Autoridades do mundo político e esportivo se reúnem na capital federal para definir o retorno dos JEBs

Por: Jesus Filho

Brasília – Na manhã desta quinta-feira (24), a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) em parceria com  a Secretaria Especial de Esporte, órgão vinculado ao ministério da Cidadania, promoveu na capital federal, a primeira reunião de trabalho que definiu o pontapé inicial para a realização dos Jogos Escolares Brasileiros, carinhosamente conhecido como “JEBs”. O evento contou com a participação de autoridades esportivas, políticas e acadêmicas que iniciaram um amplo diálogo sobre as ações que serão estabelecidas após o encontro.

O anúncio de retorno dos jogos foi feito pelo próprio secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães, em julho deste ano, ocasião em que ele informou que o torneio será realizado entre a secretaria e a CBDE, gerando uma expectativa positiva no retorno dessa competição que durante muitos anos foi celeiro na descoberta de grandes nomes para o esporte nacional fazendo parte na vida de milhares de atletas.

– Vamos continuar trabalhando em conjunto para construir relevância no desporto escolar educacional. O nosso compromisso, alinhado ao pensamento do ministro Onyx e do presidente Bolsonaro, é de fortalecer o segmento dando a base esportiva do nosso país a posição de destaque que ele merece.  

Recepcionado pelo presidente Antônio Hora Filho, o secretário Magalhães chegou ao lado de seu adjunto, André Alves, e do deputado federal, Eduardo Bolsonaro que enalteceu a agenda de resgate de tudo aquilo que, segundo ele, faz a diferença no futuro do esporte.

– A secretaria é enxuta e não conseguiria fazer um trabalho grandioso de nível nacional se não tivesse a CBDE vindo junto, se complementando, organizando na esfera estadual e depois na nacional, os Jogos Escolares Brasileiros. Parabéns a Confederação, e vamos colocar a juventude para praticar esporte, pois faz bem para a saúde e quem sabe surja um talento que possa nos trazer ainda mais alegrias no futuro.

A competição será realizada entre estudantes de 12 a 14 anos que irão buscar uma vaga para o Campeonato Sul-Americano Escolar, previsto para ser realizado no Brasil, em dezembro de 2021. Durante sete dias, as disputas prometem agitar a capital carioca, aquecendo a economia e deixando mais um legado esportivo para o Estado do Rio de Janeiro.

Ao todo, serão dezessete modalidades esportivas disputadas simultaneamente por 7.500 atletas escolares. Além disso, mais de 8 mil passagens aéreas serão destinadas para as delegações. Desse montante, 1.350 serão para treinadores, 400, para árbitros e outras 400 estão destinadas para os delegados.

Na premiação, serão 140 troféus e mais de 2 mil medalhas. Todo o evento será transmitido ao vivo, para todo Brasil, em mais de 180 horas de transmissão em nossos canais de comunicação.

Cidade sede

O presidente da CBDE, Antônio Hora Filho, durante a sua apresentação na reunião de trabalho, divulgou que o Rio de Janeiro será a cidade sede da competição. Polo turístico que carrega em sua história a realização dos Jogos Olímpicos de 2016, a cidade maravilhosa utilizará os equipamentos do legado Olímpico na realização do torneio.

Feliz com o anúncio, o secretário de estado de Esportes do Governo do Rio de Janeiro, Felipe Bornier, garantiu se empenhar para que o evento seja um sucesso.

– É um momento muito importante motivo de grande felicidade para o nosso estado. Tenho certeza de que a população carioca receberá esse evento muito bem. Vamos juntos construir um calendário positivo fazendo com que esse evento retorne ainda maior. Agradeço a oportunidade que a CBDE nos deu, bem como todo o apoio do Governo Brasileiro, através da secretaria Especial do Esporte. Vamos trabalhar, organizando, planejando, para que essa vontade de fazer com que esse evento se transforme em um sucesso se torne realidade.

JEBs 

Os Jogos Estudantis Brasileiros (JEBs) foram a primeira competição de cunho escolar de abrangência nacional. Criada em 1969 pela antiga divisão de Educação Física do Ministério da Educação e Cultura, a primeira edição dos jogos foi disputada na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro.

Em 1976, em consonância com a Lei nº 6.251 de 1975 e com o Decreto 80.228 de 1977, os Jogos Estudantis Brasileiros dividiram-se em esporte escolar e universitário. Assim nasceram os Jogos Escolares Brasileiros (JEB´s), que se tornaram referência nacional até o ano de 2004.  As competições possibilitaram aos atletas escolares a oportunidade de vivenciar um intercâmbio esportivo nacional, onde colocaram em prática os valores e o espírito esportivo. 

Entre os objetivos dos JEBs estavam: fomentar a prática do esporte escolar com fins educativos, possibilitar a identificação de talentos esportivos nas escolas; contribuir para o desenvolvimento integral do aluno como ser social, autônomo, democrático e participante, estimulando o pleno exercício da cidadania por meio do esporte; e garantir o conhecimento do esporte de modo a oferecer mais oportunidade de acesso à prática do esporte estudantil. 

Fotos: Paulo Pestana e Francisco Medeiros

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE isenta escolas da rede pública de ensino do pagamento de taxas e anuidade para as suas seletivas

Por: Jesus Filho

Brasília – Visando estabelecer uma política esportiva que continue destinando recursos para ações prioritárias do Desporto Educacional, por determinação do presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antonio Hora Filho, buscando proteger e incentivar as manifestações desportivas de criação nacional, com ênfase no desenvolvimento da pessoa e seu preparo no exercício da cidadania, a partir de agora, as escolas da rede pública de ensino de todo país estão isentas das taxas e anuidades para que seus alunos possam participar das seletivas estaduais e nacionais promovidas pela CBDE ou suas federações filiadas.

A decisão do presidente beneficia milhares de escolas públicas que a partir de agora poderão fazer sua inscrição em nossos torneios sem nenhum custo. A ação contempla todas as competições estaduais e nacionais, buscando não só o incentivo à prática esportiva na escola pública, como também, o fortalecimento da base educacional de nosso país.

Clique AQUI e confira a portaria.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Federações escolares criam desafios virtuais para estimular atletas escolares na quarentena

Por: Jesus Filho

Brasília – A pandemia causada pela Covid-19 no Brasil fez que com que o esporte estudantil se adequasse a esse novo momento. Com a orientação das autoridades brasileiras de saúde para que o distanciamento social se tornasse um hábito em nosso dia a dia, ficar em casa passou a ser fundamental para que esse momento de incertezas pudesse logo ser superado.

Em tempos onde a tecnologia muda a rotina das pessoas a cada momento, potencializar a autoestima do atleta escolar foi o grande desafio tanto dos pais, quanto dos técnicos durante a quarentena. Com um calendário repleto de atividades suspenso, as atividades on-line andam fazendo a diferença na rotina dos estudantes.

Com a utilização dos recursos oriundos do Programa de Apoio às Federações (PAF), subsidiado pela CBDE, entidades filiadas em todo país iniciaram uma série de atividades on-line que visam estimular os atletas escolares nessa pandemia. Com a necessidade de se ficar em casa seguindo o isolamento social, as disputas podem ser remotas, mas os desafios são inúmeros.

Craques de embaixadinhas ou de habilidades do basquetebol e até do próprio xadrez e do handebol estão fazendo sucesso nas redes sociais. Além deles, movimentos de artes marciais e votações por preferência de modalidades seguem ditando moda nessa quarentena. Tudo isso para que a base esportiva de nosso país possa cada vez mais mostrar o seu talento, sem correr nenhum risco.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Federação Internacional do Desporto Escolar adia Gymnasiade para 2021

Por: Jesus Filho

Brasília – A maior competição escolar do mundo prevista para acontecer este ano, na cidade de Jinjiang, na China, foi adiada para outubro do ano que vem. Seguindo as orientações das autoridades mundiais de saúde, a Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), tomou a decisão em conformidade ao que se era esperado, tendo em vista o aumento dos casos de coronavírus em diversos países.

Com a alteração em seu calendário esportivo em razão da pandemia, a CBDE também teve que se adaptar adiando para o próximo ano a seletiva que realizaria este ano para o mundial. O evento, que promete reunir milhares de atletas escolares que sonham com a vaga na Gymnasiade ocorrerá também em 2021.

Entre as principais potências esportivas do mundo, o Brasil segue fazendo bonito na Gymansiade. Em Brasília, os brasileiros subiram ao pódio conquistando a 3ª posição geral, em 2013. Na Turquia, em 2016, a delegação brasileira atingiu a primeira colocação geral conquistando 128 medalhas, entre elas: 57 de ouro, 32 de prata e 39 de bronze. Já no Marrocos, em 2018, o país ficou com a terceira colocação com 86 medalhas, sendo 27 ouros, 26 pratas e 33 bronzes. A primeira colocada da Gymnasiade 2018 foi a Ucrânia, com 104 medalhas, seguida pelo Marrocos, país-sede, com 87 medalhas.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Comissão de Atletas da CBDE nomeia Comitê Gestor Eleitoral para a próxima eleição

Por: Jesus Filho

Brasília – Seguindo as regras de compliance em conformidade com seu estatuto social, a Comissão da Atletas da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), nomeou um Comitê Gestor Eleitoral que irá organizar as ações da eleição que vai definir os novos integrantes da comissão de atletas da entidade para o quadriênio de 2022 a 2026. A escolha dos novos representantes dos atletas será realizada durante os eventos esportivos promovidos pela entidade no próximo ano.

O comitê é composto por Silmara Furtado, e Sérgio Rufino, membros da atual comissão. Além deles, o advogado Breno Porto, membro da comissão de ética da CBDE completa o time. Segundo Dhiesi Ebert Bolsanello, presidente da comissão de atletas da entidade, a formação do órgão irá garantir a regularidade e viabilidade da realização do próximo pleito.

– Seguimos atuando para que as ações da Comissão de Atletas da CBDE possam seguir a transparência que é exigida. A formação de um comitê para regular o processo eleitoral é um marco da democracia do esporte estudantil nacional. Isso revela o comprometimento não só da comissão, como dos gestores esportivos da confederação pelo bem comum. Vamos trabalhar cada vez mais para que os atletas possam ter seus direitos e deveres assegurados visando fortalecer o segmento no país.

Com a eleição prevista para ser realizada no próximo ano, a comissão de atletas vem se reunindo na sede da CBDE, na capital federal, para tratar não só das etapas eleitorais como da elaboração dos documentos necessários para a publicação do edital de chamada dando publicidade a eleição da comissão. Um dos pontos principais, é a formatação da minuta do cronograma de atividade eleitoral que será apreciado pelo novo comitê formado que, em conjunto com o edital, será aprovado pelo órgão e apresentado à comissão de atletas.

O processo está sendo desenvolvido entre a Coordenação de Governança e Processos da CBDE, que tem a analista Anne Affiune como titular, em parceria com a presidência da comissão de atletas da entidade.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Secretário de Esporte, Lazer e Juventude de Alagoas visita sede da CBDE em Brasília

Por: Jesus Filho

Brasília – O secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude de Alagoas, Charles Hebert, esteve na manhã desta quarta-feira (23), na sede da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), em Brasília.  A visita acontece um dia antes da reunião entre os secretários estaduais de Esporte promovida pela confederação na capital federal, oportunidade em que serão discutidas as ações que irão ser tomadas em relação ao retorno dos Jogos Escolares Brasileiros (Jeb’s), que serão realizados pela CBDE, em parceria com a Secretaria Especial do Esporte, órgão vinculado ao Ministério da Cidadania. 

Recepcionado pelo presidente Antônio Hora Filho, Hebert andou pelas instalações da entidade ao lado do CEO, Luiz Delphino. Simpático, o secretário cumprimentou funcionários e fez questão de enfatizar a importância do trabalho feito pela entidade na formação do cidadão de bem. 

– Estou impactado com o trabalho de excelência realizado pela CBDE no Brasil. Ver a alegria de um aluno que vai representar sua escola nos torneios que vocês realizam, tornou-se algo comum em Alagoas. Por isso, fiz questão de não só vir conhecer sua sede institucional, como também de dar um abraço no meu amigo Antônio Hora que faz uma gestão modelo de transparência e respeito pela coisa pública. 


Após conhecer as instalações da CBDE, Charles se reuniu com o presidente Hora em seu gabinete junto de sua comitiva formada pelo Superintendente de Esporte e Inclusão Social, Wagno Luiz Godez, e também pelo Superintendente do Estádio Rei Pelé, Thiago Bonfim. Depois do encontro, que também contou com a presença do presidente da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais (FEEMG), Éverson Ciccarini, as autoridades posaram para as fotos e se comprometeram a trabalhar em conjunto pelo fortalecimento o Desporto Escolar Nacional. 


Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar 

Secretaria Especial do Esporte terá cadeira permanente no Conselho de Administração da CBDE

Brasília – A secretária Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis) da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Fabíola Molina, será a representante da pasta nas reuniões do Conselho de Administração da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE). 

O convite para que a Secretaria Especial do Esporte indicasse um representante para compor o conselho foi feito nesta quarta-feira (26.08), por meio de ofício assinado pelo presidente da CBDE, Antônio Hora Filho. 

Para o secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães, a proposta da CBDE, além de inovadora, é importante, pois sinaliza uma aproximação mais estreita entre o poder público e a entidade que rege o esporte escolar brasileiro. 

“Recebemos esse convite com muita satisfação. Trata-se de uma iniciativa que sinaliza para as outras confederações que o governo tem que estar próximo. Isso dá mais solidez a todo o processo. O que a CBDE fez foi dar uma cadeira para o governo em seu Conselho de Administração e isso reforça como a gestão da entidade está comprometida com as parcerias e com a boa aplicação dos recursos públicos que recebe”, afirmou Marcelo Magalhães. 

“Essa iniciativa surgiu da necessidade que a sociedade impõe de que as entidades esportivas sejam cada vez mais transparentes e que tenham boas práticas de gestão”, explicou Antônio Hora Filho.  “Considerando que a Secretaria Especial do Esporte é o órgão máximo do esporte no Brasil, queremos abrir nosso Conselho Administrativo para que a Secretaria tenha um representante, em caráter permanente, de modo que tenhamos mais subsídios e também para demonstrar para a nossa sociedade que a CBDE preza por valores rígidos de transparência, boa gestão e boas práticas de governança, principalmente porque recebemos recursos públicos”, prosseguiu o presidente da CBDE. 

Desde que tomou posse, no final de abril, uma das prioridades de Marcelo Magalhães tem sido o fortalecimento do esporte escolar. No fim de julho, o secretário, após acordo firmado com Antônio Hora Filho, anunciou o retorno dos Jogos Escolares Brasileiros – JEB´s, tradicional competição estudantil iniciada no país na década de 1970 e que foi disputada até 2004, tendo revelado nesse período diversos atletas de destaque do Brasil. 

Os JEB´s serão retomados em 2021 e valerão como seletiva para os Jogos Sul-Americanos Escolares, que serão disputados no Brasil no final do ano que vem. Voltada para estudantes de 12 a 14 anos, os Jogos Escolares Brasileiros serão realizados por meio de uma parceria entre a Secretaria Especial do Esporte e a Confederação Brasileira do Desporto Escolar. 

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar / Secretaria Especial do Esporte – Ministério da Cidadania

Ministra Damares Alves se reúne com membros da CBDE em Brasília

Por: jesus Filho

Brasília – Ao lado do vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), Robson Aguiar, o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, se reuniu hoje, no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, com a ministra Damares Alves. Na pauta, além de diversas ações conjuntas entre a confederação e o ministério, por iniciativa da ministra, a CBDE foi convidada para participar do programa “Integra Brasil”.

Com foco na promoção de ações que buscam prevenir à violência doméstica e nos estádios, durante os jogos de futebol, o programa estimula o enfrentamento as violações dos direitos humanos. Além disso, pretende auxiliar na redução de violações de direitos das crianças e dos adolescentes, na redução da discriminação racial, na redução da violência contra a mulher, na promoção da igualdade de oportunidades e na promoção do esporte para pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade social.

Durante o encontro com a Ministra, o presidente Hora foi convidado a participar do programa com a missão conjunta de estimular o futebol feminino escolar no país. A ação visa fortalecer a modalidade desenvolvendo projetos que possam contribuir para o crescimento da atividade no país.

O encontro contou também com a presença do secretário Especial do Esporte, Marcelo Magalhães, de seu subsecretário, André Aves, e da Secretária Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), Fabíola Molina.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Circuito nacional de fóruns estaduais do desporto escolar agita o país

Por: Jesus Filho

Brasília – Seguindo as orientações das autoridades brasileiras de saúde não só a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), como todas as entidades esportivas e de outros segmentos do país, em razão dos desdobramentos provocados pela pandemia causada pela covid-19 no planeta, tiveram que suspender ou cancelar todas as suas atividades. Por esse motivo, uma onda de “lives” tomou conta das redes sociais e o Desporto Escolar não poderia ficar fora dessa.

Com a proposta de promover um amplo diálogo nacional sobre os avanços do segmento projetando suas perspectivas para o que virá após a pandemia, por iniciativa da CBDE, entidades filiadas em todo país contempladas pelo Programa de Apoio às Federações (PAF), estão realizando fóruns estaduais em um grande circuito nacional que está agitando os estados brasileiros.

A primeira federação a realizá-lo foi a de São Paulo (FEDEESP), evento que, como todos os demais contou com a presença do presidente da CBDE, Antônio Hora Filho, além de outras autoridades esportivas e políticas que deram o pontapé inicial ao projeto. Desde então, o evento tornou-se parte importante do desporto nacional e a cada semana, pelo menos duas, das vinte e sete entidades representativas espalhadas em todo país, promovem, em seus estados, um encontro diferente.

Democrático e importante para o fortalecimento do esporte estudantil nacional, os fóruns contam ainda com a participação de secretários de esporte que apresentam detalhes sobre os esforços que são realizados em suas regiões para desenvolver a prática esportiva nas escolas.

Feliz com a abrangência e com a audiência expressiva que cresce a cada semana, o presidente Antônio Hora Filho comentou o momento histórico que a humanidade passa e revelou a sua esperança de que logo tudo isso passe para que posamos estar juntos novamente promovendo cada vez mais o esporte nacional.

– Aqui, o trabalho não para! Nossas federações filiadas estão dando um show no Circuito Nacional de Fóruns Estaduais do Desporto Escolar e nós continuaremos dando todo apoio, através do PAF, para que o tema seja cada vez mais difundido no Brasil. Vivemos um novo momento onde tivemos que nos adaptar, mas seguimos construindo relevância na base esportiva de nosso país. Vamos continuar seguindo o distanciamento social para que em breve possamos estar juntos novamente. O momento requer cuidados, é verdade, mas também esperança e muita fé.

Na agenda dos fóruns desta semana estão os estados do Piauí e Alagoas. Terça (11) e quarta (12), a Federação Piauiense do Desporto Escolar (FEEPI) promove o seu. Já na próxima quinta-feira (13), é a vez da Federação Alagoana de Esportes Colegiais (FAEC), realizar o encontro. A transmissão é ao vivo e você poderá acompanhar clicando nos links abaixo.

Piauí – FEEPI

Alagoas – FAEC

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Conselho Gestor da CBDE cria Comissão de Ética e define seus integrantes

Por: Jesus Filho

Brasília – Por iniciativa do presidente Antônio Hora Filho, seguindo as regras de compliance em conformidade com a legislação vigente no país, o Conselho de Administração da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), em sua última reunião ordinária, indicou três nomes para a criação do Conselho de Ética da entidade. Amparada no que determina seu estatuto e após realizar um rigoroso ‘Background Check’ dos indicados, a presidência tornou pública a portaria nº 09, de 21 de julho de 2020, que institui a criação da Comissão e define suas diretrizes.   

Funcionando de maneira independente, o órgão irá assessorar o Conselho de Administração atuando na deliberação de situações que envolvam questões relacionadas a ética de colaboradores, atletas, técnicos e dirigentes. Será também de competência da Comissão Disciplinar, instruir procedimentos administrativos Internos decorrentes de atos antiéticos que, porventura, ocorram na forma do Estatuto Social da CBDE.

Com o compromisso público de avigorar a gestão por excelência, utilizando todos os instrumentos para que a transparência e o respeito com a coisa pública continuem sendo colocados em prática, a criação de sua Comissão de Ética segue um novo modelo de governança que está sendo implementado pela CBDE no país. Para a consultora Vanessa Bulcão Schimidt, essa iniciativa comprova que o modelo de administração apresentado pela entidade, estimula a prática do bom exemplo.  

– A criação da Comissão de Ética da CBDE é a consolidação de todo o trabalho de modernização de governança, transparência e integridade que ela vem propondo nesses dois últimos anos. Esse novo órgão vai colocar em prática todas as regras, fazendo valer qualquer verificação em conformidade ao seu código de conduta e ética, garantindo assim a transparência no processo de gestão independente do cargo que você tenha assumido. A partir deste modelo, todos estarão sujeitos a essas boas práticas e a criação desta comissão irá garantir que o processo de verificação seja feito pelo colegiado e não de forma individual.

José Valmir dos Santos Filho é Analista Judiciário do Tribunal Superior do Trabalho (TST) | Foto: Arquivo pessoal

Entre seus membros eleitos estão o desportista e empresário José Glennyson Mendonça Cruz, que possui relevantes serviços prestados ao esporte nacional. Advogado entre os mais renomados do país, Breno Gonçalves de Oliveira Porto também integrará o órgão. Soma-se a eles o Analista Judiciário do Tribunal Superior do Trabalho (TST), José Valmir dos Santos Filho (foto), que falou sobre a importância de estimular a boa governança em uma entidade que é modelo de gestão no país.

– Vamos atuar em conformidade ao que determina o Código de Conduta da CBDE. Sabemos de nossa responsabilidade e não iremos medir esforços para que ela possa cada vez mais seguir as regras de boa governabilidade contribuindo para o fortalecimento do segmento na sociedade. Minha expectativa é grande, tendo em vista que as instituições brasileiras precisam mostrar bons trabalhos servindo de exemplo para a nossa juventude.

Semelhante ao que disse Breno Gonçalves de Oliveira Porto que garantiu atuar com imparcialidade e justiça na Comissão.

O advogado Breno Gonçalves de Oliveira Porto foi eleito membro do Conselho de Ética da CBDE

– Primeiramente gostaria de dizer que muito me honrou ter sido indicado e eleito membro deste importante Conselho. Trago para agregá-lo a imparcialidade, transparência e justiça, quesitos dos quais não abro mão. Garanto dedicação e cumprimento ao que determina o Conselho de Ética da CBDE, orientando e atuando em conformidade ao que me foi confiado.

Convicto de que terá uma missão desafiadora pela frente, José Glennyson Mendonça Cruz garantiu zelar pelas boas práticas buscando na lisura, seguir o modelo transparente de gestão implementado pela CBDE no país.

José Glennyson Mendonça Cruz é empresário e desportista | Foto: Arquivo pessoal

– A CBDE é uma das principais entidades esportivas do mundo, vide seus recentes resultados globais, especialmente ao que vimos nas últimas três edições da Gymnasiade. Por isso, agregado a tudo que foi dito pelos meus pares, em primeiro lugar sinto-me honrado de pertencer ao seu recém-criado Conselho de Ética e não medirei esforços para que o Brasil possa continuar sendo uma referência esportiva escolar tanto por quem compete, quanto por quem faz toda essa engrenagem acontecer.

CEO da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Luiz Delphino revelou que a entidade está cumprindo com as suas obrigações ao estabelecer como meta a referência de governança na gestão de recursos públicos. “Sabemos da nossa responsabilidade e estamos buscando atuar em conformidade com a legislação brasileira, para que a transparência continue sendo nossa principal aliada em um modelo de gestão que segue revolucionando o segmento no país”, disse.

Pouco depois de baixar a portaria que forma a nova Comissão de Ética da CBDE, o presidente Antônio Hora Filho agradeceu a disposição dos membros eleitos e garantiu continuar estimulando uma gestão por excelência.

– A criação da Comissão de Ética da CBDE, traduz o sentimento coletivo de que esse é mais um passo na gestão por excelência que realizamos priorizando sempre a boa governança, transparência e conformidade legal em nossas ações. Desejo boas-vindas aos membros deste novo órgão que terá um papel fundamental no dia a dia de nossa entidade e reitero a minha satisfação com os rumos que estamos seguindo.

Eleitos com o desafio de estimular a iniciação esportiva no país, dando cada vez mais lisura e transparência aos atos da CBDE, os três novos membros titulares da Comissão de Ética da entidade irão se reunir nas próximas semanas para traçar metas e organizar sua agenda de trabalho.   

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar