Brasil recebe pela primeira vez o Mundial ISF de Natação

Brasília – Palco dos Jogos Olímpicos de 2016, a cidade maravilhosa recebe entre os dias 18 e 23 de maio, todas as emoções do Mundial ISF de Natação. O evento reunirá atletas escolares de várias nacionalidades no Rio de Janeiro para a disputa do título mundial.

Semelhante ao que ocorreu na etapa nacional que definiu a delegação que irá representar o Brasil na competição, as provas irão ocorrer no Parque Aquático Maria Lenk, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, apontada como uma das melhores piscinas do mundo.

É a primeira vez que o Brasil vai sediar um Mundial Escolar de Natação e, semelhante ao que se viu nos mundiais anteriores, inclusive nas últimas duas edições da Gymnasiade (Turquia e Marrocos), espera-se mais uma excelente exibição da equipe brasileira que terá representantes de vários estados do país.

Na categoria “Escola”, caberá aos colégios Santa Mônica, do Rio de Janeiro e, Amorim, de São Paulo, a missão de representar o Brasil na competição. Seguindo as diretrizes internacionais, as disputas seguem as regras da modalidade que serão observadas por árbitros da Federação Aquática do Rio de Janeiro (FARJ).

As delegações começam os desembarques nos aeroportos brasileiros já no dia 18 de maio, sábado. A entrada ao Parque Aquático Maria Lenk é franca, mas se você não puder ir, a competição será transmitida “AO VIVO”, pela fanpage oficial da CBDE, no Facebook, canal em que você poderá acompanhar todas as emoções de mais um Mundial ISF realizado no Brasil.

Clique AQUI e veja o boletim 1 com todas as informações preliminares da competição.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Foto: Paulo Pestana
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Mundial ISF de Triathlon começa na França

Brasília – Representar o Brasil em uma competição internacional é o sonho que todo atleta carrega ao longo de sua trajetória no esporte. E o pontapé inicial para que isso ocorra, começa justamente na base. Mas no escolar, para que o sonho se torne realidade, além de estudar o atleta precisa se esforçar para estar entre os melhores nas etapas nacionais.

Realizado na França, o Mundial Escolar de Triathlon revela justamente isto. Capaz de reunir estudantes de diversas nacionalidades, o evento que é promovido pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), está ocorrendo na cidade de Castelnaudary que recebe até o próximo sábado (8), os competidores.

E o primeiro dia de provas mostrou a garra da delegação brasileira que foi à Europa muito mais que competir, mas também trazer na bagagem a experiência que um evento como este deixa como legado.

Disputado na Europa, berço desta modalidade, o Mundial ISF de Triathlon não esconde a força da escola europeia, mas também revela a garra dos alunos brasileiros que estão fazendo bonito na competição alcançando posições de destaque.

Na categoria Seleção Feminina, o Brasil garantiu com a atleta Gabriele Lemos a 5ª colocação com o tempo de 51:53, seguida da também brasileira Giovana Santos, que garantiu o tempo de 51:56. Já no individual masculino o brasileiro Pedro Boff ficou na 7ª colocação, procurando melhorar a sua marca pessoal.

Espanha e França, por enquanto, seguem ditando o tom no Mundial. Veja abaixo os resultados gerais do primeiro dia de competição.

FEMININO INDIVIDUAL GERAL:

12º GABRIELLE LEMOS – BRA – TEMPO: 51:53;
13º GIOVANNA SANTOS COSTA – BRA – TEMPO: 51:56;
26º AMANDA MORO – BRA – TEMPO: 55:29;
50º SOFIA GELATI – BRA – TEMPO: 1:04:28.

VENCEU A PROVA CANDICE DENIZOT (FRA), COM O TEMPO DE 49:11, SEGUIDA DAS TAMBÉM FRANCESAS CHARLLOTE FAIVRE COM 49:23 E LENA VAILLIER FRANÇOIS COM 50:02.

FEMININO CATEGORIA SELEÇÃO – 16 ANOS:

13º AMANDA MORO – BRA – TEMPO: 55:29
21º SOFIA GELATI – BRA – TEMPO: 1:04:28
VENCEU A PROVA CATELLE MOURGUES COM 50:20 (FRA), SEGUIDA DE ORYNA BABYCH (UKR) 50:49 E HELENA MORAGAS (ESP) COM 50:56.
FEMININO CATEGORIA SELEÇÃO – 18 ANOS:
5º GABRIELLE LEMOS – BRA – TEMPO: 51:53;
6º GIOVANNA SANTOS COSTA – BRA – TEMPO: 51:56;

VENCEU A PROVA LENA VAILLIER FRANÇOIS COM 50:02 (FRA), SEGUIDA DE JOSEFINA FLORES (CHI) 51:29 E YEVA MINICH (BLR) COM 51:45.

MASCULINO INDIVIDUAL GERAL:

7º PEDRO BOFF – BRA – TEMPO: 46:15;
10º JOSÉ VIEIRA FELÍCIO – BRA – TEMPO: 46:41;
29º CAUÃ DINIZ – BRA – TEMPO: 49:28;
34º JOÃO PEREIRA – BRA – TEMPO: 51:18.

VENCEU A PROVA IGOR BELLIDO (ESP), COM O TEMPO DE 44:56, SEGUIDO DE BRIAC TENCE (FRA) COM 45:28 E RÉMI FERNANDEZ (FRA) COM 45:42.

MASCULINO CATEGORIA SELEÇÃO – 16 ANOS:

10º CAUÃ DINIZ – BRA – TEMPO: 49:28;
13º JOÃO PEREIRA – BRA – TEMPO: 51:18.

VENCEU A PROVA JULES RETHORET(FRA) COM O TEMPO DE 46:27, SEGUIDO DE ALEJANDRO RODRIGUEZ (ESP) COM 46:36 E QUENTIN ZUROWSKI (FRA) COM 47:20.

MASCULINO CATEGORIA SELEÇÃO – 18 ANOS:

5º PEDRO BOFF – BRA – TEMPO: 46:15;
6º JOSÉ VIEIRA FELÍCIO – BRA – TEMPO: 46:41.

VENCEU A PROVA IGOR BELLIDO (ESP), COM O TEMPO DE 44:56, SEGUIDO DE BRIAC TENCE (FRA) COM 45:28 E RÉMI FERNANDEZ (FRA) COM 45:42.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Foto: ISF / Divulgação
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Brasileiros viajam à França para o Mundial ISF de Triathlon

Brasília – Atletas escolares de seis estados do país estão na cidade de Castelnaudary, na França, para a disputa do Mundial Escolar de Triathlon. A competição é realizada pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) e conta com a participação de estudantes de várias nacionalidades.

A última edição do Mundial foi realizada em 2017, na cidade de Aracaju, em Sergipe. Na ocasião, o Brasil fez bonito conquistando não só diversas medalhas, como também mostrando mais uma vez ao mundo a sua capacidade de realizar eventos esportivos de grande porte.

Desta vez, na missão Castelnaudary, coube ao professor Antônio Zico, presidente da Federação Amazonense do Desporto Escolar (FADE), a responsabilidade de conduzir a delegação do Brasil que é composta por treze pessoas, entre atletas, técnicos e representantes do segmento.

As provas ocorrem em um dos balneários mais visitados da França. Embora conhecida por ser uma cidade fria, com temperaturas que costumeiramente marcam 3 ºC, turistas do mundo inteiro a procuram também por conta de sua gastronomia diversificada.

A delegação do Brasil já está em Castelnaudary onde permanece até o próximo sábado (08) quando o Mundial termina e os participantes retornam aos seus países de origem.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Foto: ISF / Divulgação
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Brasília: secretário especial do Esporte recebe presidente da CBDE

Brasília – O secretário especial do Esporte, General Décio dos Santos Brasil, recebeu na manhã de hoje o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, na capital federal, para uma audiência que tratou sobre o segmento no país.

Ao lado do deputado federal, Fábio Mitidieri (PSD-SE), presidente da Comissão do Esporte da Câmara, e de Luiz Delphino, diretor da CBDE, Hora Filho fez uma apresentação da entidade ao secretário e aproveitou a oportunidade para realizar uma prestação de contas das atividades já desenvolvidas.

– Conversamos bastante sobre futuras parcerias com o ministério da Cidadania através da secretaria especial do Esporte para que possamos realizar jogos escolares no país e, aproveitamos para apresentarmos ao secretário, um balanço de nossa gestão – Disse Antônio Hora.

Essa é a primeira vez que o novo secretário especial do Esporte recebe representantes da CBDE em Brasília. Subordinado ao ministério da Cidadania chefiado pelo ministro Osmar Terra, o órgão aglutina ainda as pastas da Cultura e do Desenvolvimento Social.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Foto: Ministério da Cidadania / Divulgação
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Membros da ISF vistoriam Foz do Iguaçu para o Mundial de Voleibol

Brasília – Representantes da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), estão no Brasil realizando uma visita técnica na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, onde ocorrerá em maio do ano que vem o Mundial Escolar de Voleibol. Recepcionados pelo brasileiro Robson Aguiar, 1º vice-presidente da entidade, a francesa Laetitia Picard e o português, João Graça, avaliam a estrutura da cidade que deverá receber estudantes de vários países durante a competição.

Essa é a primeira vez que o Mundial ISF de Voleibol é realizado no Continente Americano. Na reunião que definiu o Brasil como sede do Mundial, a Croácia estava no páreo, mas não só as belezas da cidade paranaense, como também o prestígio internacional do Brasil foram significativos para que o país fosse o escolhido.

Com a presença do Presidente da Federação do Desporto Escolar do Paraná (FDEPR), Clesio Prado, a comitiva participou há pouco de uma entrevista na ‘Rádio de Foz’ que contou com a participação do prefeito da cidade, Chico Brasileiro (PSD), que mostrou-se entusiasmado em poder receber na sua cidade um evento deste porte.

– Vamos trabalhar em conjunto reunindo esforços para que este seja mais um evento de excelência realizado pelo Desporto Escolar no Brasil. Nossa cidade está preparada e de braços abertos para receber os estudantes que virão ao Brasil competir.

Previsto para ocorrer em maio de 2020, antes porém a etapa nacional que definirá a composição da delegação brasileira no Mundial também será realizada em Foz do Iguaçu. O evento, promovido pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), garantirá aos vencedores não só a participação no Mundial, como também a chance de viverem essa atmosfera que só o esporte é capaz de revelar.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Foto: Ministério da Cidadania / Divulgação
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Presidente do COB elogia Mundial de Natação feito pela CBDE no Rio

Brasília – O Mundial Escolar de Natação deixou boas lembranças na história do esporte nacional. Além das 39 medalhas conquistadas, o Brasil levou o primeiro lugar geral na categoria seleção tanto no masculino, quanto no feminino, permanecendo entre as principais potências aquáticas do mundo na categoria.

A Competição foi realizada no Rio de Janeiro e contou com a presença ilustre do presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley, que compareceu ao Parque Aquático Maria Lenk e foi recebido por Antônio Hora Filho, presidente da CBDE.

Na oportunidade, Hora Filho entregou uma medalha ao presidente do COB em agradecimento ao comitê por ter cedido o Maria Lenk para a realização do mundial. “O presidente Paulo Wanderley assume o COB e já mostra uma excelência em gestão. É um profundo conhecedor do esporte nacional, sobretudo em razão de sua biografia de sucesso no segmento. Em nome da CBDE, o agradeço por nos ceder o Maria Lenk e por incentivar cada vez mais o Desporto Escolar no Brasil”, disse.

Feliz com a homenagem e também com o que viu, Wanderley agradeceu as palavras do presidente Hora, elogiou a estrutura montada pela CBDE na realização do Mundial de Natação no Rio e garantiu continuar trabalhando em parceria para que o Desporto Escolar de hoje, possa render futuros atletas olímpicos amanhã.

– Estou convicto de que muitos atletas que aqui estão, em um futuro próximo irão conquistar ainda mais medalhas para o esporte nacional. A CBDE está de parabéns não só pela execução do evento, como também em proporcionar essa estrutura de excelência para que esses jovens possam competir.

Essa foi a primeira vez que a Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) realizou um Mundial de Natação no Brasil. O último foi feito na cidade de Budapeste, na Hungria e assim como nas últimas duas edições da Gymnasiade, na natação, o Brasil sempre garantiu uma posição de destaque no pódio.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Foto: Cláudio Franco
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Ministro Osmar Terra recebe o presidente da CBDE em Brasília

Brasília O ministro da Cidadania Osmar Terra, recebeu ontem o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, em uma audiência na sede do ministério, na capital federal. Durante o encontro que contou com a presença do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD-SE), o ministro revelou algumas ideias para o desenvolvimento do segmento no país e convocou para a próxima segunda-feira (27), em Brasília, uma reunião de trabalho com membros da CBDE e representantes do Comitê Olímpico do Brasil (COB).

O ministério da Cidadania comandado por Terra reúne as pastas de Desenvolvimento Social, Esportes e Cultura. A ideia do encontro proposto pelo ministro é o de fazer com que competições escolares nacionais possam ter o protagonismo do ministério. A reunião servirá para que esse planejamento conjunto possa ser definido.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Foto: Ministério da Cidadania / Divulgação
E-mail: imprensa@cbde.org.br
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Sucesso do Mundial ISF de Natação repercute entre os participantes

Brasília – Foram dias incríveis na cidade maravilhosa. Assim como o Cristo Redentor que do alto do Morro do Corcovado recebe turistas do mundo inteiro de braços abertos, o Mundial ISF de Natação revela mais uma vez a capacidade de execução da CBDE na realização de eventos internacionais.

Do transporte ao cuidado com o cardápio dos atletas durante o evento, a escolha do última Cidade Olímpica não foi à toa. Entre um dos lugares mais visitados do planeta, o Rio de Janeiro ofereceu o legado deixado pelos Jogos Olímpicos em 2016 para que os estudantes pudesse viver uma experiência inesquecível. E viveram.

Além de competir nas históricas águas do Parque Aquático que leva o nome de Maria Lenk, a maior nadadora brasileira de todos os tempos, as delegações tiveram a oportunidade de desbravar a floresta da Tijuca, ao subirem até o Santuário do Cristo Redentor durante o “Cultural Day”.

A arbitragem também foi um destaque positivo no Mundial. Com direito a participação de profissionais experientes como o FINA Marcelo Falcão, que já representou o Brasil em campeonatos mundiais, tudo foi preparado pela CBDE para que os atletas escolares pudessem competir em alto nível na busca pela excelência dos resultados.

Com as 39 medalhas que conquistou na competição, além do título masculino e feminino com as seleções, o Brasil novamente se consolida entre as principais potências aquáticas do mundo. Isso graças ao trabalho realizado pelas federações estaduais, que enviaram para a etapa nacional os melhores atletas do país que competiram e carimbaram vaga para o Mundial.

A repercussão positiva do Mundial ISF de Natação no Brasil emocionou o croata Marin Horvat que se disse ‘encantado’ com o que viu durante a competição. “Foi tudo maravilhoso, desde a chegada, até o término do Mundial. Esses dias aqui confirmaram as minhas expectativas positivas de que o Brasil possui pessoas que a gente nunca mais vai esquecer. Retorno para casa com a vontade de querer voltar”, disse.

Delegado da ISF, o português João Graça revelou a sua satisfação em presenciar um Mundial com as características que o mundo viu no Rio de Janeiro. “Estou muito feliz com o que vi na cidade maravilhosa. Pessoas que fizeram acontecer em um dos principais eventos já realizados pela ISF no mundo. O Brasil está de parabéns não só pela medalhas, como também pela execução do Mundial”, declarou.

O brasileiro Lucas Santos que conquistou cinco medalhas de ouro no Mundial, disse que o padrão visto nesta competição surpreendeu muitos competidores. “Eu vi muitos boquiabertos com a estrutura montada pela CBDE no Maria Lenk. Nadar em uma piscina como essa representando o Brasil em um Mundial antes era um sonho, mas agora virou uma realidade consolidada com cinco medalhas de ouro”, contou.

Ao longo desta quinta (23), as delegações começam os embarques aos seus países de origem. Composta por atletas de várias regiões do país, os brasileiros também retornam hoje para os seus estados.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto escolar
Foto: Cláudio Franco

Brasil soma 39 medalhas no Mundial ISF de Natação

Rio de Janeiro – Sucesso na piscina e fora dela. Assim foi o Mundial Escolar de Natação realizado no Rio de Janeiro até ontem. Atletas escolares de vários continentes desembarcaram no Brasil para a disputa da competição. Além do título pela seleção masculina e também com a feminina, os brasileiros conquistaram ainda 39 medalhas, entre as quais: 15 de ouro, 12 de prata e 12 de bronze.

As provas aconteceram no Parque Aquático Maria Lenk, principal palco da natação nacional. Com a presença da cinco vezes campeã do mundo Ana Marcela, o evento também foi prestigiado pelo presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley, que destacou a importância desta competição para a base do esporte brasileiro.

– A CBDE está de parabéns pelo evento. Sei da importância do incentivo ao Desporto Escolar e não poderia deixar de vir prestigiar os nossos jovens que estão fazendo uma linda competição.

No primeiro dia de provas, o Brasil garantiu 15 medalhas, 5 delas de ouro. Veja os vencedores da etapa inicial do Mundial:

100 metros nado livre escolas feminino – Gizem Guvenc da Turquia 57.02
100 metros nado livre escolas masculino – Kuan-Hung Wang de Taipei 51.02
100 metros costas seleção feminino – Jade Smits da Bélgica 1:03.57
100 metros costas seleção masculino – Mu-Lun Chuang de Taipei 56.12
50 metros peito escolas feminino – Claudia Gadea da Romênia 33.51
50 metros peito escolas masculino – Janecek Vojtech da República Tcheca 28.89
200 metros medley seleção feminino – Pei-Yin Liu de Taipei 2:20.35
200 metros medley seleção masculino – Zhaoyu Wang da China 2:07.73
100 metros costas escolas feminino – Szu-Chi Chen de Taipei 1:40.50
100 metros costas escolas masculino – Dmumitrache Gabriel da Romênia 57.50
50 metros borboleta seleção feminino – Ana Guedes de Portugal 27.36
50 metros borboleta seleção masculino – Lucas Santos do Brasil 24.61
50 metros borboleta escolas feminino – Ioana Gadea da Romênia 29.50
50 metros borboleta escolas masculino – Kuan-Hung Wang de Taipei 25.02
100 metros peito seleção feminino – Yu-Chen Wu de Taipei 1:13.19
100 metros peito seleção masculino – Raphael Rached do Brasil 1:03.67
Revezamento 6×50 livre escolas feminino – Alemanha 2:45.46
Revezamento 6×50 livre escolas masculino Taipei 2:25.37
Revezamento 4×100 livre seleção feminino – Brasil 3:55.55
Revezamento 4×100 livre seleção masculino – Brasil 3:28.19

Já no segundo dia, a delegação brasileira obteve um resultado ainda mais expressivo com a conquista de 24 medalhas, cujo qual 10 de ouro, 7 de prata e 7 de bronze. Confira a lista:

Ouros
Aimê Louise nos 100 metros nado livre 57.75
Lucas Souza nos 100 metros nado livre 50.48
Pedro Motta nos 100 metros borboleta 54.60
Sofia Rondell nos 200 metros nado livre 2:02.33
Fernanda Celidônio nos 50 metros costas 29.36
Pedro Motta nos 50 metros costas 26.03
Antonio Sabedotti nos 50 metros peito 29.13
Leticia Vaselli nos 50 metros nado livre 26.49
Lucas Souza nos 50 metros nado livre 23.06
Revezamento masculino 4×100 metros medley
¨C42C
Pratas
Matheus Zacharias nos 100 metros nado livre 51.66
Thacyane Lima nos 50 metros costas 30.55
Ana Beatriz Pereira nos 100 metros borboleta 1:03.73
Marcella Queiroz nos 50 metros nado livre 27.16
Raphael Rached nos 50 metros peito 29.25
Aimê Lourenço nos 50 metros nado livre 26.88
Revezamento feminino 4×100 metros medley

Bronzes
Thacyane Lima nos 100 metros borboleta 1:03.08
Antonio Sabedotti nos 100 metros borboleta 56.74
Marcella Queiroz 200 metros nado livre 2:04.22
Gabriel Costa nos 200 metros nado livre 1:55.23
Julia Góes nos 50 metros costas 29.63
Nicollas Souza nos 100 metros peito 1:04.92
Matheus Zacharias nos 50 metros nado livre 23.81

Realizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) e pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), o Mundial de Natação aconteceu no Rio de Janeiro entre os dias 18 e 23 de maio.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Foto: Cláudio Franco

Brasil é ouro no Mundial Escolar de Natação

Rio de Janeiro – O Campeonato Mundial Escolar de Natação, realizado no Rio de Janeiro até esta quarta-feira (23), entrará para a história do esporte nacional. Além das medalhas individuais conquistadas, o Brasil ficou em primeiro lugar por equipe no masculino e em primeiro no feminino por escola, deixando para trás fortes países, como Estados Unidos e China. Com os resultados, o país reforça que além de saber organizar grandes eventos, também é forte em subir ao primeiro lugar do pódio.

Cerca de 400 atletas, de 17 países, participaram da competição, organizada pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) e pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE).

O presidente da CBDE, Antonio Hora Filho, ressaltou a importância dos resultados obtidos no Mundial. “A realização deste evento e a conquista destas medalhas brasileiras são frutos de um trabalho que vem sendo desenvolvido há alguns anos no esporte escolar nacional. Temos trabalhado ativamente para colocar e manter o Brasil em destaque internacional e hoje podemos dizer que conseguimos. Isso refere-se a um esforço conjunto de escolas, profissionais do esporte e entidades, atores fundamentais para o desenvolvimento do desporto”, enfatizou Hora.

A competição foi extremamente elogiada pelos nadadores, pais e comissão técnica. A ex-nadadora e técnica da equipe americana, Amy Oliphant, foi uma das pessoas que se intitulou admirada pela organização. “O evento foi magnífico. Não conhecia o Brasil e estou encantada com o Rio de Janeiro e com o profissionalismo desta competição”, ressaltou Amy.

Membro do Comitê Executivo da ISF, João Graça, também destacou a qualidade do evento. “Estamos todos de parabéns por essa belíssima competição. Cumprimos com louvor este Mundial”, reforçou Graça.

Dia cultural

Como parte da organização da competição, que tem como um dos principais objetivos promover o intercâmbio entre os estudantes, foram realizados dois eventos de integração entre os atletas. Pela manhã, aconteceu o festival de revezamento na piscina principal do Parque Aquático Maria Lenk, onde os nadadores tiveram que cumprir provas em conjunto para conquistar o objetivo traçado.

Na parte da tarde, aconteceu a visita ao principal cartão-postal do Rio de Janeiro e do Brasil: o Cristo Redentor. Os atletas puderam tirar fotos e conhecer sobre a cidade maravilhosa. Um momento de alegria e descontração entre os participantes.

Sobre o evento

A 13ª edição do Campeonato Mundial Escolar de Natação é promovida pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF) e pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE). Cerca de 400 atletas, de 17 países, com idades entre 15 e 18 anos, participam do evento.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar
Foto: Cláudio Franco