Estudantes-atletas ficam encantados com a beleza das Cataratas do Iguaçu

Por: Jesus Filho

Delegação de Israel no Dia Cultural durante o Mundial ISF de Voleibol – Foto: Felipe Carrapato/CBDE

Milhões de litros d’água em queda livre por segundo e novas histórias pra poder contar. Traduzir com os olhos as belezas naturais onde está localizado o Parque Nacional do Iguaçú, torna-se ainda mais difícil quando você é impactado ao ver uma das maravilhas do mundo em um dia pra lá de diferente na rotina dos adolescentes que participam do Mundial Escolar de Voleibol. 

Proposta pedagógica que entre os principais objetivos propõe o intercâmbio cultural entre os países participantes da competição, o ‘Dia Cultural’ é um dos momentos mais esperados pelas delegações que participam dos eventos nacionais da CBDE, e também dos internacionais promovidos pela ISF. 

Dia Cultural no Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Com direito a muitas selfies e expressões em diferentes idiomas, os estudantes fizeram questão de chegar bem pertinho da “Garganta do Diabo”, eixo final da ponte que conduz os turistas que visitam as Cataratas até a sua imponente e majestosa beleza natural. Isso sem contas os animais silvestres que a todo momento podiam ser percebidos como quatis, macacos de diversas espécies e pássaros que entoavam sons que tornaram o passeio ainda mais atrativo. 

Depois de retornarem ao hotel onde o Mundial ISF de Voleibol ocorre, os estudantes puderam provar um pouco mais da culinária brasileira em um ambiente preparado pelo Time CBDE exclusivamente para eles. A conhecida “Noite das Nações” contou com a distribuição de presentes entre as delegações e depois cada um deles pôde participar de apresentações de danças com músicas típicas de sua cultura. 

Estudantes na “Garganta do Diabo” aos pés das Cataratas do Iguaçu – Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Nesta sexta (24), as disputas recomeçam com a participação dos brasileiros em quadra. Por ser o país sede do mundial, o Brasil pôde inscrever duas equipes por gênero. Campeã brasileira, a escola de São Paulo, Campos Salles, forma a equipe A  na competição. Além dela, temos também estudantes-atletas oriundos das escolas paranaenses, São Vicente de Paula, e Associação Educacional e Assistencial Martin Luther, que originalmente compõe a equipe B do Brasil no evento.

Brasil estreia com vitórias e avança no Mundial ISF de Voleibol

Por: Jesus Filho

Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Carrapato/CBDE

A primeira fase do Mundial Escolar de Voleibol ficou marcada pelo alto nível das equipes que fazem desta uma das mais competitivas competições da história da ISF. Basta ver os placares apertados para perceber que as equipes desembarcaram no Brasil em busca de uma vaga no pódio. 

Nos dois primeiros dias de disputas, o Brasil seguiu essa mesma tendência. Representado por estudantes do Colégio Campos Salles, de São Paulo, o Time verde e amarelo não perdeu e segue invicto na competição. Os meninos passaram pela França sem dificuldades vencendo o confronto por 2 sets a 0. Ainda no masculino, o Time B do Brasil, formado por estudantes-atletas do Colégio São Vicente de Paula, do Paraná, venceu a Grécia, Argentina e Israel, com exibições técnicas e consistentes em quadra. 

Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Já as meninas da equipe A, enfrentaram e venceram a França, além de também conquistarem a vitória contra Israel. Já a equipe B, formada por alunas do Colégio Martin Luther, de Marechal Cândido Rondon, também no Paraná, venceram a Argentina, mas perderam para a Croácia e também para a equipe da Turquia, atual campeã mundial. 

Clique AQUI e confira o boletim completo com todos os resultados da competição até agora. 

Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Continue ligado nos canais oficiais de comunicação da CBDE, e não perca nenhum detalhe do Mundial ISF de Voleibol, evento realizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar, e pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE).

Assembleia Geral Extraordinária da CBDE é realizada no Paraná

Por: Jesus Filho

Assembleia Geral Extraordinária da CBDE – Fotos: Filipe Carrapato/CBDE

Entidades representativas do Desporto Escolar Brasileiro se reuniram na manhã desta terça-feira (21), em Foz do Iguaçu – PR, para a realização da Assembleia Geral Extraordinária da CBDE. O evento foi conduzido pelo presidente Antônio Hora Filho que teve a alegria de contar com a presença do presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar, Laurent Petrynka, que desembarcou essa semana no Brasil para acompanhar o Mundial ISF de Voleibol, na reunião. 

Durante o encontro, foram apresentadas novas inclusões no calendário esportivo da CBDE com a confirmação da participação brasileira em novos eventos internacionais. A grande novidade é o ‘She Run’, modalidade que estimula a participação do gênero feminino em competições esportivas em caráter de igualdade. 

Presidente da Federação do Desporto Escolar do Pará (FPDE), Gilson Pereira enalteceu a transparência como a CBDE atua e destacou a gestão por excelência realizada pela entidade no Brasil. 

– Temos no país um modelo de gestão que está entre os melhores do mundo. Reunir as federações para ampliar o diálogo institucional buscando alternativas para que o esporte escolar se fortaleça é de fundamental importância para o nosso sistema. 

Assembleia Geral Extraordinária da CBDE – Fotos: Filipe Carrapato/CBDE

Já o presidente da Federação do Desporto Escolar do Mato Grosso do Sul, Marcos Aguilhera, comemorou a participação do Brasil em novos eventos esportivos fora do país. Para o dirigente, a política institucional adotada pela CBDE no Brasil é fundamental na formação do cidadão.

– Aprovamos hoje a inclusão do Brasil em dois novos grandes eventos da ISF. Isso estimula as federações a trabalharem para que possamos ter representantes nesses eventos que marcam época e fazem a diferença na formação esportiva do nosso país. A maneira democrática como os assuntos são tratados coloca a confederação em um patamar de referência para todo o mundo. 

Assembleia Geral Extraordinária da CBDE – Fotos: Filipe Carrapato/CBDE

Com quinze representantes, Assembleia Geral Extraordinária da CBDE contou também com a participação de sua Comissão de Atletas. Liderados pela nadadora paraense, Ana Sofia Valente, o órgão compõe o conselho gestor da entidade e corresponde a ½ dos votos em assembleia. Ações que visam ampliar o espaço dos atletas na gestão do esporte escolar nacional. 

Mundial ISF de Voleibol é aberto com muito samba e alegria em Foz do Iguaçu

Por: Jesus Filho

Autoridades esportivas prestigiam a cerimônia de abertura do Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Carrapato

Delegações de vários continentes estão no Brasil para a disputa do Mundial Escolar de Voleibol. Na noite desta segunda-feira (20), ocorreu na Arena CBDE, montada dentro de um hotel de Foz do Iguaçú onde a competição acontece, a cerimônia que abriu oficialmente o evento. E como não poderia ser diferente, a alegria dos brasileiros contagiou o público que literalmente caiu no samba. 

O evento contou com a presença do presidente da CBDE, Antônio Hora Filho que fez questão de recepcionar o presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), Laurent Petrynka, e também o governador de la Província de Misiones, na Argentina, Oscar Herrera Huad. Além deles, diversas autoridades autoridades políticas, esportivas e acadêmicas também fizeram questão de prestigiar a cerimônia. 

Autoridades esportivas prestigiam a cerimônia de abertura do Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Sempre muito simpático, Laurent disse que a alegria do povo brasileiro “é imbatível”, destacando ainda a credibilidade do Time CBDE que mais uma vez realiza um evento internacional no Brasil. 

– Os brasileiros possuem uma imbatível alegria que nos faz sempre querer voltar. Estou muito feliz com a realização de mais um mundial aqui e quero destacar a excelente gestão que meu vice-presidente, Antônio Hora, faz à frente do esporte escolar nacional. 

Depois de declarar oficialmente aberto o mundial, o dirigente francês caiu no samba ao lado de Antônio Hora e dos estudantes-atletas que em cada sorriso pareciam não acreditar no momento ímpar que estavam vivendo. 

Delegações de várias partes do mundo disputam o mundial escolar em Foz do Iguaçú – Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Feliz com o que viu, o presidente da CBDE fez questão de salientar o árduo trabalho que é realizado para os resultados alcançados superem as expectativas esperadas. “Trabalhamos muito, lutamos muito para chegarmos até aqui. É a consolidação de um sistema. E como resultado é a satisfação dos estudantes-atletas que são os nossos protagonistas. Tudo que a CBDE faz é pensando em dar a melhor condição de participação dos nossos atletas. Nós temos a consciência que daqui do esporte escolar surgirão os próximos atletas Olímpicos e mesmo que muitos não sigam esse caminho, formarão uma sociedade mais preparada para a vida”, destacou Hora Filho. 

País sede no mundial escolar, o Brasil é representado por duas escolas, tanto no feminino, quanto no masculino. Grande campeão brasileiro, o Colégio Campos Salles, de São Paulo, forma a equipe A do Brasil no mundial. Já as escolas campeãs da Seletiva Paranaense, integram a equipe B tupiniquim na competição. Os times são compostos por estudantes-atletas dos colégios: São Vicente de Paula, da cidade de Nova Esperança, e também da Associação Educacional e Assistencial Martin Luther, do município de Marechal Cândido Rondon. 

Abertura oficial do Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Carrapato/CBDE

Acompanhe a cobertura completa de mais esse evento em nossos canais oficiais de comunicação. 

Estudantes se aquecem para o início do Mundial em Foz do Iguaçu

Por: Jesus Filho

O presidente da CBDE, Antônio Hora Filho, durante o congresso técnico do Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Pereira/CBDE

A baixa temperatura não intimidou os estudantes-atletas que vieram ao Brasil participar do Mundial Escolar de Voleibol. O evento acontece em Foz do Iguaçu – PR e conta com a participação de 14 países. Essa é a primeira vez que a Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), realiza um evento de voleibol no Brasil. 

Durante o congresso técnico que teve como objetivo ajustar os últimos detalhes para as disputas, o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, fez questão de dar boas-vindas aos participantes e agradecer a ISF pela confiança em trazer mais um evento internacional ao nosso país. 

– É uma imensa alegria recebê-los. Nossa equipe preparou tudo para que as delegações possam se preocupar, apenas, em competir. Agradeço ao presidente Laurent Petrynka e aos países filiados à ISF pela confiança depositada na realização de mais um evento internacional no Brasil, na certeza de que deixamos tudo pronto para que ele atenda a todas as expectativas. 

Antes da estreia as equipes puderam fazer o reconhecimento de quadra nos ginásios – Foto: Filipe Pereira/ CBDE

Por ser o país sede do mundial, o Brasil pôde inscrever duas equipes por gênero. Campeã brasileira, a escola de São Paulo, Campos Salles, forma o time principal na competição. Além dela, temos também estudantes-atletas oriundos das escolas paranaenses, São Vicente de Paula, e Associação Educacional e Assistencial Martin Luther. 

A estreia verde e amarela será nesta terça (21). O “Brasil B”, masculino, enfrenta a Grécia, às 9h. Já pelo feminino, pega a Turquia às 10h30, e às 16h30, ainda pelo feminino, a Argentina. Enquanto isso, o “Brasil A”, masculino, joga contra a Croácia, às 13h30, e com a França, às 18h, fechando assim o primeiro dia de disputas. 

Os jogos são abertos ao público e ocorrem simultaneamente em três ginásios:

  • Costa Cavalcanti 
  • Arena CBDE, Hotel Bourbon
  • Ginásio da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB)

Clique AQUI e confira o boletim completo com as informações e não deixe de conferir a cobertura especial do evento acessando os nossos canais oficiais de comunicação. 

Delegações chegam à Foz do Iguaçu para a disputa do Mundial ISF de Voleibol

Por: Jesus Filho

Equipe de estudantes-atletas da Croácia fazendo o reconhecimento de quadra – Foto: Filipe Pereira/CBDE

A Federação Internacional do Desporto Escolar – ISF, realiza entre os dias, 19 e 27 de junho, o Mundial Escolar de Voleibol. O evento acontece pela primeira vez no Brasil, na turística cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná. Ao todo, serão estudantes-atletas de 16 países que buscam o título mundial e irão viver a emoção de representar escolas de vários continentes em uma competição internacional. 

País sede do evento, o Brasil será representado por duas escolas, tanto no feminino, quanto no masculino. Grande campeão brasileiro, o Colégio Campos Salles, de São Paulo, forma a equipe A do Brasil no mundial. Já as escolas campeãs da Seletiva Paranaense, integram a equipe B tupiniquim na competição. Os times são compostos por estudantes-atletas dos colégios: São Vicente de Paula, da cidade de Nova Esperança, e também da Associação Educacional e Assistencial Martin Luther, do município de Marechal Cândido Rondon. 

Os confrontos que começam na próxima segunda-feira (19), serão disputados em 3 ginásios. No Costa Cavalcanti, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), e na Arena CBDE, montada dentro do Centro de Convenções do Hotel Bourbon, onde as delegações estão hospedadas. 

Sorteio define os grupos da competição

O sorteio dos grupos definiu a composição do chaveamento do Mundial ISF de Voleibol – Foto: Filipe Pereira/CBDE

Neste sábado (18), além da chegada das delegações, ocorreu também o sorteio que definiu o chaveamento dos grupos formados pelas equipes que participam do evento. Pelo masculino, o “Brasil A”, ficou no grupo D, ao lado de França e Croácia. Já o “Brasil B”, no grupo C, acompanhado da Grécia, Israel e da ‘hermana’, Argentina. 

Pelo feminino, o “Brasil A”, figura no grupo B, composto pela França e Israel. Já o “Brasil B”, se mantém no grupo A, formado pela Turquia, Croácia e Argentina. 

Realizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), e pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), o Mundial Escolar de Voleibol será transmitido ao vivo através do nosso canal no youtube. A bola rola a partir desta segunda-feira (20), e todos os detalhes da competição que começa agitar Foz do Iguaçu, você acompanha nos nossos canais oficiais de comunicação.

Brasil vence Letônia e conquista ouro no vôlei de praia masculino

O Brasil conquistou na tarde desta sexta-feira (20), a medalha de ouro do voleibol de praia masculino da Gymnasiada 2022, na Normandia, ao vencer a dupla da Letônia por 2×1, de virada, com parciais de 18×21, 22×21 e 15×12. A vitória brasileira veio no terceiro set, o set desempate.

A dupla brasileira foi formada por Guilherme e Henrique. Gustavo ficou como reserva nesse jogo decisivo. A dupla campeã mora, treina e joga no Paraná.  

O Brasil começou muito mal. Perdeu o primeiro set por 21 x 18, isso depois de chegar ao empate em 11×11 e ultrapassar os lituanos em 12×11. Chegou a colocar 15×14. Mas a partir daí, a dupla brasileira se desequilibrou, tentou corrigir os erros, porém a Letônia cresceu fechou o set em 21 x 18.

No segundo set, o Brasil voltou um pouco melhor, equilibrou o jogo chegou ao empate em 18×18 e fechou o set em 22×21. No set desempate, o Brasil chegou a estar perdendo por 12×11, mas conseguiu virar o placar e venceu por 22×21, depois de empatar em 18×18. O Brasil fechou o segundo set em 22×21, levando a partida para o set desempate e venceu por 15×12.

Foi uma partida duríssima, porque a equipe da Letônia mostrou muita capacidade, um boa técnica e o Brasil para chegar à vitória de virada, contou com o apoio da torcida. Os brasileiros se fizeram presente nas arquibancadas, montadas nas areias da praiade Deauville torceram e incentivaram a dupla do Brasil, principalmente nos momento de mais dificuldades. Depois foi só comemorar a conquista de mais uma medalha de ouro para o Brasil.

Henrique e Guilherme comemoraram a difícil vitória que valeu a medalha de ouro em um jogo quase perdido.

Para Henrique, essa é a primeira conquista internacional da dupla e a medalha de ouro representa o resultado de muita luta e muito trabalho.

– É a minha primeira competição representando o Brasil em nível internacional e, ganhar a medalha de ouro é a conquista de um sonho. Estou muito feliz, muito emocionado, ainda com adrenalina lá em cima. Estou muito feliz pelo resultado. Muito feliz pelo meu desempenho, pelo desempenho da equipe, pelo trabalho que a gente fez e tudo em prol dessa competição. A gente está muito feliz e ofereço essa medalha de ouro à minha família, que fez um grande sacrifico para estar aqui. Eles vieram me acompanhar aqui de pertinho.Muito feliz em poder contar com eles aqui – disse o Henrique, ainda emocionado com a conquista.

Outro que não conteve a alegria foi oGuilherme, que lutou do início ao fim pela vitória e comemorou demais. Para ele a medalha foi muito importante pois pode ser a arrancada para outras conquistas.

– Essa vitória representa muito na minha carreira. Há três anos estava disputando o mundial na Itália, acabei caindo na semifinal. Fiquei em quarto lugar, mas trabalhei durante três anos e consegui. É uma vitória da equipe, de toda a galera de Maringá. Temos que agradecer a presença da torcida, o apoio do torcedor brasileiro foi muito importante. Ofereço essa medalha à minha família, agradecido pelo apoio recebido – disse Guilherme.

Para o presidente Antônio Hora, foi uma vitória maiúscula, muito importante, que representa a raça e a garra do brasileiro, que se supera nos momentos mais difíceis.

– O Brasil finalizar essa partida com uma virada histórica. A outra equipe perfeita em todos os detalhes, mas o Brasil tem raça. Os meninos do Brasil nos momentos de dificuldades, eles conseguem tirar de onde não tem. Os meninos estão de parabéns – comemorou o presidente Antônio Hora, vibrando com mais uma medalha de ouro para o Brasil.  

Texto: Givaldo Batista

Fotos: Jorge Henrique 

Brasil conquista troféu fairplay da Gymnasiade 2022

As conquistas do Brasil na Gymnasiade 2022 na França, não se refletem apenas, nas quadras, piscinas e pistas. Elasacontecem também fora dos gramados, fazendo com que o pais seja hoje uma grande potência e um dos mais importantes no desporto escolar mundial. O Brasil é o top 3 do ranking da ISF e, pretende deixar a Normandia com o primeiro lugar no ranking da International School Sport Federation (ISF).

Nesta quarta-feira (18), dia dedicado à confraternização dos atletas, aconteceu o Dia Cultural, um dia dedicado ao conhecimento da história, do folclore, da culinária e tradições dos pais anfitrião, seguido da Noite das  Nações.

Na oportunidade, o Brasil foi premiado com o troféu Fairplay. Trata-se de uma premiação destinada aquela delegação mais simpática, aquela que recebe mais atenção dos demais participantes. O título foi muito bem recebido pelos brasileiros. A premiação se transformou em um momento de festa e muita emoção. Os brasileiros fizeram uma comemoração digna de uma grande conquista.

Memorial da Segunda Guerra

O quarto dia da Gymnasiade na Normandia, começou com a visita de todas as delegações, ao Memorial da Segunda Grande Guerra Mundial. Um conjunto de beleza arquitetônica incomparável,  na cidade de Caen, monumento que retrata o heroísmo de soldados dos países aliados e presta homenagem às tropas aliadas que desembarcaram nas praias da Normandia, em 06 junho de 1944 e aos heróis da Segunda Guerra que impediram o avanço dos nazistas. Uma viagem ao passado.

A conquista enche de orgulho a todos integrantes de delegação brasileira e quem expressa esse sentimento é o CEO da CBDE, Luís Delfino. Para Luís Delfino, o troféu fair-play representa o mesmo que uma conquista na quadra, na piscina ou na pista.

O prêmio fair-play é baseado em fatores de comportamento e valores. Ser campeão do troféu fair-play é sem tamanho, esse valor que hoje nós temos aos olhos do mundo. Mostra que o Brasil trabalha. A meta do desporto escolar foi atingida com êxito. O presidente Antônio Hora, quando distribuiu seus valores no Planejamento Estratégico, um dos pilares foi o fairplay. Hoje estamos alcançando uma das metas propostas pelo nosso presidente e tudo isso para nós hoje é motivo de grande festa – comemorou Luís Delfino.

Ninguém mais para vibrar e se emocionar com essa conquista do que o próprio presidente Antônio Hora Filho. Na sua fala, ele não conteve a emoção não pode esconder os olhos lacrimejantes e a voz embargada.

O Brasil é a segunda nação no coração de todos que participam da Gymnasiade, aqui na Normandia. E essa delegação que nós trouxemos, angariou a simpatia e o carinho de todos. O Brasil além de ser o maior e o mais forte com a conquista de muitas medalhas é também o mais querido. Então, o troféu fairplay, para CBDE e para todo o Brasil tem um significado muito grande, muito maior que o quadro de medalhas, ao final da competição. Isso significa dizer que estamos cumprindo o papel de pregar a paz, a união, a tolerância, contribuindo para a formação da cidadania desses jovens e na construção de um mundo melhor para se viver – comemorou Antônio Hora.

No jantar de confraternização, oferecido pelo presidente da CBDE, aos membros, oficiais da delegação e convidados, contou com a presença do Secretaria Nacional de Esportes, Marcelo Magalhães  a quem Antônio Hora apresentou e repassou  o troféu, como forma de agradecimento, a tudo que o secretário Marcelo Magalhães, tem feito pelo desporto escolar no Brasil.

A competição na Região da Normandia prossegue até o próximo sábado (21), com a disputa de 20 modalidades esportivas. O Brasil briga por medalhas em 18 modalidades e no momento lidera o quadro de medalha. O pais que hoje é o terceiro no ranking da ISF, tem tudo para deixar a Normandia como o número um do desporto escolar mundial.    

Texto: Givaldo Batista

Foto: Jorge Henrique        

Presidente da CBDE, Antônio Hora Filho é eleito vice-presidente da ISF

Em eleição das mais concorridas, realizadanesta terça-feira (17) em Deauville, durante a Assembleia Geral Ordinária da International School Sport Federation (ISF), o presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, foi eleito vice-presidente da entidade internacional.

A entidade presidida pelo francês Laurent Petrynka, tem agora como vice-presidentes, o marroquino Youssef Belqsami, o chinês Ailong Zhang e o brasileiro Antônio Hora Filho, que concorreu com representantes da China, Marrocos, Grécia, Peru e Ucrânia. De um universo eleitoral de 84 votos, Antônio Hora obteve 54 indicações, ficando com a terceira colocação. Youssef Belsqasmi, do Marrocos foi o mais votado,seguido do Ailong Zhang, da China.

No seu discurso de apresentação, quando solicitou o apoio dos presidentes, Antônio Hora destacou o profícuo trabalho realizado à frente da CBDE. Para isso ele contou como apoio dos pares de diretoria, especialmente o vice presidente Robson Aguiar, seu braço direito na entidade e que,com disposição e apoio do seus colegas presidentes, pretende fazer um trabalho profícuo de auxilio e apoio ao presidente Laurent Petrynka.

Antônio Hora que demonstrava um senso de gratidão pelos votos recebidos, disse que a partir de agora a responsabilidade como gestor de uma entidade tão importante,aumenta mais ainda.

– Estou muito envaidecido, muito orgulhoso. Mas sobretudo, com uma responsabilidade muito grande, porque agora não represento apenas o Brasil. Represento o mundo. Temos uma missão que é fazer com que jovens, crianças, de todos os países, de todos os continentes tenham a oportunidade de participar de uma atividade esportiva saudável. Nós já estamos implementado isso no Brasil,através da política da CBDE. Mas agora a responsabilidade aumenta, porque temos que pegar o case de sucesso do Brasil, da CBDE e expandir para todo o mundo- explicou Antônio Hora.

Sobre a eleição ele disse que foi uma votação muito expressiva. De um total de 84 votos possíveis, Antônio Hora obteve 54, o que expressa a relação de amizade e respeito que ele detém entre os presidentes de entidades de cada país. O presidente da CBDE concorreu ao cargo com adversários fortes como os presidentes do México, da China, Marrocos, Grécia, Peru e Ucrânia. Além do brasileiro, foram eleitos os presidente do Marrocos, o mais votado e ainda o da China, que obteve o segundo lugar na preferência dos eleitores.

– Foi uma votação muito expressiva, porque a América tem apenas dez votos de uma relação de 84. Então, se obter mais de 50 votos saindo apenas com dez do seu continente, a gente demonstra que o mundo reconhece no Brasil, a importância do nosso caminho no desporto escolar mundial. Eu estou muito feliz e muito grato a todos que ajudaram- concluiu o presidente Antônio Hora Filho.        

 Texto: Givaldo Batista 

Fotos: Jorge Henrique

Delegação do Brasil recebe o carinho do povo de Deauville na abertura da Gymnasiade 2022

Depois do desembarque e do credenciamento dos atletas, o desfile das delegações, marcou abertura oficial da Gymnasiade 2022, na cidade de Deauville,na França. O Brasil com a maior delegação da competição, recebeu o carinho do povo e por onde passava, era bastante aplaudida. O Brasil foi a delegação recebida e aplaudia com muito carinho e entusiasmo. Uma festa nunca vista nas ruas da pequena cidade francesa, com pouco mais de 3 mil habitantes.

Aos gritos de Brasil, Brasil, Brasil, o povo de Deauvill recebeu nossa delegação. Osatletas respondiam com um sorriso nos lábios e acenos entusiasmados, o carinho recebido. Para os brasileiros, era uma verdadeira festa. Cultura e idiomas diferentes. Tudo isso se transformou em motivo de alegria para a juventude brasileira, presente em Deauville.

Presidente da delegação do Brasil na Gymnasiade 2022, o ex-presidente da CBDE, Sérgio Rufino falou sobre a participação do Brasil na competiçãoescolar:

– Mais uma Gymnasiade na história do esporte escolar do Brasil.  Trouxemos a maior delegação. Isso é importante para a consolidação do esporte escolar no Brasil e no mundo, através da ISF. Estou muito satisfeito em chefiar essa delegação, que é de grande relevância, para as escolas no Brasil, para a CBDE, para todos os jovens do Brasil. É o nome do esporte escolar do Brasil em uma competição tão importante – avaliou Sérgio Rufino.

Depois do desfile de abertura, a concentração aconteceu no auditório do Centro de Convenções de Deauville. Na oportunidade, o prefeito de Deauville deu as boas-vindas aos participantes da Gymnasiade 2022.

‘’ Deauville recebe todos vocês de braços abertos. Lutamos para que nossa cidade promovesse a Gymnasiade 2022, que é a maior competição escolar do mundo. Agora, queremos proporcionar, não só uma boa estadia, mas desejar que vocês aproveitem as belezas e benefícios, que essa cidade pode oferecer a todos os participantes. Já vivemos a festa do desfile de aber3tura. Agora vamos nos preparar para as competições que começam nesta segunda-feira. Sois le bienvenu”, finalizou o prefeito em bom francês.

Na oportunidade falou também o presidente da International School Federation (ISF),Laurent Petrynka, que destacou a realização do vento em solo francês, enfatizando os objetivos principais da Gymnasiade.

“Essa é a maior competição escolar do mundo. E aqui na França, estão os maiores nomes do esporte nessa faixa etária que vai dos 15 os 18 anos. Uma boa competição para todos vocês é o que eu desejo de coração”, disse Petrynka.

Na oportunidade, o presidente da ISF anunciou o próximo pais que vai promover a Gymnasiade 2024. A competição vai acontecer no Bahrein. Depois do anúncio, Petrynka passou a bandeira da entidade para o ministro do esporte do Bahrein. A solenidade foi encerrada com a exibição de um vídeo institucional, mostrando as conquistas esportivas do Bahrein, nas diversas competições mundiais, com a participação daquele país.  

Texto: Givaldo Batista 

Fotos: Jorge Henrique