Índia: judô escolar do Brasil faz história na 1ª edição do Combat Games

10/07/2017
Índia: judô escolar do Brasil faz história na 1ª edição do Combat Games

AGRA - A 1ª edição do Combate Games, competição inédita organizada pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), que agrega lutas de artes marciais, está agitando a Índia. Após realizar uma seletiva bastante competitiva em São Paulo, em maio deste ano, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar enviou os melhores atletas escolares do Brasil tanto do judô, quanto do karatê, as duas modalidades em que o Brasil está inscrito, para a cidade de Agra, na Índia, onde a competição ocorre.

A delegação do Brasil é composta por quarenta e cinco pessoas, entre os quais: 15 atletas do judô, 24 do karatê, 5 técnicos e 1 chefe de delegação. O evento é disputado por atletas escolares da índia, França, Rússia, China, Emirados Árabes e do Brasil.

Os brasileiros chegaram à Índia na noite da última sexta-feira (07/07), após uma longa jornada de viagem. Entre uma aeronave e outra, a certeza de fazer bonito no evento representando o desporto escolar brasileiro em mais uma competição internacional.

Abertura oficial

Na tarde do último sábado (08/07), as delegações se reuniram para celebrar o início do evento. Como sempre ocorre em competições internacionais, o Brasil foi o centro das atenções. Entre um pedido e outro para “selfies” com os nossos atletas e boas risadas, a alegria tomou conta dos participantes que aproveitam a chance de conhecer um novo país celebrando novas amizades.

Uma curiosidade nessa competição é a participação do brasileiro Robson Aguiar, presidente em exercício da CBDE, mas que também é vice-presidente da ISF, órgão responsável pela condução dos jogos. Feliz por estar representando tanto o seu país de origem como também a instituição máxima do desporto escolar mundial, Aguiar saudou na cerimônia as delegações e fez questão de parabenizar o povo indiano pela hospitalidade e simpatia com o qual recebem os participantes do Combat Games.

“Sinto-me honrado por representar a ISF, na pessoa do presidente Laurent Pretinka, aqui na índia, por ocasião da 1ª edição do Combat Games. Por enquanto está tudo dentro do esperado e nós estamos trabalhando para que os nossos atletas possam competir com toda a infra-estrutura que cada modaldiade exige. O Brasil também participa do evento e eu não tenho dúvidas de que a delegação brasileira conquistará muitas medalhas. Porém como sempre digo: ganhar sempre é bom, mas participar, interagir e adquirir cultura, é sem sombra de dúvidas à maior das conquistas”, destacou.

Disputas

O judô escolar do Brasil começou com o pé direito no Combat Games. Entre ontem e hoje, a equipe brasileira subiu no tatame em busca de uma colocação de destaque e conseguiu. No primeiro dia de confrontos, nas nove lutas disputadas, o Brasil conquistou nove medalhas, sendo: 7 de ouro, 1 de prata e 1 de bronze.

Na manhã desta segunda (10/07), o Brasil terminou a sua participação no judô realizando cinco disputas e em todas, subiu ao pódio. Ao todo, foram: 3 medalhas de ouro e 2 de prata. Com esse resultado, o judô escolar brasileiro conquistou a expressiva marca de 10 medalhas de ouro, 3 de prata e 1 de bronze.

Responsável pela delegação do Brasil comemora

Chefe da delegação brasileira na Índia, o diretor de relações internacionais da CBDE, Luiz Delphino, mostrou entusiasmo com a participação verde e amarela nos jogos salientando a chance que os atletas escolares estão tendo de representar o seu país em uma competição mundial.

“A formação de um atleta passa por diversas etapas. O Desporto Escolar além de colaborar com a experiência esportiva dos alunos alia os aspectos sociais e culturais, reforçando a formação integral do ser humano e não somente preocupando única e exclusivamente com o viés esportivo. Entendo que o desporto escolar está acima desta questão. Nosso trabalho é formar através do esporte e a representação do país é o ápice desse processo de formação”, destacou.

Além da formação dos atletas escolares, Delphino falou também sobre o país sede da 1ª edição do Combat Games e fez questão de comemorar os números alcançados pelo Brasil na modalidade que ele chama de “potência mundial”.

“O judô, como sempre, nos dando motivos para sorrir e comemorar muito. Os nossos atletas estão de parabéns pelas medalhas conquistadas aqui em Agra, na índia. Nesta quarta começa o karatê e eu também não tenho a menor dúvida de que conquistaremos mais medalhas. Isso tudo só é possível graças às seletivas de alto nível que as federações estaduais promovem. A Índia é um país de grandes contrastes que tem um povo acolhedor e muito carinhoso. Eles estão trabalhando com afinco, chefiados pelo Robson, na execução desse evento e eu não tenho dúvidas de que o saldo será positivo para o sistema da ISF”, finalizou.

O Brasil continua em Agra onde poderá conquistar novas medalhas, só que dessa vez, com o karatê. As disputadas começam na manhã desta quarta-feira (12/07), na Índia.

Todos os resultados você acompanha em tempo real, pelos canais de comunicação da CBDE.

Pedro Paulo de Jesus
Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

Outras notícias