Estudantes brasileiros contam os dias para o Mundial ISF de Vôlei de Praia

Por: Jesus Filho

Foto: Lorena Alencar

Brasília – A emoção de vestir a camisa do Brasil em um torneio internacional é algo que marca para sempre a vida de quem vive essa experiência. Mas para conseguir o carimbo no passaporte de uma competição nessas proporções, o estudante atleta precisa primeiro passar pela etapa nacional, feito ainda mais difícil ao longo dessa trajetória.

Com recorde absoluto de participações nos torneios escolares desenvolvidos pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) este ano, no mês passado o país acompanhou as emoções do Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia, evento que entre outras coisas, mostrou a superação do técnico Wallace Souza, representante da Escola Estadual Professor Camilo Dias, de Roraima, que venceu a ‘Série Ouro’ com a Dupla David e Evandro conquistando assim a esperada vaga para o Mundial.

Prestes a embarcar para a cidade de San Vito Lo Capo, na Itália, o treinador tenta segurar a emoção e também a ansiedade, já que a partir do próximo dia 03 ele conduzirá a dupla de Boa Vista rumo ao título Mundial, feito inédito e histórico não só em sua vida, como também em seu Estado.

Promovido pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), o Mundial de Vôlei de Praia promete reunir estudantes de vários países, entre eles, os brasileiros que certamente assim como foi feito na última edição, realizada em 2017, na Polinésia Francesa, farão uma brilhante campanha na busca pela medalha de ouro.

Para Robson Aguiar, 1º vice-presidente da ISF, o Brasil segue rumo à Itália candidatíssimo a conquistar medalhas. “A delegação do Brasil, graças as nossas seletivas, sempre vai forte para os mundiais que participa e com o vôlei de praia não seria diferente. A ISF espera realizar mais uma grande competição e eu, como brasileiro, espero que os nossos representantes façam bonito colecionando não só medalhas, como também, conhecimento e novas amizades”, disse.

Foto: Lorena Alencar

Além de Robson Aguiar, o Mundial ISF de Vôlei de Praia terá também a participação do ex-atleta paranaense, Clesio Prado, titular da Federação do Desporto Escolar do Paraná (FDEPR) e uma das personalidades mais respeitadas do segmento. Emocionado com o que viu em João Pessoa durante a etapa nacional, Prado não esconde a felicidade não só de promover o esporte através do sistema CBDE, como também de representar o seu país na modalidade que o revelou para o esporte brasileiro.

– A expectativa é positiva. O Brasil segue para a Itália com uma delegação bem forte, fruto do trabalho realizado em nossa etapa nacional. Espero que conquistemos medalhas e seja uma experiência única para todos nós”, declarou.

O Mundial ISF de Vôlei de Praia começa no próximo dia 03 de outubro com a chegada das delegações à Região da Cecília, na Itália. Durante o evento, além dos confrontos, os estudantes irão ter a oportunidade de explorar as particularidades do país sede, além de confraternizarem entre si, promovendo uma atmosfera que só uma competição nessas proporções é capaz de deixar como legado na vida de quem participa.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *