Sucesso absoluto do Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia repercute em todo país

Por: Jesus Filho

Estudantes de todo país disputaram em João Pessoa o maior Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia já realizado no país | Foto: Lorena Alencar

Brasília – Poucos dias após o fim do maior Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia já realizado no país, a competição que reuniu centenas de estudantes de escolas públicas e privadas em João Pessoa, capital da Paraíba, ainda repercute entre os participantes. Evento que serviu como seletiva para o Mundial da modalidade que ocorre em outubro, na Itália, o torneio contou com uma mega estrutura para que os alunos pudessem competir em níveis de excelência.

Um dos elogios recorrentes foi em relação a escolha da capital paraibana para a disputa dos confrontos. Segundo o professor Gilberto Giba, popular no estado pelo trabalho de inclusão que faz com crianças através do vôlei de praia, os principais circuitos da modalidade são realizados lá e, por isso, promover um brasileiro estudantil no estado oportuniza que os jovens sintam uma atmosfera diferente.

– Da Paraíba saíram grandes nomes do vôlei de praia. Em um passado não muito distante, temos o medalhista Olímpico Zé Marco, que levou a prata na Austrália, em 2000. A CBDE está de parabéns não só pelo evento de alto nível que realizou em João Pessoa, mas também pela escolha do local de competição. Nosso estado é um dos principais do circuito nacional e, graças a isso, as crianças puderam sentir um pouco do calor humano que é competir nas históricas areias de Cabo Branco – Destacou.

Foto: Lorena Alencar

Campeão brasileiro em João Pessoa, Wallace Souza, de Boa Vista, em Roraima, conta os dias para o embarque rumo à Itália, onde irá representar o Brasil no Mundial. Ainda impactado com o que viveu durante a competição e ao retornar ao seu estado, o professor disse que jamais imaginou que no país fosse realizado um torneio como o que ele viu em João Pessoa.

– Foi tudo impecável. Desde nossa chegada até nosso retorno. A CBDE preparou tudo para que pudéssemos apenas jogar. Agradecer é pouco diante de tudo o que vivemos na semana que passou. Assim que chegamos em Boa Vista, fomos recepcionados por uma multidão que foi nos aplaudir, após acompanhar as finais pela TV CBDE. Estou muito feliz com os resultados e agora é focar no Mundial – Disse.

Os atletas cariocas André e Índio, dois dos destaques da competição, também elogiaram a estrutura do evento. Prata no Brasileiro, os alunos do Colégio Elite, do Rio de Janeiro, disseram que o evento não só a estrutura surpreendeu, como também o nível técnico dos competidores que, segundo eles, nesta edição, tornou o Brasileiro ainda melhor para jogar.

Realizado em parceria com a Federação Paraibana do Desporto Escolar (FPDE), o Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia teve recorde absoluto de participantes. Divididas em três hotéis de João Pessoa, entre atletas, arbitragem, competidores e técnicos foram quase 500 pessoas envolvidas no evento.

Foto: Lorena Alencar

Para o técnico Pernambucano, Luiz Paulo, a atenção da CBDE para com as delegações foi um dos fatores que fizeram do Brasileiro de Vôlei um dos melhores já realizados no país.

– Já tive a oportunidade de participar de outros eventos da CBDE, e sempre é com essa mesma qualidade. Muita atenção, muito amor, muito carinho. Particularmente destaco a alimentação de alto nível, o método de disputa, a escolha dos hotéis, transporte, tudo exemplar. Recebi muitas ligações de pessoas parabenizando o evento e isso comprova que o esporte estudantil no país realmente vive um momento único. Me sinto honrado de ter participado de um torneio como o que vimos em João Pessoa – Ressaltou.

A partir do próximo dia 3 de outubro, os atletas que garantiram o título brasileiro irão compor a delegação que irá representar o Brasil no Mundial ISF de Vôlei de Praia. O evento, realizado pela Federação Internacional do Desporto Escolar, promete reunir estudantes de todas as partes do mundo na cidade de San Vito Lo Capo, no Continente Europeu.

Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *