CBDE firma protocolo de intenções para promover o esporte estudantil no Timor-Leste

Por: Jesus Filho

BRASÍLIA – O presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, está no Timor-Leste participando de um encontro com autoridades esportivas que compõem a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Além dele, o brasileiro Robson Aguiar, vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), também prestigia o evento que acontece na cidade de Díli, capital do país.

Na oportunidade, Hora Filho foi recepcionado e, em seguida, se reuniu com a ministra de Educação, Juventude e Desporto, Dulce de Jesus, firmando um protocolo de intenções para que a CBDE realize uma consultoria técnica ao Timor-Leste, com o objetivo de desenvolver o esporte estudantil no país. No encontro com a ministra, o presidente abriu as portas para a assinatura do termo de cooperação, proposta que não só aglutina, como fortalece o sistema brasileiro no âmbito internacional.

Antes, porém, a ministra Dulce fez questão de presenteá-lo com um “Tais”, tecido em formato de estola bastante tradicional que é utilizado como parte do vestuário no país. Cidade sede dos próximos jogos da CPLP que ocorrem entre os dias 11 de 21 de julho deste ano, o Timor-Leste pretende usar o bom exemplo de gestão por excelência da CBDE para fomentar a sua base esportiva.

A presença de Antônio Hora Filho e Robson Aguiar no Sudeste Asiático é uma das propostas da CBDE neste novo mandato. Além de expandir suas relações internacionais trocando experiências e adquirindo ainda mais conhecimento para que o Brasil continue sendo uma das principais potências esportivas do mundo, o fortalecimento institucional será uma ferramenta importante para o desenvolvimento do segmento em nosso país.

História dos jogos

Os Jogos da CPLP foram criados para reforçar a solidariedade entre cidadãos dos países da Comunidade, na busca de legados sociais, além de promover a reabilitação de algumas infra-estruturas esportivas e escolares das cidades que os recebem.

O evento vem sendo realizado desde 1992. A partir de 2008, quando o Rio de Janeiro organizou os Jogos, a periodicidade de dois em dois anos ficou estipulada pelos ministros da Juventude e do Desporto dos países-membros. A próxima edição, este ano, será no Timor-Leste, único país da Comunidade na Ásia que nesta oportunidade recebe os dirigentes brasileiros.

Durante a reunião de encerramento da 12ª Conferência dos Ministros da Juventude e Desporto da CPLP, em Luanda, no ano passado, ficou definido que em 2022 os jogos serão realizados no Brasil, fator que comprova o compromisso do Governo Federal e da CBDE não só com o bloco que forma a comunidade, como também, com os atletas escolares que almejam esse momento.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Balneário Camboriú será a cidade sede do Brasileiro Escolar de Futsal

Por: Jesus Filho

Estátua do ´Cristo Luz´, um dos pontos turísticos mais visitados da cidade de Balneário Camboriú – SC

Brasília – Conhecida por atrair turistas de todas as partes do mundo por conta de sua beleza exuberante, a cidade de Balneário Camboriú, no litoral de Santa Catarina, pela primeira vez será a sede do Brasileiro Escolar de Futsal, evento promovido pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), que credenciará as equipes vencedoras da “Série Ouro”, para o mundial da modalidade que ocorrerá em junho deste ano na França.

Além das praias paradisíacas da região, o atleta escolar terá a oportunidade de conhecer não só a concorrida gastronomia local, como outras atrações que Balneário Camboriú oferece aos turistas que buscam conhecê-la. Entre elas está o monumento do Cristo Luz, uma enorme estátua que contempla a cidade e, também, o seu famoso teleférico.

Mas não só por seus arranha-céus Balneário Camboriú é lembrada. Será nela que conheceremos os estudantes que irão representar o Desporto Escolar Brasileiro no próximo mundial de futsal, responsabilidade que acelera a ansiedade tendo em vista o indiscutível favoritismo do Brasil na competição.

Nas últimas edições do mundial, evento realizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), o Brasil sempre figurou no topo do pódio mostrando ao mundo que a base do futsal brasileiro vem fazendo a diferença conquistando títulos expressivos em todas as partes do mundo.

Quem vencer a etapa nacional, vai representar o Brasil no Mundial ISF de Futsal, em junho, na França

Realizado entre os dias 23 e 30 de março, o Brasileiro Escolar de Futsal deverá bater recorde de participantes, fator que tornará ainda mais difícil a disputa. No último torneio, disputado no Rio Grande do Norte, em 2017, o Colégio Amorim, de São Paulo, e a Escola Estadual Lourdes Lago, de Chapecó, em Santa Catarina, levaram o título nacional e, em seguida, o mundial, após uma campanha invicta em Israel.

Realizado em parceria com a Federação Catarinense do Desporto Escolar (FCDE), em breve iremos divulgar os locais de disputa para que você não perca nenhum detalhe do primeiro evento esportivo da CBDE em 2020.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Eleições 2020: Antônio Hora Filho é reeleito por aclamação presidente da CBDE

Por: Jesus Filho

Aracaju – Uma noite de festa e fortes emoções marcou a eleição que definiu os rumos da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) pelos próximos quatro anos. Com chapa única, o sergipano Antônio Hora Filho foi aclamado presidente da entidade, ao lado de Robson Aguiar e Francisco Braz que se reelegeram vice-presidentes. A Comissão Eleitoral foi presidida pelo advogado Irã Cândido, presidente da Federação de Esportes Colegiais que homologou o resultado.

O pleito aconteceu na noite deste sábado (18), na cidade de Aracaju, capital de Sergipe e contou com a presença do presidente da Comissão do Esporte da Câmara Federal, o deputado federal, Fábio Mitidieri (PSD-SE), que fez questão de prestigiar a posse do seu antigo professor de educação física.

– Antônio Hora é um grande amigo que muito me honra pelo valoroso serviço que presta ao esporte brasileiro. Foi um dos grandes árbitros da história recente do nosso futebol e hoje, como gestor, realiza um trabalho fundamental para a base do esporte educacional em nosso país. Por isso, fiz questão de comparecer por ter a certeza de que a CBDE em suas mãos continuará no rumo certo.

A posse de Antônio Hora foi prestigiada pelo presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley, que parabenizou o amigo pela vitória e destacou a intenção de realizar uma parceria junto com a CBDE em prol do Desporto Escolar Nacional.

– O Comitê Olímpico do Brasil tem a intenção de realizar uma importante parceria com a CBDE, entidade que a cada ano se consolida no setor. Vim aqui prestigiar esse grande amigo que merece não só o reconhecimento dos presidentes que o aclamaram, como também, a nossa saudação pelo brilhante trabalho que vem realizando. Agradeço a recepção e torço para que a CBDE continue sendo essa vitrine de conquistas e bons exemplos.

Ao lado da família, durante seu discurso, o presidente reeleito por aclamação da CBDE fez questão de agradecer a presença de todos, fazendo uma saudação especial ao ex-ministro do Esporte, Leandro Cruz que acompanhou a posse.

– Temos que agradecer publicamente a um homem que demonstrou não ter apego a cargo ou a salário. Ele foi um dos maiores responsáveis de não deixar o esporte brasileiro retroceder 50 anos. Na condição de ministro de Esporte, quando fomos surpreendidos com a retirada dos recursos que eram empregados no esporte de uma maneira geral, em um gesto de pessoa de grandeza, soltou uma nota confrontando a decisão do então presidente. Foi um parceiro fiel que nos ajudou a reverter essa situação e hoje merece não só o nosso aplauso, como também, todo o nosso reconhecimento.

Emocionado, Antônio Hora agradeceu a confiança em seu nome, elogiou a condução da eleição e não escondeu o orgulho por fazer parte deste momento.

– Gostaria de dizer a todos os amigos que aqui estão, que estou muito feliz, mas não por ter me reelegido. Estaria igualmente feliz se tivéssemos outro candidato que estivesse conosco há vinte anos e que vencesse de forma democrática como foi o nosso pleito. Nós demos um show de democracia. Tivemos dez candidatos ao conselho administrativo, apenas cinco foram conduzidos e nós estamos convivendo harmonicamente apesar das disputas eleitorais. É a primeira vez que a CBDE tem um pleito assim e eu estou muito orgulhoso de fazer parte deste momento.

No fim do discurso, Hora Filho fez questão de desejar um grande ano de 2020, deixando uma saudação especial para o público que compareceu a sua posse.

– Quero desejar a todos um 2020 cheio de esperança não só para o esporte, mas para as crianças e adolescentes que iremos impactar com as ações da CBDE. Um beijo no coração de todos!

Além do presidente e seus vice-presidentes, também foram eleitos os novos conselheiros administrativos da confederação e o conselho fiscal que terá seis membros.

Confira abaixo a lista dos conselheiros administrativos eleitos:

Custódio Santana

Marcelo Ottoline

Sérgio Rufino

Aurélio Rocha

Valdenrique Macedo

Confira abaixo a composição do conselho fiscal:

Jorge Araújo Filho

Antônio Vieira da Silva

Marcus André Muniz Soares

Lucio Brito de Nascimento

José Valmir Filho

Antônio Marlio Santana Franco

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Assembleia Geral Ordinária aprova por unanimidade as contas da CBDE no exercício 2019

Por: Jesus Filho

Aracaju – Entidades representativas do Desporto Escolar Nacional, se reuniram neste final de semana em Aracaju, capital do estado de Sergipe, para a Assembleia Geral Ordinária da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE). Em pauta, além da prestação de contas do exercício 2019, estavam também a aprovação do orçamento para este ano e o relatório de atividades da entidade. A reunião contou com a presença do presidente Antônio Hora Filho que presidiu os trabalhos.

Seguindo o rito, o primeiro tema foi a prestação de contas. Com base na política de boa governança adotada pela entidade seguindo as diretrizes de gestão por excelência, a CBDE contratou uma auditoria externa que deu parecer favorável para a aprovação das contas. A cada número explicado, os presidentes tiveram uma explanação do consultor José Maria Santucci, que cuidadosamente fez uma ampla apresentação dos valores que são arrecadados e gastos no ano esportivo da entidade.

E, por unanimidade, as contas da CBDE no exercício de 2019 foram aprovadas em assembleia, fator que traduziu o sentimento de Antônio Zico, presidente da Federação Amazonense do Desporto Escolar que elogiou a decisão da diretoria de antecipar a prestação de contas.

– Mais uma iniciativa do presidente Hora de antecipar a prestação de contas, com tudo bem esclarecido e explicado. Hoje a CBDE tem uma auditoria externa que é feita trimestralmente, justamente para que todos possam acompanhar o que é realizado, além do balanço fiscal feito no final de cada ano. Estamos no caminho certo adotando as melhoras práticas possíveis para que possamos continuar fazendo a diferença não só nas conquistas com os nossos atletas, como também, no cuidado com a coisa pública.

Com um calendário repleto de atividades em 2020, era necessário aprovar o orçamento para o ano com base nas competições que serão realizadas no Brasil e que terão participação brasileira no exterior. Com uma seletiva nacional para a Gymnasiade que promete ser a maior da história, os presidentes das federações filiadas aprovaram por unanimidade o orçamento autorizando o planejamento fiscal do ano esportivo.

Para João Bosco, presidente da Federação Mato-grossense do Desporto Escolar (FMDE), a assembleia foi ‘muito produtiva’ pois contribuiu para que a confederação cresça cada vez mais. Opinião reforçada por Sérgio Galdino, represente dos atletas que pela primeira vez participou do encontro: “Fico surpreso positivamente com a assembleia dinâmica que aconteceu, especialmente pela forma como é tratado o segmento pela CBDE. Eu acompanho o esporte estudantil há muitos anos e fico feliz por fazer parte e ver essa evolução que tem feito a diferença para muitas pessoas”, destacou.

No fim da assembleia, foi apresentado um relatório de atividades da CBDE. Na oportunidade, o presidente Hora reavivou o calendário de 2019 relembrando os desafios e as conquistas do ano que passou.

– Foi um ano cheio de desafios e muitas vitórias. Ganhamos o título mundial inédito com o futebol, garantimos o topo do mundo na natação, fizemos a diferença no combate games e realizamos brasileiros que entraram para a história com recorde absoluto de participantes. Vamos trabalhar ainda mais para que o Brasil continue entre as principais potências esportivas do mundo, fortalecendo as federações filiadas e gerindo a entidade com transparência, comprometimento e austeridade”, disse Antônio Hora encerando em seguida a assembleia.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Representantes dos atletas fazem primeira reunião e elegem presidência da comissão

Por: Jesus Filho

Aracaju – Os representantes que compõem a Comissão de Atletas da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), se reuniram neste final de semana, na capital sergipana, para definir uma série de diretrizes do colegiado. O encontro histórico contou com a presença do presidente Antônio Hora Filho que presidiu a reunião. Além dele, o vice-presidente Robson Aguiar também esteve presente. Esse é o primeiro encontro da comissão que passa a compor as assembleias da entidade.

Durante o evento, foi realizada a eleição que definiu a presidência da comissão. Democraticamente os representantes puderam apresentar candidaturas para que, entre eles, a escolha fosse realizada. Com maioria dos votos, a ex-atleta de judô, Dhieisi Ebert, foi eleita presidente da Comissão de Atletas da CBDE. Com o resultado, ela passa integrar o Conselho Administrativo da entidade, levando as principais pautas da categoria e participando de suas decisões. Ainda durante a votação, a brasiliense Laila Almeida foi eleita vice-presidente da comissão.

Feliz com o resultado, Dhieisi falou sobre a sua história no esporte nacional e revelou a intenção de atuar para que o esporte estudantil possa ser cada vez mais uma ferramenta importante para a formação do cidadão de bem.

– Estou muito feliz por ter a oportunidade de representar os atletas escolares do Brasil nesta comissão. Sou oriunda do judô, mas amo o esporte independente da modalidade. Na comissão, vou buscar ter uma comunicação com os atletas para que possamos atuar, junto com os meus colegas, em benefício deles. Temos um ano desafiador pela frente, especialmente em razão das competições nacionais de grande porte que o Brasil realizará, mas tenho certeza de que tudo sairá conforme planejado e os nossos atletas poderão competir com qualidade e excelência. O esporte muda vidas e nós iremos trabalhar para que esse incentivo continue fazendo a diferença na formação do cidadão.

Durante a reunião da comissão, o suplente Sérgio Galdino, de Santa Catarina, foi empossado membro titular em função da renúncia da representante eleita, Micaela de Mello. Além do ex-atleta Olímpico, a paulista Silmara Furtado, ex-atleta de handebol, também assinou o termo de posse.

Realizadas as escolhas da Comissão de Altetas da CBDE, o colegiado vai ajustando suas diretrizes de acordo com os anseios da categoria. Com a representatividade que lhes foi confiada democraticamente através do voto, durante a Assembleia Geral Ordinária da CBDE, realizada neste final de semana, em Aracaju, todos os representantes participaram do encontro que reuniu as federações filiadas na capital sergipana. Na ocasião, a comissão foi apresentada aos presidentes e a partir de agora passa a compor todas as assembleias da confederação.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Brasileiro Escolar de Futsal será o primeiro torneio da CBDE em 2020

Por: Jesus Filho

Brasília – Maior potência do futsal escolar de todos os tempos, o Brasil prepara mais um brasileiro que promete agitar um dos balneários mais visitados do mundo. A cidade de Balneário Camboriú, no estado de Santa Catarina, vai receber a próxima edição do Brasileiro Escolar de Futsal, torneio que premiará as equipes vencedoras não só com a medalha de ouro e o título brasileiro, como também, com o carimbo no passaporte para a cidade de Lyon, na França, local onde o Mundial acontece este ano.

Na última edição realizada em 2017, na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, as tradicionais escolas Lourdes Lago, de Chapecó (SC); e Amorim (SP), foram as campeãs e, com isso, representaram, em Israel, o Desporto Escolar Nacional. Com um time histórico que arrancava aplausos a cada confronto disputado, os brasileiros voltaram para casa com a bagagem cheia de novos conhecimentos e com o título mundial.

Mas para chegar à França, as equipes precisam primeiro disputar a seletiva nacional que este ano promete ser a maior de todos os tempos. Com recorde absoluto de participantes, estudantes de escolas públicas e privadas de todos os estados do Brasil irão disputar o torneio entre os dias 23 e 30 de março. Previsto para junho, o Mundial ISF de Futsal será disputado entre os dias 01 e 08, reunido competidores de várias nacionalidades.

O futsal é apenas o primeiro torneio nacional realizado pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) em 2020. Além dele, teremos o Brasileiro CBDE de Vôlei, disputado entre os dias 01 e 08 de abril, em Foz do Iguaçu – PR, além do Brasileiro CBDE de Basquete, torneio que será realizado entre os dias 19 e 24 de junho, em Salvador – BA.

Como este ano será realizada na China a maior competição escolar do mundo, o Brasil prepara uma seletiva que promete revelar não só o futuro do esporte brasileiro, como também uma delegação que fará história na Gymnasiade. A seletiva para o mundial está prevista para ocorrer na cidade de Aracaju, em Sergipe, entre 27 de julho e 31 de agosto reunindo milhares de pessoas.

Fique ligado nos canais de comunicação da CBDE e não perca nenhum detalhe das nossas competições.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Retrospectiva 2019: veja os fatos que marcaram o desporto escolar neste ano

Por: Jesus Filho

Brasília – O ano esportivo da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), começou com a disputa de duas Seletivas Nacionais. Com a missão de formar uma delegação que pudesse quebrar paradigmas e fazer bonito no Mundial ISF de Futebol, Alagoas e Sergipe realizaram o Brasileiro Escolar da modalidade em dois campeonatos que atraíram, simultaneamente, centenas de estudantes de todas as partes do país em suas respectivas capitais.

A etapa feminina aconteceu em Maceió e foi vencida pelas estudantes da Escola Estadual Lourdes Lago, de Chapecó, em Santa Catarina. Já a disputa masculina ocorreu em Aracaju e teve como campeões os alunos do Colégio Amorim, de São Paulo, repetindo a dobradinha de 2017, ocasião em que as duas escolas representaram o Brasil no mundial da República Tcheca.

E o esperado aconteceu. No masculino, o Brasil conquistou o inédito título mundial e, com o feminino, a honrosa medalha de bronze, posição que revela ao mundo como o futebol feminino vem crescendo no “país do futebol”, especialmente na base graças aos incentivos dados pela CBDE que a cada dois anos realiza o seu concorrido torneio nacional.

O basquetebol fez história na capital federal com o maior brasileiro já realizado no país. Em ano de recorde absoluto de participantes em nossas competições, Brasília realizou uma festa bonita de assistir na disputa que mantinha em jogo não só o título brasileiro, como também, o carimbo no passaporte para a Grécia, país sede do mundial.

Com uma equipe competitiva que tinha como principal objetivo garantir os excelentes resultados que tradicionalmente conquista nesta modalidade, o Colégio Amorim-SP, mais uma vez venceu garantindo seu time masculino no mundial. Já no feminino, a equipe do Colégio COC Semeador, de Foz do Iguaçu, no Paraná, venceu as meninas do Amorim e garantiu a vaga.

Pela primeira vez na história, o basquete escolar brasileiro conquistou, com a equipe masculina, a 7ª colocação em um Mundial ISF de Basquete, feito bastante comemorado não só pela delegação brasileira, mas por todos que fazem o desporto escolar no Brasil, tendo em vista que desbancar equipes tradicionalmente fortes nesta modalidade nunca foi uma tarefa fácil.

Ainda em Brasília, a CBDE realizou o Brasileiro Escolar de Orientação em parceria com a Confederação Brasileira de Orientação (CBO). Na ocasião, estudantes de diversas capitais conseguiram a classificação para o Mundial da modalidade que foi realizado na Estônia. Oportunidade para conhecer novos amigos e trazer na bagagem o conhecimento que só uma competição escolar deixa como legado.

A cidade maravilhosa parou para acompanhar as emoções do Brasileiro Escolar de Natação. O evento foi realizado nas águas históricas do Parque Aquático Maria Lenk, um dos principais palcos do esporte nacional. Na oportunidade, os estudantes lutavam por uma vaga no mundial da modalidade que pela primeira vez foi realizado no Brasil, mostrando ao mundo o prestígio da CBDE em realizar eventos esportivos.

A competição atraiu estudantes de diversos países que puderam desfrutar não só da alegria do povo carioca, como também de seu principal ponto turístico, tendo em vista que o “Dia Cultural” foi realizado no Cristo Redentor. Uma curiosidade nesta edição, foi a vitória do Brasil na categoria seleção, garantindo ao nosso país o topo do mundo na natação.

Entre os principais polos esportivos do Brasil, o Rio Grande do Norte recebeu o Brasileiro Escolar de Atletismo, competição seletiva para o Mundial ISF da modalidade realizado na cidade de Split, na Croácia. Com histórias de superação como de uma estudante do Norte do país que andou horas de barco para conseguir chegar ao aeroporto, o torneio foi um sucesso revelando ao país jovens talentos que certamente trarão muitas alegrias para o esporte nacional.

Uma das modalidades mais disputadas em nosso calendário é o Combate Games. E foi em Brasília que realizamos a nossa Seletiva Nacional. O evento contou com a presença de estudantes do taekwondo, judô, luta olímpica e do Karatê, que lutaram por uma vaga no Mundial ISF da modalidade que foi realizado em Budapeste, na Hungria.

Entre um dos lugares mais lindos do mundo, Budapeste recebeu os brasileiros de braços abertos, talvez essa atmosfera positiva tenha sido importante para que o Brasil pudesse fazer o que fez. Em todas as modalidades muitas medalhas, alegria e boas histórias para contar.

O Brasil foi à França participar do Mundial ISF de Triathlon, modalidade que demanda treino, concentração e disciplina. Nossa delegação teve a oportunidade não só de disputar as provas na histórica cidade de Castel Naldare, como de voltar para casa garantindo o bronze na categoria seleção.

O Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia traduziu bem o que foi o ano esportivo da CBDE em 2019. Além de iniciarmos a eleição que garantiu mais espaço dos atletas na nossa Assembleia Geral, o evento reuniu centenas de pessoas na capital paraibana em disputas de alto nível com a presença maciça do público que a cada rodada lotava a Arena CBDE, montada na praia de Cabo Branco.

Nesta competição o Brasil teve a oportunidade de conhecer a linda história de superação do professor Wallace Souza, do estado de Roraima. Além de conquistar o ouro em João Pessoa voltando para casa como campeão brasileiro com direito a desfile em carro aberto do corpo de bombeiros, ele e seus atletas foram à Itália fazer história no Mundial ISF da modalidade, retornando como campeões mundiais.

E a capital federal recebeu o maior brasileiro escolar de Handebol já realizado no Brasil. O evento garantiu ao Colégio Amorim, de São Paulo, a participação absoluta na Sérvia no próximo ano, oportunidade em que o Brasil será representado no Mundial ISF da modalidade pela escola paulista.

Durante o torneio, Carla Antonucci e Giuliano Ramos, técnicos do Brasil no último mundial avaliaram como “excelente” o brasileiro. Na visão dos dois, além do aumento significativa do nível técnico, houve também uma quantidade relevante de equipes participantes, fator que tornou a competição ainda mais difícil.

Histórico não só pela qualidade apresentada, mas pela quantidade de pessoas que participaram, Salvador recebeu o Brasileiro Escolar de Basquete 3×3. O evento iniciou no calendário nacional da CBDE o “Dia Cultural”, programação pedagógica semelhante ao que a Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) realiza em suas competições.

Com uma estrutura internacional, os competidores puderam desfrutar o que Salvador possui de melhor, seja em sua hotelaria, tendo em vista que as delegações ficaram baseadas em um resort, como também, nas disputas. O que se viu em Salvador foi a maior e mais planejada competição escolar de Basquete 3×3 já realizada no Brasil.

Com a vitória do Colégio Salesiano, do Rio Grande do Norte, e do ADN Máster, do Rio de Janeiro, serão esses os nossos representantes no Mundial ISF da modalidade que ocorrerá no próximo ano, na Índia.

Embora não sejam realizadas pela CBDE, tanto o Sul-Americano Escolar, quanto os Jogos Internacionais das Escolas Católicas também fizeram parte do nosso calendário em 2019. O Brasil, nas duas competições, mais uma vez fez bonito garantindo em cada modalidade disputada posições de destaque.

Fechando o calendário esportivo da CBDE, realizamos na capital federal o tradicional Seminário do Desporto Escolar, evento que nesta edição contou com a participação de personalidades políticas, acadêmicas e do desporto escolar que em um amplo fórum de debates, discutiram os avanços do segmento no país.

Com pautas diversificadas e para todos os gostos, o evento encerrou o ano com a expectativa do que veremos em 2020, já que estão previstos em nosso calendário diversos torneios nacionais e internacionais, a exemplo do Mundial ISF de Voleibol a ser realizado em Foz do Iguaçu, no Paraná, e a Gymnasiade, maior competição escolar do mundo que será realizada na China e contará com a participação maciça dos brasileiros.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

CBDE empossa os representantes dos atletas que passam compor a Assembleia Geral da entidade

Por: Jesus Filho

Brasília – Seguindo as diretrizes de nova governança com base em sua reforma estatutária, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), empossou nesta segunda-feira (16), sete dos nove representantes dos atletas que passam compor a Assembleia Geral da entidade. Além dos titulares, o suplente também tomou posse. Os outros dois titulares que não puderam comparecer, tomarão posse no próximo dia 18 de janeiro, em Aracaju, oportunidade em que teremos não só a assembleia da entidade, como também, a eleição do Conselho Administrativo e de Diretoria.

Durante o encontro, antes da cerimônia de posse que ocorreu na sede da CBDE, em Brasília, os representantes dos atletas se reuniram com o presidente Antônio Hora Filho. Na ocasião, que contou com a presença do vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), Robson Aguiar, foi aberto um diálogo sobre as perspectivas de futuro para o segmento no país e cada um teve a oportunidade de expor ideias para que 2020 seja um ano ainda mais vitorioso para o Desporto Escolar Nacional.

Com a vinda dos representantes dos atletas para os centros de discussões da entidade, a categoria terá voz e voto. Essa medida comprova o cuidado da CBDE não só em atender as exigências da lei, como também, de mostrar a sociedade que suas ações são transparentes, democráticas e austeras.

Na suplência entre os representantes, o experiente Sérgio Galdino conhece bem as dificuldades que um atleta enfrenta até atingir o topo da carreira. Um dos nomes mais respeitados do esporte nacional, especialmente pela trajetória de sucesso que norteou sua carreira na marcha atlética, o catarinense representou o Brasil em três Olimpíadas (Espanha 92 – Estados Unidos 96 e Grécia 2004), além de ter sido 14 vezes campeão brasileiro e penta campeão sul-americano. Convicto de que o esporte estudantil é uma ferramenta importantíssima na formação do cidadão, Galdino trará toda a sua experiência em prol dos atletas. 

Acostumada lidar com a pressão em seus combates no karatê, a pernambucana Vanessa Araújo falou sobre essa transição entre atleta e, agora, representante da categoria no centro de discussões do segmento. 

– Há anos vivo o esporte e conheço as dificuldades que um atleta passa ao longo de sua carreira. Fico feliz de ver o cuidado da CBDE para com a categoria especialmente com a eleição de seus representantes. Por isso, vamos trabalhar em conjunto para que o Brasil continue protagonizando cada vez mais conquistas para o esporte estudantil nacional.  

Confira abaixo algumas informações sobre os representantes empossados e o suplente:

Vinícius Luís Cyrillo de Lima – 27 anos | Esporte Paralímpico

Formação: Graduado em Ed. Física

  • Técnico da seleção brasileira de tênis para cadeirantes
  • Campeão dos Jogos do Distrito Federal – Futsal
  • Experiencia internacional com tênis para cadeirantes
  • Auxiliar técnico da seleção brasiliense de futebol de cegos
  • Participação no 1º Campeonato Brasileiro de futsal escola – CBDE

Laila Cristina Almeida Souza – 25 anos | VOLEIBOL

Formação: Licenciatura em Ed. Física, estudante de Administração

  • Campeonato Brasileiro de Seleções Juvenil 2º Lugar
  • Campeã da Liga Brasília de Voleibol (Técnica)
  • Campeã da liga Brasília de Voleibol adulto
  • Campeã do JUBS – Aracajú
  • JUBS Foz do Iguaçu – 4º Lugar

Luciano Leonidio – 33 anos JUDÔ | FUTSAL

Formação: Professor Universitário (Ed. Física) Mestrado e Doutorado em Educação/ Superintendente de Projetos

  • Jogos escolares de Pernambuco 2002 – 3º Lugar
  • Jogos escolares de Pernambuco 2003 – 3º Lugar
  • Faixa Preta em 2009
  • Campeão no Jogos Escolares de Pernambuco – técnico

Vanessa Araújo – 35 anos | KARATÊ

Formação: Graduação emEducação Física e Especialista em Fisiologia

  • Seleção Brasileira de Karatê
  • Seleção Brasileira Olímpica
  • Campeã Brasileira
  • Mundial de Bremem – Alemanha
  • Medalhista Pan-Americana

Amanda de Oliveira Arraes “Amandinha” – 19 anos | JUDÔ

Formação: Acadêmica de Educação Física

  • Medalha de Bronze no Mundial Bahamas 2019
  • Bicampeã nos Jogos Escolares da Juventude
  • Bicampeã Brasileira
  • Campeã Estadual
  • Campeonato Brasileiro Regional 5º Lugar
  • Copa São Paulo 5º Lugar
  • Campeonato Mundial sub 21 3º Lugar
  • Vários estágios internacionais

Dhiesi Ebert Bolsanello – 30 anos | JUDÔ

Formação: Professora de Educação Física

  • Vice-Campeã Sul Americana em Montevideo
  • Campeã Estadual
  • Participação dos Jogos da Juventude
  • Campeonato Sul-Americano 2º Lugar
  • Campeã da Copa Brasília Internacional
  • Campeonato Brasileiro 7º Lugar
  • Copa Sulamericana 2º lugar

Eduardo Pacheco e Chaves – 49 anos – RUGBY | GOLF

 

Formação: Graduação em Administração de Empresas MBA em Empreendedorismo Social

  • Campeão Paulista de Rugby
  • Seleção Brasileira de Rugby
  • Top 10 do ranking Paulista de Golf
  • Presidente da Associação Hurra – Rugby
  • Ex Conselheiro da Confederação Brasileira de Rugby

Sergio Vieira Galdino “ Galdino” – 50 anos | ATLETISMO – Suplente

Formação: Grad. Ed. Física, Especialista em Ciência do Movimento Humano

  • Atleta Olímpico 1992, 1996 e 2004
  • Atleta pan-americano 1991,1995 e 2003
  • Campeão Brasileiro 14 vezes
  • Diretor executivo do FMD – Blumenau
  • Vice-Presidente da Federação Catarinense de Atletismo

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Eleição dos atletas: comissão eleitoral divulga os estudantes vencedores

Por: Jesus Filho

Brasília – Seguindo as diretrizes de seu novo estatuto, com base no método de governança que prioriza a transparência em suas ações, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), através do comissão eleitoral destacada para o pleito, anuncia os nomes dos atletas escolares que irão compor a Assembleia Geral da entidade, participando das decisões do segmento no país.

A eleição ocorreu presencialmente e on-line, através do nosso site, para que os estudantes que participaram das nossas competições ao longo de 2019 pudessem votar.

Com a escolha dos nove representantes titulares da comissão de atletas da CBDE definida, um estudante entre os nove eleitos será o representante da categoria no Conselho Administrativo da entidade. Essa escolha será exclusivamente realizada entre eles.

Confira abaixo o resultado da votação:

NOTA-OFICIAL-CBDE

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Brasil se despede do Paraguai como campeão geral dos Jogos Sul-Americanos

Por: Givaldo Batista

Assunção – A delegação do Brasil encerrou nesta sexta-feira (6), sua participação nos XXV Jogos Sul-Americanos Escolares, como grande vencedora. Além de contar com a maior delegação, foram ao todo 222 integrantes, o país deixa Assunção com um saldo de 103 medalhas: 53 de ouro, 29 de prata e 22 de bronze. Dessa forma, o Brasil mantém a hegemonia do desporto escolar nas Américas.

Natação e Judô foram os grandes destaques. Natação deixa Assunção com 39 medalhas, 12 a mais que as 27 conquistadas em 2018, em Arequipa no Peru.  Ao todo foram 19 de ouro, 10 de prata e 10 de bronze.

Para o delegado da equipe de natação, Alexandre Pussieldi, o Brasil veio com uma equipe qualificada, as condições da competição favoreceram, piscina excelente e um evento bem organizado. “Os melhores nadadores escolares do país, de 12 a 14 anos, estão aqui. Daí esse excelente resultado. “Temos uma grande representatividade nacional. São 16 atletas de dez estados e isso nos traz uma diversificação muito boa”, comentou Pussieldi.

O Judô foi outro destaque da delegação, seguindo a mesma linha da Natação, conquistou 17 medalhas, sendo 14 de ouro, duas de prata e uma de bronze. Foram conquistadas medalhas no Vôlei de Praia, ouro no feminino e prata no masculino, no Atletismo, no Tênis de Mesa e no Xadrez.

Nesta sexta-feira (6), último dia de disputa dos Jogos Sul-Americanos Escolares, nos esportes coletivos, o Brasil das sete finais disputadas conquistouquatro de ouro e três de prata, aumentando o número de medalhas na competição. 

Dia dourado

O dia dourado do Brasil começou com a dramática e emocionante vitória no Voleibol feminino contra o Peru. As brasileiras tiveram um início ruim e perderam os dois primeiros sets. Mas criaram força, se superaram e foram em busca da vitória virando o jogo contra as peruanas para 3×2. Depois foi só comemoração. 

Depois foi a vez do Futsal masculino. Os meninos do Colégio Amorim tiveram muita dificuldade para superar a equipe do Uruguai que saiu na frente. O Brasil ainda teve dois jogadores expulsos, mas conseguiu segurar o placar em 4×2. Os comandados do professor Vinicius puderam enfim comemorar a grande e difícil vitória contra os uruguaios.

A outra medalha de ouro veio no Futsal feminino. As meninas do colégio Odete São Paio, de São Gonçalo, no Rio de Janeiro aplicaram a maior goleada da competição, vencendo as paraguaias por 9×0. Destaque para Sara e Maria Eduarda, que deram um show de raça e técnica no futsal.

No Basquete masculino, o brasil encarou a equipe do Chile e perdeu os três primeiros quartos. No quarto final empatou em 51×51. Depois colocou uma pequena vantagem de 48 x 47, seguiu na frente o final vencendo, com o placar de69x61.

As medalhas de prata foram conquistadas nas derrotas do handebol masculino de 25×15 para o Paraguai. No Handebol feminino, as meninas do Colégio Castro Alves do Espirito Santo perderam para as paraguaias por 16 x 11. A outra derrota aconteceu o basquete feminino para o Paraguai por diferença de um ponto 54×53.

Após as partidas decisivas, foi realizada a cerimônia de premiação e encerramento dos XXV Jogos Sul-Americanos Escolares. O momento mais emocionante foi quando o chefe da delegação brasileira, Luís Delfino recebeu das mãos da ministra do esporte do Paraguai, Fátima Morales, a bandeira do Consude, simbolizando que, o Brasil sediará os XXVI Jogos Sul-Americanos, em 2020.

Foram sete dias ininterruptos de disputas. Participaram da competição além do Brasil, outros dez outros países:Argentina, Bolívia, Bonaire, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Suriname e Uruguai. Na disputa de onze modalidades: Voleibol, Vôlei de Praia, Handebol, Basquete, Futsal, Xadrez, Tênis de Mesa, Judô, Natação, Atletismo e Atletismo Paralímpico.

ASCOM – Confederação Brasileira de Desporto Escolar