamente os recursos no orçamento de 2021.

Remotamente também participaram, os membros da comissão de atletas, do conselho de administração e ospresidentes das federações.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE divulga calendário esportivo para 2021

Por: Jesus Filho

Brasília – A Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), divulgou nesta semana, o seu calendário esportivo para o próximo ano. Diversos estados do país foram contemplados com Seletivas Nacionais, entre eles, Santa Catarina, que terá a responsabilidade de sediar o Brasileiro CBDE de Futsal, evento classificatório para o Mundial ISF da modalidade que ocorre entre os dias 31/05 e 07/06, na cidade de Lyon, na França.

Mas o ano de 2021 será mais que especial por dois fatores importantes: o retorno dos Jogos Escolares Brasileiros – JEBs, que serão disputados no Rio de Janeiro, e a próxima edição da Gymnasíade, maior competição escolar do mundo que será realizada em Jinjiang, na China, entre os dias 16 e 23 também no mês de outubro. A escolha dos atletas escolares que irão compor a delegação brasileira no torneio será realizada através da maior seletiva já feita pela CBDE no Brasil. O evento será disputado na cidade de Aracaju, em Sergipe, nos meses de julho e agosto.

Outros dois mega eventos prometem agitar as escolas no próximo ano. O Brasileiro CBDE de Vôlei será realizado no Paraná, estado que sediará, também, o Mundial ISF da modalidade no mesmo ano, entre os dias 22 e 30 de maio. Antes, porém, a seletiva nacional formará a delegação que representará o Desporto Nacional na competição. Os confrontos começam no dia 25 de fevereiro na turística cidade de Foz do Iguaçu.

Muitas competições internacionais com participação do Brasil serão realizadas em 2021. Além do vôlei de praia, em Israel, a Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), também realizará o handebol e a Orientação, ambos na cidade de Belgrado, na Sérvia.

Confira abaixo o nosso calendário para 2021:

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Diretor-geral dos JEBs vistoria instalações esportivas no Rio de Janeiro

Por: Jesus Filho

Rio – A capital carioca vive a expectativa pelo retorno de um dos torneios escolares mais tradicionais do país. Popularmente conhecidos como JEBs, os Jogos Escolares Brasileiros serão realizados no Rio de Janeiro, em outubro do próximo ano, ocasião em que milhares de atletas escolares terão a chance de competir na cidade que em 2016, viveu todas as emoções de sediar uma Olimpíada.

Desde o anúncio feito pelo secretário especial do Esporte, Marcelo Magalhães, de que o torneio seria reexibido no país, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), entidade que realizará a competição em parceria com o governo federal, através da secretaria, órgão do ministério da Cidadania, começou a trabalhar em conjunto com suas federações filiadas, e com as secretarias de estado de Esporte, para que o evento possa atender as expectativas que de forma positiva foram criadas.

Ao longo desta semana, o presidente licenciado da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais (FEEMG), Everson Ciccarini, diretor-geral da competição, está no Rio de Janeiro percorrendo algumas instalações que poderão ser utilizadas durante o evento. Depois de uma atenciosa vistoria no Parque Olímpico, na Zona Oeste da Cidade, que possui toda a infraestrutura herdada como legado da Rio-2016, Ciccarini foi até o bairro da Sulacap, no subúrbio do Rio, conhecer de perto a Base Aérea dos Afonsos, batalhão militar onde funciona o CDA.

Recepcionado pelo Tenente-Coronel, Ricardo Miguel, o diretor-geral dos JEBs conheceu de perto as instalações militares da Aeronáutica e percorreu os 400 metros da pista de atletismo que foi utilizada como centro de treinamento para os atletas que participaram das Olimpíadas de 2016. Em seguida, Everson Ciccarini foi até a Avenida Brasil, rodovia que corta boa parte da capital fluminense conhecer o Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes, batalhão da Marinha localizado em uma área estratégica da cidade.

Com uma extensa área construída pelas forças armadas dedicada exclusivamente a realização de eventos esportivos, o centro conta com uma pista de atletismo profissional, onde está sendo construída uma ampla arquibancada, além de pelo menos dois ginásios poliesportivos e uma piscina Olímpica que é utilizada pelos militares. Recebido pela Tenente Bruna, Ciccarini vistoriou as instalações do CEFAN e aglutinou informações para o seu relatório final.

Além das vistorias, o diretor-geral dos Jogos Escolares Brasileiros – JEBs, se reuniu com Eduardo Domingues, presidente da Federação de Esportes Estudantis do Rio de Janeiro (FEERJ), para definir algumas estratégias operacionais na realização da competição, e foi recebido, também, na sede da secretaria estadual de Esporte, Lazer e Juventude, na Região Central do Rio, não só pelo secretário, Felipe Bornier, que fez questão de cumprimentá-lo, como por Priscilla Honório, coordenadora de jogos estudantis e universitários do órgão estadual.

Antes de retornar para Belo Horizonte, Everson se reunirá nesta sexta-feira (13), com representantes da Prefeitura do Rio, no Parque Olímpico, e na parte da tarde, ainda não confirmado, deve visitar o Estádio Olímpico João Havelange, para ver de perto as condições não só de sua pista de atletismo, como também, de toda a área estrutural do Engenhão.

Competição seletiva para os Jogos Escolares Sul-Americanos previstos para serem realizados na capital federal no próximo ano, o torneio será disputado entre atletas escolares de escolas públicas e privadas de todo país, entre 12 e 14 anos, nascidos em 2007, 2008 e 2009. O evento será realizado em 2021, no Rio de Janeiro e promete agitar a cidade maravilhosa.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE compõe Conselho Nacional do Esporte

Por: Wesley Soares

Brasília – Em mais uma demonstração de parceria, o Governo Federal divulgou na
última quinta-feira (05/11), a nova composição do Conselho Nacional do Esporte – CNE.

A CBDE, que antes alternava a titularidade com outra entidade, agora possui uma vaga definitiva e exclusiva para representar o desporto escolar nacional, um passo a mais na concepção de novas perspectivas para o futuro do esporte escolar no país.

“Uma promessa tão antiga que agora se tornou realidade. Felizmente o secretário
especial de Esporte, Marcelo Magalhães, sensível a causa desporto escolar nacional, proporcionou que a CBDE pudesse compor este órgão tão importante que é o CNE. Completou Antônio Hora, presidente da CBDE.

O CNE, é órgão colegiado de deliberação, normatização e assessoramento, além de ser parte integrante do Sistema Brasileiro de Desporto, e tem por objetivo buscar o
desenvolvimento de programas que promovam a massificação planejada da atividade física para toda a população, bem como a melhoria do padrão de organização, gestão, qualidade e transparência do esporte nacional.

Confira aqui a portaria.

Outubro Rosa – Combate e prevenção ao câncer de mama na CBDE

Por: Wesley Soares

Brasília – A CBDE promoveu uma série de ações em contribuição e apoio à prevenção ao câncer de mama. Entre elas, a distribuição de informativos sobre o tema e a participação de todos os colaboradores na palestra: Atividade física e a prevenção ao câncer de mama, com a Palestrante: Keity de Araujo Zago Marquesini, profissional de Educação Física e Fundadora da Kazm Saúde Corporativa.

Durante a palestra, realizada remotamente, no dia 27/10, foram abordados assuntos relacionados ao autoexame, a importância da mamografia e da realização dos exames clínicos uma vez ao ano. Além disso os funcionários receberam orientações e dicas sobre alimentação saudável e sobre os vários benefícios relacionados à prática regular de exercícios físicos. Como: a prevenção de doenças, aumento da concentração, diminuição do estresse e da ansiedade.

O presidente da CBDE, Antônio Hora, reforça sua preocupação em estabelecer um clima cada vez mais propício e favorável para se trabalhar, por isso, a CBDE busca implementar uma política de gestão pensando na satisfação do colaborador e no desenvolvimento humano. “É um projeto audacioso, de transformar gerações influenciando-as com as ferramentas do esporte educacional”.

Com o propósito de contribuir para o desenvolvimento de seus colaboradores, a CBDE, tem realizado um conjunto de ações de treinamento e desenvolvimento em consonância com a Política de Pessoas da Confederação. Foram três meses, de uma hora de treinamentos diários, abrangendo todas as áreas da Confederação.

Para a Coordenadora de Recursos Humanos da CBDE, Edlane Álvares, o foco no desenvolvimento humano contínuo, pode gerar bem estar e contribuir para um clima organizacional equilibrado. “As palestras e os treinamentos são muito importantes e são capazes de desenvolver, orientar e capacitar o funcionário”.

Nesse sentido, tendo como a prioridade a promoção das competências dos colaboradores para a melhoria da eficiência, eficácia e qualidade dos serviços prestados pela CBDE, o Cronograma de Treinamento contemplou as políticas e procedimentos da entidade, com destaque, entre outras, para as Políticas de Gestão de Pessoas, Cargos e Salários e Banco de Horas, Código de Conduta Ética, Política de Integridade e Anticorrupção, Treinamento para Prevenção de Assédio Sexual e Assédio Moral e a Política de Gestão de Riscos.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Giba (medalhista olímpico), Visita a sede da CBDE em Brasília

Texto: Wesley Soares

Brasília- Giba (padrinho da CBDE), esteve na manhã dessa quarta-feira (14/10), na sede da Confederação Brasileira do Desporto Escolar – CBDE.

Recepcionado pelo presidente Antônio Hora Filho, pelo vice-presidente Robson Aguiar e acompanhado pelo presidente da Federação do Desporto Escolar do Paraná, Clésio Prado, fizeram uma reunião técnica para discutir sobre a organizaçãodo Campeonato Mundial Escolar de Voleibol. Logo após a publicação do calendário de competições de 2021 pela International School Sport Federation – ISF, confirmando a realização dos campeonatos mundiais escolares. Dentre eles ocampeonato de voleibol, que será realizado em Foz do Iguaçu,no próximo ano.

Ainda em Brasília, durante sua visita, Giba foi convidado pelo Secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães, para ser o padrinho dos Jogos Escolares Brasileiros, JEBs 2021.  

O ex-jogador de vôlei, que já foi um atleta escolar, atuava na posição de atacante de ponta e conquistou os principais títulos pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base à principal, sendo oito vezes medalha de ouro na Liga Mundial, tricampeão mundial e ouro olímpico em 2004 e prata em 2008 e 2012. Em toda sua trajetória Giba leva como ensinamento o trabalho em equipe. “O Voleibol é um esporte individual e totalmente coletivo, precisamos viver em sociedade, é o que o esporte deu como premissa na minha vida.”

O presidente Hora afirma que Giba é a melhor escolha. Por toda sua trajetória, ele é exemplo para os nossos jovens que o tem como referência no mundo do esporte escolar. “O Giba foi descoberto em competições escolares, e dessas competições escolares surgiu esse grande atleta. Ele é um exemplo claro de que a massificação do esporte escolar além de contribuir para a formação integral do indivíduo e para o desenvolvimento humano, também possibilita o surgimento de atletas com potencial olímpico como no caso dele. A CBDE e o JEBs só têm a agregar a chegada do Giba como padrinho do evento.”

A retomada dos Jogos Escolares Brasileiros, que se tornaram referência nacional possibilitará que os atletas escolarestenham a oportunidade de vivenciar um intercâmbio esportivo nacional, colocar em prática os valores e o espírito esportivo. Entre os objetivos dos JEBs estão: fomentar a prática do esporte escolar com fins educativos, possibilitar a identificação de talentos esportivos nas escolas; contribuir para o desenvolvimento integral do aluno como ser social, autônomo, democrático e participante, estimulando o pleno exercício da cidadania por meio do esporte; e garantir o conhecimento do esporte de modo a oferecer mais oportunidade de acesso à prática do esporte estudantil.

Para Giba essa é uma experiência única e um feito muito importante. “É uma honra poder trabalhar ao lado do presidente da CBDE, Antônio Hora e do presidente da Federação do Desporto Escolar do Paraná – FDEPR, ClésioPrado, que juntos estão trazendo o mundial de vôlei para o Estado do Paraná. É um orgulho maior ainda ser o padrinho e estar junto nesse grande evento.” Sobre o retorno dos JEBs Giba acredita que é o melhor momento para descobrir novos talentos. “Estou feliz com a volta dos JEBs, suspensos desde 2004, é muito importante a realização dos Jogos para que sejam revelados novos talentos em todos os esportesbrasileiros.”

Giba deixa ainda, uma mensagem de motivação para os jovens atletas: nunca deixem de estudar, esportistas de sucesso não abandonam seus estudos e nunca desistam dos seus sonhos pois só você pode conquistá-los.