ADN Master-RJ e Salesiano Dom Bosco-RN são os campeões do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3

Por: Jesus Filho

Salvador – Uma linda festa que traduziu o que foi o maior Campeonato Brasileiro Escolar de Basquete 3×3 já realizado no país. Assim é possível traduzir o que vimos ao longo desta semana na Salvador de todos os brasileiros. Com uma estrutura internacional cuidadosamente criada para que os estudantes pudessem fazer bonito na Arena CBDE, estrategicamente montada no Centro Pan-americano de Judô, nesta sexta-feira, 8, estudantes que participam do torneio decidiram as finais da competição.

Pela Série Bronze, o primeiro confronto do dia foi entre o Colégio Motiva, da Paraíba, contra o Colégio Marista, do Rio Grande do Norte. Motivadas a buscar ponto a ponto a medalha de ouro, as meninas fizeram bonito numa partida marcada pela vibração do público baiano que compareceu e torceu a cada bola na cesta.

Com o placar de 08 a 07, o Rio Grande do Norte venceu a Paraíba em um jogo bonito de assistir. A diferença numérica no marcador mostrou bem o que foi a partida decidida no detalhe, segundos antes do apito final. Com o resultado, o Marista garantiu a medalha de ouro e, com isso, volta para casa esperando receber uma grande festa na escola.

Ainda pela Série Bronze, no masculino, o confronto foi entre o Instituto Batista de Roraima contra o Centro Educacional La Salle, do Amazonas. Jogo nivelado tecnicamente do início ao fim, as duas equipes travaram uma disputa acirrada que garantiu ao time amazonense a vitória por 10 a 04. Felizes com o resultado, os estudantes comemoraram bastante após o apito final.

Pela Série Prata, o Colégio Padrão, de Alagoas, enfrentou e venceu a Escola Estadual Teixeira da Costa Sobrinho, de Minas Gerais. Entre os jogos mais disputados do torneio, o que se viu na Arena CBDE foi uma final digna de um Brasileiro como o que foi realizado em Salvador. Explorando a marcação acirrada e acertando nas bolas de dois pontos, a equipe mineira venceu o jogo por 09 a 08, garantindo assim a medalha de ouro.

Na sequência, foi a vez da disputa masculina da Série Prata. O Colégio Mauá, do Rio Grande do Sul, enfrentou e venceu o Colégio Elite, do Mato Grosso do Sul por 21 a 19. Com duas bolas de diferença na pontuação, a equipe gaúcha volta para os pampas não só com a medalha de ouro, como também, com a bagagem cheia de conhecimento, tendo em vista a convivência cultural adquirida ao longo da competição.  

Encerrando o Brasileiro CBDE de Basquete 3×3, a Série Ouro foi disputada com jogos que justificam o nível técnico equilibrado desta edição. Pelo feminino, Mato Grosso e Rio de Janeiro se enfrentaram em um jogo que mostrou a qualidade técnica da Escola 13 de Maio, do município de Sorriso (MT). Não diferente do time ajustado do técnico Guilherme Vós, representado o ADN Master, colégio carioca situado no Méier, bairro do subúrbio do Rio.

Com uma marcação que explorou os erros da equipe do Mato Grosso, o Rio de Janeiro não deu chances para a número 6, Mariana, desenvolver o seu talento. Sem sua principal jogadora, o 13 de Maio sentiu e ao perceber isso, as cariocas foram para cima exigindo fisicamente das adversárias que nos minutos finais mostravam a sua exaustão.

Com o placar de 20 a 08, o Rio de Janeiro não só venceu, como encantou, garantindo assim o título brasileiro e o carimbo no passaporte para a Índia no próximo ano.

Em seguida, foi a vez dos atuais campeões brasileiros enfrentarem a talentosa equipe do Colégio Salesiano Dom Bosco, do Rio Grande do Norte. Favorito ao título, o Colégio Amorim fez o que era esperado: explorou o Bruno e os seus mais de dois metros de altura nos rebotes, contando com a velocidade de Emanuel que durante o jogo dava assistências e buscava acertar os tiros de dois pontos.

Com uma marcação acirrada buscando furar o bloqueio da defesa paulista, a equipe potiguar deu um verdadeiro show na grande final masculina da Série Ouro. Embalados pelo público que não escondia a torcida para a equipe do Rio Grande do Norte, os alunos do Colégio Salesiano Dom Bosco se superaram e conseguiram deter o favoritismo do Amorim, vencendo o jogo por 21 a 17.

Com o resultado, termina em Salvador o Brasileiro CBDE de Basquete 3×3 com a composição da delegação que irá representar o Desporto Escolar Nacional na Índia. Pelo feminino, irão as cariocas. Já pelo masculino, os alunos potiguares que terão a missão de buscar posições de destaque no torneio previsto para ocorrer no próximo ano na Ásia.

Confira abaixo todos os resultados do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Salvador: escolas disputam hoje as finais do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3

Por: Jesus Filho

Salvador – Atletas escolares de todas as partes do Brasil estão em festa na capital baiana. Realizado pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Federação Baiana de Esporte Escolar (FBEE), o Brasileiro CBDE de Basquete 3×3 define hoje não só os campeões nacionais, como a delegação que vai representar o Brasil no Mundial ISF da modalidade previsto para ocorrer no próximo ano na Índia.

Pela Série Bronze, Paraíba e Rio Grande do Norte disputam a medalha de ouro. As alunas do Colégio Motiva, de João Pessoa, enfrentam a equipe do Colégio Marista, de Natal. Em seguida, o Instituto Batista de Roraima vai disputar a medalha contra o Centro Educacional La Salle, do Amazonas. Quem vencer, garante a primeira posição na Série Bronze.

Lutando pela primeira colocação na Série Prata, o time feminino de Alagoas pega a equilibrada equipe de Minas Gerais. As meninas do Colégio Padrão, buscam o ouro enfrentando a equipe da Escola Estadual Raul Teixeira. Na sequência, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul se cruzam pelo masculino. Os alunos da Sociedade Escolar de Santa Cruz, buscam o ouro contra o Colégio Elite.

E a grande decisão feminina do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3, pela Série Ouro, será definida entre Mato Grosso e Rio de Janeiro. As alunas da Escola Estadual 13 de Maio, enfrentam as cariocas do Colégio ADN Master. Logo depois, pelo masculino, os atuais campeões brasileiros do Colégio Amorim, de São Paulo, lutam pela manutenção do título contra os alunos do Colégio Salesiano Dom Bosco, de Natal, Rio Grande do Norte.

Com uma mega produção semelhante ao que se assiste em jogos oficiais da NBA, as finais do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3 serão transmitidas ao vivo pela fanpage oficial da CBDE no Facebook. A partir das 14h50, você acompanha todos os detalhes dos confrontos podendo não só interagir, como também participar da nossa transmissão compartilhando, comentando e vindo junto com a CBDE em mais essa emoção.

Confira abaixo os boletins com todos os resultados atualizados da competição até aqui.

BOLETIM-5-Basquete-3×3-2019

06-INFORMATIVO-TÉCNICO

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Dia cultural no 3×3 revela os encantos da cidade de Salvador

Por: Jesus Filho

Salvador – A tarde desta quinta, 7, entra para a história do Desporto Escolar Nacional. Com o objetivo de ampliar o conhecimento dos estudantes sobre a cultura popular brasileira oferecendo um dia para que eles pudessem absorver o que a cidade possui de melhor, atletas escolares que participam do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3 encararam as históricas ladeiras do Pelourinho, na parte alta da cidade e se encantaram com o que encontraram pela frente.

Aos 16 anos, Gabriel Ramalho, estudante do Colégio Salesiano Dom Bosco, revelou a sua alegria por estar participando dessa etapa mais que especial do torneio. Para o atleta oriundo da cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, é bom vivenciar esse momento sobretudo pela riqueza cultural que a cidade de Salvador oferece para as pessoas que lotam os seus principais pontos turísticos.

Entre os estudantes que venceram a última edição do Brasileiro, Bruno, Emanuel e Allanis, todos do Colégio Amorim, de São Paulo, saíram das dependências do faraônico Mercado Modelo boquiabertos não só com a arquitetura do prédio, como também pela oportunidade de conhecerem esse lugar que há anos é ponto de encontro de quem chega a Bahia de todos os santos.

“Foi ‘massa’ passear pelo centro de Salvador hoje. Apesar do forte calor, tudo vale a pena quando a gente ganha um presente desse”, revelou Bruno. Não diferente do que disse a estudante Allanis, que não perdeu a oportunidade de fazer aquela selfie caprichada. “Aqui é tudo lindo, mágico e especial. Estou muito feliz”, contou.

Mesmo concentrado para a grande decisão de amanhã contra o Rio Grande do Norte, Emanuel disse que o “Dia Cultural” foi um motivador e serviu para recuperar as energias, afinal de contas amanhã acontecem as finais do Brasileiro. “Deu para darmos uma descontraída. Jogamos hoje a semifinal contra o Rio de Janeiro e fomos exigidos fisicamente. Esse passeio serviu para que pudéssemos descontrair e entrarmos focados em quadra amanhã”, revelou.

Com uma proposta pedagógica que oportuniza que os estudantes possam ter uma experiência cultural durante as competições oficiais da CBDE, o ‘Dia Cultural’ revelou as belezas não só do centro histórico de Salvador e do lendário elevador Lacerda, como também as inconfundíveis vielas do Pelourinho e a beleza do Mercado Modelo.

Nesta sexta-feira, 8, você vai acompanhar “AO VIVO”, direto de Salvador, as emoções das finais do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3. Ao longo do dia teremos flashs, entrevistas, reportagens e a transmissão dos jogos finais das séries: Ouro, Prata e Bronze, através do Facebook oficial da CBDE.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

‘Vivemos um momento maravilhoso’, diz presidente da CBDE sobre ano histórico do Desporto Escolar

Por: Jesus Filho

Presidente da CBDE, Antônio Hora Filho, falou sobre o ano magnífico do Desporto Escolar Nacional | Foto: Felipe Macedo

Salvador – Durante sua passagem pela capital baiana onde acompanha as emoções do Campeonato Brasileiro Escolar de Basquete 3×3, o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, fez um balanço de 2019 em relação ao trabalho realizado pela entidade no país.

Feliz com os resultados e pelas conquistas inéditas como no futebol, modalidade em que o Brasil conquistou na Sérvia o título mundial com o masculino e a terceira posição com o feminino, Hora Filho revelou sua satisfação de estar à frente desse projeto que vem mudando a vida de tantos jovens brasileiros.

– Realmente este ano foi especial para todo o sistema CBDE. Tudo isso graças ao fortalecimento do segmento, sobretudo em razão do trabalho que as nossas federações filiadas fazem em seus estados. Com um calendário repleto de competições, batemos recordes de participações em torneios de alto nível como o que vimos não só no Brasileiro, mas também no Mundial ISF de Natação, oportunidade em que o Brasil se sagrou campeão geral nas águas do Maria Lenk, no Rio de Janeiro. Além disso, fomos campeões mundiais com o futebol, conquistamos diversas medalhas no Combate Games e outras na mesma proporção no vôlei de praia. O Desporto Escolar Nacional vive um momento maravilhoso.

Antônio Hora ao lado de Clesio Padro, presidente da Federação Paranaense do Desporto Escolar; Fernando Mabilde, presidente da Federação do Desporto Escolar do Rio Grande do Sul; e Rafael Serour, coordenador técnico de competições da CBDE

Indagado sobre o calendário do ano que vem, especialmente em razão de termos a maior competição escolar do mundo, a Gymnasiade, o presidente da CBDE revelou o seu entusiasmo com a composição da delegação que irá representar o Brasil na China.

– A Gymnasiade é um capítulo à parte. Além dos nossos torneios nacionais, no próximo ano realizaremos a maior Seletiva Nacional de todos os tempos para o maior campeonato mundial escolar realizado pela Federação Internacional (ISF). Claro que isso demanda planejamento e muito trabalho, por isso, os ajustes já começaram para que possamos chegar na China e assim, quem sabe, conseguirmos conquistar posições de destaque como fizemos nas duas últimas edições. Serão mais de cinco mil pessoas em Aracaju nesse evento que promete ser o maior de todos os tempos.

Entre os mais conceituados nomes do esporte brasileiro, o professor sergipano durante anos esteve nos gramados comandando grandes espetáculos do futebol nacional. Ex-árbitro acostumado a lidar com desafios como o de apitar clássicos em estádios abarrotados de torcedores, Hora Filho até hoje é referendado no esporte pela importância de seu nome.

Perguntado sobre a estrutura apresentada no Brasileiro CBDE de Basquete 3×3, emocionado o presidente revelou: “O esporte brasileiro mudou a minha vida. Por isso, trabalhamos muito para que outros jovens possam ter, assim como eu tive, a oportunidade de sonhar através do esporte e da educação. Eu acredito no meu país e na nossa juventude”, revelou.

O presidente da CBDE acompanhará as finais do Brasileiro Escolar de Basquete 3×3, nesta sexta (08), no Centro Pan-americano de Judô.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Definidos os semifinalistas do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3

Por: Jesus Filho

Brasília – Nem mesmo a alta temperatura típica da Região Nordeste do país desanimou os estudantes que disputam, em Salvador, o Brasileiro CBDE de Basquete 3×3. Assim que o dia amanheceu, as delegações tiveram o seu primeiro compromisso: um super café da manhã oferecido pelo Gran Hotel Stella Maris, local onde as equipes que participam da competição estão hospedadas. Já na recepção, antes dos primeiros ônibus saírem, a alegria contagiante tomou conta do hall do hotel com direito a sorrisos, abraços e aquela festa que só o Desporto Escolar é capaz de realizar.

Na chegada ao Complexo Esportivo do Centro Pan-americano de Judô, originalmente adaptado para receber a competição, os primeiros jogos tinham como objetivo principal definir as equipes que iriam compor as Séries: Ouro, Prata e Bronze. Por isso, as vinte e quatro partidas válidas pelas quartas de finais de todas as séries, foram disputadas definindo assim as equipes que nesta quinta-feira (06), continuam na luta pela medalha de ouro.

Série Ouro

Diferente dos outros módulos de disputa, na Série Ouro a equipe disputa não só o título brasileiro, como também, a vaga no Mundial da modalidade. E o primeiro confronto do dia foi entre Pernambuco e Mato Grosso. Lutando bola a bola pelos pontos que aos poucos se desenhavam no jogo, as alunas do Colégio Anglo Líder (PE), tiveram a dura missão de competir com as atletas da Escola Estadual 13 de Maio (MT). Com um ataque que pouco errou, o grupo mato-grossense venceu a partida por 18 a 05, garantindo assim a vaga para a semifinal do torneio.

Em seguida, foi a vez da equipe masculina de Pernambuco enfrentar o Rio de Janeiro. Em um jogo definido nos segundos finais, os alunos do Centro Educacional Santa Mônica venceram a partida por uma bola de diferença, garantindo 20 a 19 contra os competidores do Colégio Salesiano, de Recife. Com o resultado, os cariocas avançaram rumo à semifinal do 3×3 para a alegria da equipe que fez muita festa em quadra.

Outros seis jogos foram disputados ainda pelas quartas de finais da Série Ouro. O time feminino do Rio de Janeiro enfrentou e venceu por 21 a 0 a equipe de Goiás, semelhante ao que ocorreu no confronto masculino entre Rio Grande do Norte e Pará, que perdeu para a equipe potiguar por 22 a 07. Em seguida, foi a vez da equipe feminina do Mato Grosso do Sul jogar e vencer o Paraná por 10 a 08. Não diferente do que ocorreu no jogo masculino entre Alagoas e Rondônia que, por uma bola, perdeu para a equipe alagoana pelo placar de 10 a 09.

São Pailo, time feminino e atual campeão brasileiro venceu por 17 a 13 o Rio Grande do Sul. E, em seguida, fechando as quartas de final da Série Ouro, a equipe masculino do Colégio Amorim, também de São Paulo, venceu o Ceará por 21 a 09.

Série Prata

Oito confrontos definiram os semifinalistas da Série Prata do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3. O primeiro do dia foi entre o Colégio La Salle, de Santa Catarina, que enfrentou o Colégio Padrão, de Alagoas. As alagoanas fizeram um jogo bonito de assistir contra as catarinenses que lutaram até o final em busca da vitória, mas por uma bola de diferença a equipe do Padrão (AL) conquistou a classificação após a apertada vitória por 11 a 10.

Na sequência, foi a vez do Colégio Barão do Rio Branco (PR) enfrentar os alunos da Sociedade Escolar de Santa Cruz (RS). O jogo mostrou bem o nível técnico das duas equipes que buscavam de todas as maneiras o ponto. Com erros cruciais nos momentos finais do jogo, a defesa da equipe paranaense não conseguiu superar os ataques do Rio Grande do Sul que venceu o clássico sulista por 21 a 18.

Nos outros jogos válidos pelas quartas de finais do Brasileiro Escolar de Basquete 3×3, a equipe feminina de Minas Gerais venceu por 11 a 05 o equilibrado time do Pará. Em seguida, foi a vez dos atletas do Distrito Federal vencerem por 17 a 13 o Mato Grosso. Assim como ocorreu na vitória por 07 a 02 das meninas do Tocantins contra o Piauí.

Os três últimos confrontos foram entre o time feminino do Mato Grosso do Sul que venceu Minas Gerais por 18 a 07, ao contrário do que ocorreu com o animado grupo da Bahia II, que perdeu para o Ceará por 12 a 02. Para fechar a Série Prata, o último jogo do dia foi entre Goiás e Bahia I, com vitória dos alunos goianos por 18 a 12.

Série Bronze

Lutando pela medalha de ouro no Série Bronze, oito jogos definiram os semifinalistas do módulo. O primeiro do dia foi entre Paraíba x Distrito Federal. A equipe feminina do Colégio Motiva, de João Pessoa, venceu por 08 a 07 as meninas do Colégio Marista, do Distrito Federal, garantindo assim a vaga na próxima fase da competição.

O outro confronto foi entre Roraima x Bahia II. Os alunos do Instituto Batista de Roraima venceram a equipe do Colégio Enigma, do município de Barreiras (BA), por 14 a 0. Com o resultado, a equilibrada equipe roraimense disputa a semifinal da Série Bronze.

Em seguida, foi a vez das meninas do Colégio Marista de Natal (RN) enfrentarem a dura equipe do Instituto Batista de Roraima. Partida marcada por lances ajustados, os dois times entraram em quadra buscando a vitória ponto a ponto, mas no fim do jogo o placar favorável de 09 a 04 classificou a equipe potiguar para a semifinal.

Mais cinco jogos foram disputados pelas quartas de finais da Série Bronze. Pelo masculino, o Amazonas venceu Sergipe por 16 a 07. Em seguida, o Espírito Santo perdeu para o time feminino, também do Amazonas, por 12 a 04. Santa Catarina enfrentou e perdeu para a equipe masculina do Amapá por 19 a 14. Na sequência, o time feminino de Sergipe venceu Rondônia por 11 a 09.

O último jogo válido pelas quartas de finais da Série Bronze foi entre Acre e Tocantins. Os alunos do Colégio Barão do Rio Branco garantiram a vitória por 12 a 08 contra a equipe da Escola Rachel de Queiroz (TO).

Confira abaixo o boletim completo com todos os resultados da competição até aqui, além dos confrontos semifinais de amanhã.

BoletimN04

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Começa em Salvador o Brasileiro CBDE de Basquete 3×3

Por: Jesus Filho

Salvador – Delegações formadas por atletas escolares de todas as partes do país já estão na capital baiana onde disputam o título Brasileiro de Basquete 3×3. São jovens alunos de escolas públicas e particulares que trazem na bagagem a confiança na busca incessante pela oportunidade de defender as cores do Brasil no Mundial da modalidade previsto para ocorrer em 2020 na Índia.

As disputas começaram logo cedo no Complexo Esportivo do Centro Pan-americano de Judô. Com uma estrutura de excelência, a única preocupação dos competidores era a de estrear com o pé direito. Pela manhã, vinte e quatro jogos foram realizados. Entre eles, o confronto entre Rio Grande do Norte x Distrito Federal. Os alunos do Colégio Salesiano Dom Bosco (RN), venceram por 20 a 12 a nivelada equipe do Centro de Ensino Médio Ave Branca (DF), garantindo assim a primeira vitória no torneio.

A disputa feminina entre Pará e Roraima revelou a supremacia paraense após a vitória de 14 a 04. Embora as meninas do Instituto Batista de Roraima tenham buscado uma reação, o ataque fulminante do Colégio Santa Rosa foi decisivo para o placar favorável. Com a vitória, a equipe paraense comemorou o resultado em quadra sendo aplaudida pela torcida que acompanhava o jogo.

Entre os jogos mais disputados do dia, Amapá e Paraíba fizeram uma partida bonita de assistir. Com pontos ajustados, as duas equipes buscaram até o último minuto o resultado, mas quem se deu melhor foram os amapaenses que venceram o jogo por 17 a 14. Os meninos da Escola Estadual M. F. Alvares de Azevedo (AP), reconheceram a qualidade técnica da forte equipe do Interativo Colégio e Curso (PB), mas comemoram, e muito, a vitória.

Durante a parte da tarde outros vinte e quatro jogos fecharam a 1ª rodada do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3. Os alunos do Colégio Santa Mônica, do Rio de Janeiro, enfrentaram e venceram os atletas da Sociedade Escolar de Santa Cruz, do Rio Grande do Sul, por 16 a 13. Embora nos minutos iniciais do jogo os gaúchos tenham conseguido abrir uma vantagem de cinco pontos, os cariocas foram buscar o resultado e saíram de quadra com o objetivo alcançado.

Outro confronto definido no detalhe foi entre Minas Gerais x Amapá. Com jogadas ensaiadas e lances ajustados, o que se viu em quadra foram duas equipes de altíssimo nível que vieram para Salvador buscar uma posição de destaque na competição. Embora tenham vencido o jogo por 15 a 01, os atletas do Colégio Batista Mineiro tiveram que literalmente suar a camisa para conseguirem infiltrar na defesa da Escola Estadual Professor Gabriel Café. Com a vitória mineira no confronto, a equipe segue na competição motivada a se classificar para a Série Ouro.

Seletiva Nacional para o Mundial ISF de Basquete 3×3, evento realizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar que ocorre no próximo ano, na Índia, o torneio já é considerado o maior já realizado no Brasil. Promovido pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Federação Baiana de Esporte Escolar (FBEE), o evento conta também com o apoio do Governo do Estado da Bahia, através da Superintendência dos Desportos.

Confira abaixo o boletim diário com todos os resultados atualizados, bem como os confrontos desta terça-feira (06).

BoletimN03-1

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE prepara o maior torneio escolar de basquete 3×3 já realizado no país

Por: Jesus Filho

Foto: Ray Nonato | FPDE

Brasília – A capital baiana recebe entre os dias 04 e 09 de novembro o Brasileiro Escolar de Basquete 3×3. Realizado pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Federação Baiana de Esporte Escolar (FBEE), o evento conta com o apoio do governo local através da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (SUDESB). Ao todo, serão centenas de pessoas envolvidas em mais um campeonato que promete agitar o país.

Estudantes entre 15 a 18 anos de escolas públicas e particulares, irão disputar uma vaga no Mundial ISF da modalidade que ocorre no próximo ano na Índia. Mas para conquistar a classificação, a equipe primeiro precisa vencer a etapa nacional que pelo segundo ano consecutivo será realizada em Salvador. Além da malha aérea diversificada, a capital da Bahia é tida como um ‘centro cultural’ a céu aberto, oportunidade em que os jovens estudantes terão de conhecer um pouco mais da história do nosso país.

O evento começa na próxima segunda (04), com a chegada das delegações. No mesmo dia, como de praxe, haverá a reunião técnica entre o Time CBDE e os representantes dos estados para que sejam ajustadas as diretrizes do torneio. Já a partir de terça (05), começam efetivamente as disputas que nesta edição, serão realizadas no Complexo Esportivo do Centro Pan-americano de Judô, no município de Lauro de Freitas que faz divisa com Salvador.

E na tarde de ontem, ao vivo direto da sede da Federação de Esportes Estudantis do Rio de Janeiro (FEERJ), foi realizado o sorteio que definiu a composição dos grupos da competição.

Confira abaixo as chaves sorteadas, bem como a nota oficial e o regulamento geral da competição.

2019-09-20-Basquete-3×3-Regulamento_v4

2019-09-20-Nota-Oficial-Basquete-3x3_v2-1

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Sorteio do Basquete 3×3 será nesta quarta-feira (30); confira os detalhes

Por: Jesus Filho

Brasília – Atletas escolares de todas as partes do país irão disputar, em Salvador, a próxima edição do Brasileiro CBDE de Basquete 3×3. O evento reunirá estudantes de escolas públicas e privadas em mais uma grande festa do Desporto Escolar Nacional agitando a capital baiana. O torneio será realizado entre os dias 04 e 09 de novembro com transmissão ao vivo dos confrontos através dos canais de comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), nas redes sociais.

Um detalhe especial da competição é que ela serve como seletiva para o Mundial ISF da modalidade que ocorre em 2020 na Índia. Mas para carimbar o passaporte, primeiro a equipe precisa vencer a etapa nacional que este ano contará com competidores representantes de todos os estados do Brasil, tanto no masculino, quanto no feminino.

No último Mundial ISF de Basquete 3×3 realizado em Belgrado, na Sérvia, o Brasil ficou na 10ª colocação com a equipe feminina e, na 16ª posição, com o time masculino. Na oportunidade, a delegação brasileira foi composta por estudantes do Colégio Amorim, de São Paulo, que fizeram uma honrosa campanha na Europa.

E, nesta quarta-feira (30), no Rio de Janeiro, será realizado o sorteio que definirá os grupos do torneio. Você poderá acompanhá-lo ao vivo, através da fanpage oficial da CBDE no facebook, a partir das 16h (horário de Brasília).

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Salvador será a cidade sede do Brasileiro Escolar de Basquete 3×3

Por: Jesus Filho

Brasília – A capital baiana foi escolhida pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), para ser a cidade sede da próxima edição do Brasileiro Escolar de Basquete 3×3 que ocorre de 04 a 09 de novembro e promete fortes emoções. Entre os roteiros turísticos mais populares do país, além do fator hoteleiro e da malha aérea diversificada, pesou também o fato de o Governo do Estado, através da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), não só acreditar no esporte estudantil, como o de apoiar, nesta edição, o evento que promete atrair centenas de estudantes para as disputas.

Objetivando trabalhar em conjunto buscando o fortalecimento do esporte estudantil nacional, CBDE e Sudesb atuam afinadas em prol do segmento, promovendo juntas, o maior Brasileiro de Basquete 3×3 já realizado no Brasil. O evento credenciará os campeões da “Série Ouro” para o Mundial ISF da modalidade que ocorre em 2020, na Índia. Mas para conseguir o carimbo no passaporte, os estudantes primeiro precisam passar pela seletiva nacional que deve não só bater recorde de participantes, como também de superação.

Para Fernando Mabilbe, uma das personalidades mais respeitadas do basquetebol nacional, a seletiva este ano deve mostrar um alto nível técnico, fator que será preponderante no que se refere a participação brasileira na Índia.

– A expectativa é altamente positiva, sobretudo pelo fato do basquete 3×3 ter se tornado uma modalidade Olímpica. Por isso, iremos promover o maior brasileiro desta modalidade já realizado no Brasil, para que os estudantes possam competir em alto nível. Esclareço, ainda, que não só entendo a decisão de mudar a sede da competição do Rio Grande do Sul, para a Bahia, como desejo e, irei trabalhar, para que o evento seja um sucesso – revelou o professor que será um dos responsáveis técnicos do torneio em Salvador.

Técnico brasileiro no último Mundial disputado na Sérvia, o paulista, Márcio Izidro, experiente em torneios estudantis nacionais e internacionais, disse que a evolução do basquetebol brasileiro está atrelada ao trabalho que é realizado na base.

– O futuro de qualquer esporte começa na base. Por isso, as competições realizadas pela CBDE, no Brasil, são importantíssimas para que possamos continuar cada vez mais conquistando posições de destaque em âmbito internacional. Tenho certeza que a seletiva nacional será um sucesso, garantindo uma excelente participação verde e amarela na Índia ano que vem – sentenciou.

No último Mundial ISF de Basquete 3×3 realizado em Belgrado, na Sérvia, o Brasil ficou na 10ª colocação com a equipe feminina e, na 16ª posição, com o time masculino. Na oportunidade, a delegação brasileira foi composta por estudantes do Colégio Amorim, de São Paulo, que fizeram uma honrosa campanha na Europa.

Feliz pelo momento positivo ao qual atravessa o Desporto Escolar Nacional, Antônio Hora Filho falou com entusiasmo sobre a realização do 3×3 na Bahia. Segundo o presidente da CBDE, a expectativa, sobretudo após o anúncio da parceria com a Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), é de uma etapa nacional que proporcione uma experiência única para as delegações participantes.

Clique abaixo e veja a NOTA OFICIAL e o REGULAMENTO do Brasileiro Escolar de Basquete 3×3.

2019-09-20-Nota-Oficial-Basquete-3x3_v2-1

2019-09-20-Basquete-3×3-Regulamento_v4-1

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar