Presidente da CBDE visita secretário especial do Esporte

Brasília – O secretário especial do Esporte, Marco Aurélio Vieira, recebeu na última quinta-feira (07), o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, em Brasília. Durante a reunião, o secretário informou que o órgão está trabalhando no planejamento estratégico para estruturar o Sistema Nacional do Esporte e recebeu do presidente Antônio Hora, informações de como funciona o sistema CBDE no Brasil.

– O nosso objetivo estratégico é criar um sistema único de informações, uma ferramenta de banco de dados para que todas as confederações tenham elementos comuns para consultar, com cadastros contáveis e atualizados. Isso vai fortalecer o trabalho das entidades que trabalham com o esporte escolar, universitário e de alto-rendimento – informou o secretário Marco Aurélio.

Ainda durante a reunião, o presidente da CBDE informou sobre o calendário nacional e internacional da entidade, além de convidar o secretário para a abertura do Campeonato Brasileiro Escolar de Basquete, voltado para jogadores com idade entre 15 a 17 anos, que acontece neste sábado (09), no ginásio do Marista, em Brasília.

Também participaram da reunião o secretário indicado para a Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), Washington Stecanela Cerqueira e o vice-presidente da CBDE, Robson Aguiar.

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176 / Jesus Filho
Texto: Givaldo Batista
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Foto: divulgação
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Muito trabalho para a equipe de Fisioterapia

Brasília Uma das preocupações da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) nas competições promovidas pela entidade, é o cuidado com a saúde física, mental e o bem-estar dos seus jovens atletas, em sua maioria alunos com idades entes 14 e 18 anos. No IX Campeonato Brasileiro Escolar de Futebol, não poderia ser diferente. O cuidado é o mesmo. Daí o trabalho da equipe de Fisioterapia, que tem à frente o médico fisioterapeuta Igor Borges.

Por ser um esporte de muito contato físico, o futebol tem suas precauções em relação a contusões, lesões ou qualquer outro incidente, que pode vir a ocorrer no andamento da partida. Em cada local de competição existe uma ambulância devidamente equipada com medicamentos e profissionais médicos.

A competição conta com uma eficiente equipe, que foi trabalhada e treinada paras essas situações. A equipe de Igor Borges conta com dois fisioterapeutas e 23 estagiários. A equipe trabalha em rotatividade, tendo um posto em cada campo, onde acontecem os jogos, nos dois turnos, além do atendimento especializado e direto à noite no hotel, em uma área especialmente preparada com materiais e medicamentos, para a realização de atendimento médico e fisioterapêutico. Um dos coordenadores da equipe, o fisioterapeuta Jorge Garcez, explicou como o sistema funciona.

– A noite nós estamos com serviços lá no hotel das 19h30 às 22h00. O atendimento é agendado pelo o delegado de cada delegação, para o atendimento do pessoal que está lesionado – Revelou o fisioterapeuta.

A competição que conta com cerca de 500 atletas está com 24 jogadores em atendimento especial. Um número muito pequeno em relação ao total de participantes. Os primeiros procedimentos em caso de lesões ou machucados e primeiros socorros que possam vir a acontecer, são prestados ainda em campo pela equipe de fisioterapia e médica presente em todos os jogos. Os casos mais graves são encaminhados a hospitais da cidade.

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176 – Jesus Filho
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Texto: Givaldo Batista / Carol Vieira
Foto: Givaldo Batista
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Alagoas e Piauí empatam e Bahia vence Distrito Federal

Aracaju – Sob o sol escaldante e temperatura variante nos 30°, os jovens atletas que compõe as equipes participantes do IX Campeonato Brasileiro de Futebol Escolar demonstraram muita força, determinação e resistência, na busca pelo título nacional e conquistar a vaga para o mundial que acontecerá em Belgrado na Sérvia no mês de abril.

Foi no campo do Estádio João Cruz, na Barra dos Coqueiros que nas primeiras horas do dia a equipe de Alagoas e a do Piauí se enfrentaram em uma partida emocionante, em que o placar ficou no 1 x 1. A equipe alagoana dominou a partida durante todo o tempo, e conseguiu marcar o seu único gol logo no início. O que a equipe da Escola Estadual Professora Claudizete Lima Eleoterio esperava, era o contra-ataque da equipe piauiense que no final do segundo tempo, achou uma falha da defesa alagoana e marcou o gol de empate.

Para o autor do gol do time alagoano Mizael Rafael o resultado significa a perseverança para o próximo desafio.

– A gente começou o jogo muito bem, conseguimos fazer o gol logo no comecinho do jogo, dominamos a partida o tempo todo, mas infelizmente, tomamos o gol no finalzinho. Mas agora é levantar a cabeça que no próximo jogo tem mais. Incentivou o meia atacante.

A outra partida que aconteceu na manhã desta sexta-feira no campo da Barra dos Coqueiros foi Distrito Federal e Bahia, partida onde a equipe baiana venceu por 2 x 1.

Autor dos dois gols que deu a vitória a equipe do Bahia, o atacante Bebeto afirmou que mesmo com a vitória a partida não foi fácil e soube descrever claramente os obstáculos enfrentado pela equipe baiana.

– Importante ter feito esses dois gols, que deu a vitória para o meu time já que o primeiro jogo é sempre importante, ter que levar esses três pontos para casa. Enfrentamos muito calor, desgaste físico por causa do sol forte e agora é seguir em frente, descansar para na próxima partida fazer mais.

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176 – Jesus Filho
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Texto: Givaldo Batista / Carol Vieira
Foto: Maria Odília
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Morre o chileno Alex Gray aos 57 anos

Brasília – O professor chileno, Alexander Gray Davies, presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) para as Américas, faleceu na manhã desta quarta, 13 de fevereiro, em Santiago, no Chile. Nome entre os mais importantes do Desporto Escolar Mundial, a última vez em que esteve no Brasil foi durante o Mundial Escolar de Triathlon, em 2017, sediado na cidade de Aracaju-SE, ocasião em que representou a Federação Internacional do Desporto Escolar como delegado técnico da competição.

Assim que tomou conhecimento da notícia que deixa todo o segmento no país consternado, o 1º vice-presidente da ISF, Robson Aguiar, disse que o legado deixado pelo amigo jamais será esquecido.

– Recebo com profundo pesar a notícia da morte do Alex Gray. Profissional competente e respeitado, prestou inestimável contribuição ao Desporto Escolar. Transmito minha solidariedade a familiares, amigos e profissionais do segmento no Chile. Que seu legado jamais seja esquecido.

O presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, também lamentou o falecimento de Gray. Para o presidente, Gray era um chileno de coração brasileiro.

– A morte do Alex Gray nos entristece. É bem mais do que perder um professor brilhante. É perder uma consciência lúcida, iluminada, que amava o esporte, a educação e o nosso Brasil. Aliás, ele mesmo fazia questão de falar sobre o amor que tinha pelo nosso país. Lamento sua morte e deixo o meu abraço aos seus familiares.

Nós ainda não recebemos informações oficiais sobre as causas de sua morte. Segundo um amigo próximo, a família optou por preservar esse momento a que todos nós respeitamos.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Foto: Arthur Leite
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

CBDE manifesta pesar pela tragédia no CT do Flamengo, no Rio de Janeiro

A Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), manifesta profundo pesar com a tragédia ocorrida na manhã desta sexta-feira, 08 de fevereiro, no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde pelo menos dez jovens entre 15 e 17 anos morreram vítimas de um incêndio no alojamento das categorias de base do clube.

Neste momento de dor, perplexidade e consternação de todos que fazem o esporte brasileiro, rogamos a Deus que possa confortar os corações das famílias e esperamos que medidas sejam tomadas para que se evite novas tragédias como essa que além de vidas, acabam também com sonhos.

CBDE inicia pregão eletrônico para as Seletivas Nacionais

Brasília – A Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), seguindo as normativas de sua nova governança, inicia um “pregão eletrônico” para a aquisição de camisas, água mineral sem gás e locação de ambulâncias.

As informações adicionais sobre prazos, exigências e demais especificações você confere clicando nos documentos abaixo.


Edital locação de ambulâncias
Edital aquisição de camisas
Edital de aquisição de água mineral sem gás
Manuais de compras


Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Foto: Rafael Brais/ME
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Desporto Escolar do Brasil vive um 2019 repleto de expectativas

Brasília – Disseminar a prática contínua de esportes gerando o interesse dos jovens pela educação talvez seja um dos maiores desafios do novo milênio. Mas nada disso é possível sem que se invista maciçamente na área priorizando um ensino de qualidade que possa, entre outras coisas, incentivar com criatividade a prática esportiva no Brasil.

Um ano cheio de expectativas começou para os que fazem o Desporto Escolar no país que nas últimas duas edições da Gymnasiade – Turquia e Marrocos – esteve no topo do pódio entre as principais potências esportivas do mundo. Esse retrospecto recente comprova não só o crescimento do segmento, como também que os investimentos estão sendo bem empregados no setor.

Atletas, professores, escolas, dirigentes e os alunos possuem um papel fundamental nessa nova era em que o esporte estudantil vive, afinal de contas nada disso seria possível sem a união de esforços que fez com que a Lei que incentiva a base do esporte no Brasil fosse sancionada no fim do ano passado.

Especialistas acreditam que o ano de 2019 já pode ser apontado como o mais importante da história do desporto escolar, sobretudo em razão de agora a CBDE ter autonomia e tempo para poder melhor planejar o seu calendário esportivo de atividades anuais. Para o professor Marcos Maia, presidente da Federação Goiana do Desporto Escolar (FGDE), a garantia do recurso por meio da nova legislação democratizou o desenvolvimento do segmento no país.

– Direcionar os recursos oriundos das loterias para a entidade nacional deu não só autonomia para que ela planeje com segurança o seu calendário, como também ajudou as federações a terem tempo para se organizar. Esse crescimento vem em um efeito cascata, afinal de contas se a confederação estiver bem, suas federações filiadas também estarão fazendo com que quem ganhe com isso sejam os nossos atletas.

O mesmo pensamento tem Fernando Mabilde, presidente da Federação do Desporto Escolar do Rio Grande do Sul (FDERS), entidade que vai sediar no próximo mês de novembro o Brasileiro Escolar de Basquete 3×3. Para o professor gaúcho, o ano de 2019 será de aprendizado e muitas conquistas.

– Temos um ano desafiador pela frente, isso é fato. Mudanças estruturais estão chegando junto com a modernidade e agora é arregaçar as mangas, colocar o time em campo e fazer jus a essa expectativa positiva que a sociedade tem em relação ao trabalho que já vem sendo feito pela CBDE. Estou muito animado e esperançoso de que esse seja um ano de muitas conquistas.

Com um calendário escolar repleto de competições e diversas modalidades espalhadas em todas as regiões, 2019 chegou com a certeza de que o Brasil continuará sendo celeiro de grandes ícones para o esporte mundial, afinal de contas a base escolar de hoje é o futuro olímpico de amanhã.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Foto: Rafael Brais/ME
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Mundial Escolar de Natação será realizado no Brasil em 2019

RIO – Uma das modalidades cujo o Brasil mais se destaca em competições internacionais é a natação. Nas duas últimas edições da Gymnasiade – maior competição escolar do mundo – nossos atletas fizeram a diferença com números expressivos na piscina. O mesmo se aplica aos recentes mundiais da modalidade cujo qual o Brasil ficou entre as principais potências “aquáticas” do planeta.

Mas essa tendência tende a ficar ainda mais expressiva nos próximos anos, pelo menos é o que atesta o professor Francisco Braz, vice-presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) que prevê mais um show dos brasileiros em 2019 nas águas do Rio.

– O que vimos nos torneios internacionais nos últimos anos não foi por acaso. As escolas têm se preparado para que seus alunos possam representar o Brasil lá fora reforçando a tese de que as seletivas nacionais terão um número maior de participantes e, consequentemente, de equilíbrio. Isso é bom pois chegaremos com tudo no Rio de Janeiro no ano que vem – disse o diretor.

Executado pela CBDE, mas promovido pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), o Mundial Escolar de Natação deve reunir centenas de atletas escolares de várias nacionalidades que terão a oportunidade de conhecer a cidade que foi palco da última olimpíada.

A escolha do Rio para sediar o próximo Mundial ISF de Natação teve como base três fatores importantes: o prestígio da CBDE diante dos países que compõem o sistema ISF; a estrutura olímpica deixada como legado para a cidade e a mobilidade urbana que será preponderante durante a competição.

O Mundial Escolar de Natação será disputado entre os dias 18 e 23 de maio no Rio de Janeiro. A etapa nacional que definirá a composição da delegação que irá representar o Brasil ainda não tem data para ser disputada, mas nos próximos dias todas as informações sobre a competição você poderá encontrar em nossos canais de comunicação.

Departamento de Comunicação da CBDE
Jornalista responsável: Jesus Filho
E-mail: imprensa@cbde.org.br
+ 55: 061 99136-0090 / + 55: 061 3967-7176
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Michel Temer sanciona Lei que destina verbas das loterias para o esporte

Brasília – O presidente Michel Temer sancionou na tarde desta quarta-feira (12), durante cerimônia no Palácio do Planalto, a Lei que cria um fundo nacional para o esporte, cultura e segurança pública.

Com a participação de autoridades políticas e esportivas no evento, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) foi representada pelo presidente Antônio Hora Filho que agradeceu o empenho do ministro do Esporte, Leandro Cruz, nessa matéria.

A participação do ministro Cruz foi importantíssima para que este dia histórico se tornasse real. A sensibilidade do governo federal de fomentar o esporte nas mais diferentes áreas começando pela base que é onde nós atuamos é um incentivo para que continuemos firmes trabalhando em prol do desenvolvimento do Desporto Escolar no Brasil – revelou.

Além de Hora Filho, Francisco Braz, vice-presidente e Jorge Araújo Filho, membro do conselho fiscal da CBDE, também estiveram na cerimônia que contou ainda com a presença de José Medalha, representante da Federação Internacional de Esporte Escolar de Escolas Católicas (FISEC), Marcelo Ottoline, presidente da Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal e Entorno (FRDEDF) e Marco Maia, presidente da Federação Goiana do Desporto Escolar (FGDE).

Com a sanção da nova lei, o Desporto Escolar do Brasil passa a viver uma nova página de sua história tendo mais autonomia para poder continuar sendo vitrine de futuros medalhistas olímpicos.

Departamento de Comunicação da CBDE
Jornalista responsável: Jesus Filho
E-mail: imprensa@cbde.org.br
+ 55: 061 99136-0090 / + 55: 061 3967-7176
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Brasil foi o grande destaque em Arequipa com a conquista de 85 medalhas

Arequipa – O Brasil superou todas as expectativas e bateu recorde na conquista de medalhas nos Jogos Sul-americanos Escolares, superando inclusive a Cochabamba 2017, quando conquistou 60 medalhas.

Agora em Arequipa foram 75 medalhas, sendo 40 de ouro, 27 de prata e 18 de bronze. Resultado extraoficial, porque depende da oficialização por parte do comitê organizador da competição, bem como a declaração do campeão geral. Tudo leva a crer que esse título ficará mesmo com o Brasil, que se destacou em todas as modalidades, conquistando resultados importantes.

Essa conquista foi coroada com os resultados expressivos, conquistados neste último dia de competição. O Brasil foi para finais em diversas modalidades e saiu com um saldo altamente positivo. Neste último dia de competição, o Brasil esteve nas finais de handebol masculino, basquete feminino, voleibol masculino, futsal masculino e feminino, xadrez e tênis de mesa.

Só ouro

As medalhas de ouro foram conquistadas nas vitórias do basquete feminino sobre o Peru por 67×53. No futsal masculino o Brasil venceu o Paraguai por 3×0. Na disputa mais emocionante do dia, o handebol masculino suou para vencer o Paraguai. Um jogo para ficar na história. Depois de empate em 20×20, no tempo normal, 0x0 na primeira prorrogação e 2×2 na segunda prorrogação, a decisão foi para os tiros livres de sete metros e o Brasil venceu por 2×1.

Destaque para o goleiro Rafael, que defendeu dois tiros livres e garantiu a vitória brasileira. Depois foi só comemorar. Teve ainda o ouro conquistado xadrez e tênis de mesa.

No voleibol masculino a derrota para a Bolívia garantiu a medalha de prata. Medalha de prata também para o futsal feminino que perdeu de 4×1, também para o Paraguai.Não temos a menor dúvida de que o Brasil mais uma vez sagrou-se campeão geral dos Jogos Sul-americanos Escolares. Mas devemos aguardar o resultado oficial. Foi uma campanha positiva, conquistamos medalhas em todas as modalidades disputadas. Nossos atletas se superaram, ultrapassaram barreiras como a altitude e o ar rarefeito dos 2.300m de altitude de Arequipa.

Em resumo, o Brasil foi o grande destaque da competição, sagrando-se campeão geral no atletismo feminino, na natação, judô, xadrez e tênis de mesa. Resta agora esperar o resultado oficial do comitê organizador, para consolidar essa conquista de campeão dos Jogos Sul-americanos Escolares, repetindo as últimas conquistas de Assunção e Cochabamba.

– Não temos a menor dúvida de que o Brasil mais uma vez sagrou-se campeão geral dos Jogos Sul-americanos Escolares. Mas devemos aguardar o resultado oficial. Foi uma campanha positiva, conquistamos medalhas em todas as modalidades disputadas. Nossos atletas se superaram, ultrapassaram barreiras como a altitude e o ar rarefeito dos 2.300m de altitude de Arequipa.

Estão de parabéns e só resta comemorar – disse Everson Sicarini, chefe da delegação brasileira em Arequipa.

Departamento de Comunicação da CBDE
Jornalista responsável: Jesus Filho
Texto: Givaldo Batista
Foto: Rafael Brais/ME
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Fotos: Reynaldo Barbosa e Givaldo Batista
+ 55: 061 99136-0090 / + 55: 061 3967-7176
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2,
Lote 12, Bloco F, Brasília – Distrito Federal