Lançada em Aracaju a Seletiva Nacional para a Gymnasíade 2021

Por: Jesus Filho

Aracaju – A capital sergipana começa hoje a contar os dias para mais um grande desafio esportivo em seu calendário escolar. Nos meses de julho e agosto do próximo ano, estudantes de escolas públicas e privadas de todas as partes do país, irão agitar a cidade buscando uma vaga na maior competição estudantil do mundo, a Gymnasíade que nesta edição, será disputada na China. 

Recepcionados pelo presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho, e por Robson Aguiar, 1º vice-presidente da Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), a cerimônia de lançamento da seletiva aconteceu na manhã desta terça-feira, 24, em Aracaju, na sede do governo sergipano.

O evento contou com a participação do medalhista Olímpico, Giba, padrinho da CBDE, além de autoridades acadêmicas, esportivas e políticas, como o deputado federal, Fábio Mitidieri (PSD-SE), presidente da Comissão Permanente de Esporte da Câmara Federal; Fabíola Molina, secretária Especial de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), pasta do ministério da Cidadania; Mariana Dantas, Superintendente Especial do Esporte, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Educação de Sergipe; vereadores; secretários; presidentes de confederações esportivas e de federações escolares, e com o bem humorado governador, Belivaldo Chagas, que não escondeu o entusiasmo pela realização do evento em seu estado. 

– Vamos trabalhar em conjunto para que a competição seja um sucesso. Tenho um carinho enorme pelo esporte estudantil e quero ver nosso país no pódio na próxima Gymnasíade, assim como aconteceu nas últimas edições que foram realizadas. Estamos preparados para mais essa missão. 

Durante a competição, ao todo serão 12 modalidades disputadas. O Brasil se organiza para chegar à China com a maior delegação participante da Gymnasíade, antes, porém, é preciso carimbar o passaporte conquistando a classificação para o mundial conseguindo o índice na seletiva de Aracaju, que assim como nas anteriores, promete um alto nível técnico. 

Para o presidente da Federação Sergipana do Desporto Escolar (FSDE), Walter Thiessen, conquistar a classificação para a China vai requerer muita disciplina e treinamento dos estudantes. 

– Se você observar o que aconteceu nas seletivas anteriores, vai notar que a disputa foi acirrada em todas as modalidades. Por isso, o Brasil sempre despontou entre as principais potências esportivas do mundo. Acredito que nesta edição não será diferente. Mas para chegar lá, o primeiro compromisso é aqui. Treinar e se dedicar desde agora pode ser fundamental para o êxito final. 

Ainda durante a cerimônia, algumas confederações que não haviam assinado o termo de cooperação técnica para a realização do evento, como a de Wrestling, Badminton e de Ginástica, assim o fizeram, o que para o presidente da Confederação Brasileira de Wrestling, Pedro Gama Filho, comprova o compromisso da CBDE de difundir o esporte nacional. 

-Fiz questão de prestigiar o evento por entender que esse momento é histórico em nosso país. Sei do esforço que o presidente Hora faz para fomentar o Wrestling no Brasil e espero que a nossa modalidade possa cada vez mais continuar fazendo a diferença na formação dos nossos jovens. 

Durante o seu discurso, muito emocionado, o presidente Antônio Hora Filho fez uma saudação inicial ao povo sergipano, agradeceu o apoio do governador Belivaldo Chagas, enfatizou o trabalho que as federações escolares filiadas à CBDE realizam em seus estados, destacou a presença de todos na cerimônia e garantiu se esforçar para realizar um evento que, segundo o presidente, “marcará época na história do esporte estudantil nacional”. 

Realizada pelo time CBDE, com apoio do Governo do Estado de Sergipe, da Prefeitura Municipal de Aracaju, e da Federação Sergipana do Desporto Escolar (FSDE), a seletiva nacional para a Gymnasíade promete reunir milhares de atletas escolares em Aracaju, em 2021, cidade que já sediou outras competições escolares importantes, como os mundiais de vôlei de praia, e de triathlon, além do campeonato sul-americano, e diversos brasileiros escolares. 

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar 

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *